PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Que pena, Suárez!

Juca Kfouri

26/06/2014 11h13

20140626-105939-39579573.jpg

A Copa do Mundo perdeu uma de suas maiores atrações.

Uma pena!

Uma pena justa de nove jogos para quem é reincidente, ou melhor, treincidente.

Uma pena em todos os sentidos, porque pune um craque que foi ao extremo do sacrifício para jogar a Copa, o que vinha fazendo com brilho e garra.

Mas quando a raiva é maior que a garra, a raiva cega, a raiva morde.

E é inadmissível que se morda ou que se cuspa num jogo de futebol.

Claro, pior, como consequência física, são os pontapés ou cotoveladas ou soladas.

Sempre, no entanto, o autor poderá dizer que foi na bola, que quis se defender ou até mesmo que perdeu a cabeça, mas não mordeu, nem cuspiu ou deu puxão de cabelo.

São nuances sim, mas que fazem a diferença.

Deu pena também ver Diego Lugano, que merece tanto respeito e admiração, primeiramente com a indefensável argumentação de que a marca da mordida nas costas do italiano era uma cicatriz antiga.

Mas nem quem acredita na cerveja com cevada da Granja Comary cairia nesta.

Depois, o capitão uruguaio veio com a história de perseguição da imprensa, sem perceber que muitos dos jornalistas, na verdade, lamentam ver Luisito Suárez alijado da Copa.

Embora o presidente uruguaio, José Mujica, também tenha dado uma pisada na bola ao embarcar no coro da perseguição ou coisa montada contra o goleador, ao menos ele foi franco ao dizer que de Suárez não se esperam gentilezas ou gestos educados.

É verdade.

Nem mordidas.

ATUALIZAÇÃO ÀS 17h10: Não se pode elogiar a Fifa…

Isso de proibir o rapaz de ficar com a delegação, tirá-lo à força da concentração, proibir sua ida a estádios lembra mais a Gestapo que outra coisa qualquer.

Por que quando as punições são para os corruptos cartolas fifais as medidas não são tão drásticas?

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri