PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Toma, a taça é de vocês!

Juca Kfouri

04/07/2012 23h47

E o Corinthians ganhou o último grande título que lhe faltava.

A taça Libertadores, é claro, antes de mais nada é da Fiel, que deu mais um show de força e paixão no Pacaembu.

Mas é, também, de todos os não-corintianos que exigiam que o Corinthians ganhasse a tal Libertadores.

Talvez o Corinthians devesse esmigalhar a taça e distribui-la aos pedacinhos para todos que cobravam sua conquista como se fosse ela que desse a medida da grandeza de um clube.

Ou alguém acha que o Galo, o Botafogo, o Fluminense, são menores por não tê-la conquistado?

Bobagem pura!

Ainda mais quando se trata de um torneio cada vez mais anacrônico, ultrapassado mesmo, com seus jogos em altitudes desumanas e que convive há anos com a ridicularia de escudos policiais para que se bata um simples escanteio e é sempre palco dos mais diversos objetos arremessados nos gramados da América.

Quem sabe agora, quando não mais soará como desculpa, o novo campeão possa fazer valer sua voz para modernizar a taça, até abrindo mão de disputá-la caso não se dê os passos civilizatórios de que a Libertadores, urgentemente, necessita.

O jogo, que não tem nada com isso tudo, foi épico como era de se esperar.

O primeiro tempo foi tenso ao limite e pouco emocionante no primeiro tempo.

Ao contrário do segundo, que logo aos 8 minutos viu Danilo dar de letra para o Sheik das Américas fazer 1 a 0.

Desnecessário dizer que o estádio virou o Sanatório Pacaembu, como diria Washington Olivetto.

Para começar uma festa que foi aumentando à medida que o tempo passava.

Um minuto antes, Cássio fez uma defesaça, a primeira dele, e o Sheik das Américas fez o segundo gol, espetacular, aos 27, depois de interceptar um passe de Schiavi e partir célere até a área e fulminar a meta portenha.

E não me pergunte mais, porque me perdi no Pacaembu.

Que venha o bi, que venha o Chelsea!

O Boca?

O Boca é bico.

 

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri