PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

O bi, 50 anos atrás (e o famoso pênalti, que não foi pênalti...)

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juca Kfouri

17/06/2012 13h15

Djalma Santos, Zito, Gylmar, Zózimo, Nílton Santos, Mauro, em pé;

Garrincha, Didi, Vavá, Amarildo e Zagallo, agachados.

O Uruguai já havia sido bicampeão mundial, mas se dizia, então, à luz do rigor dos dicionários, que o Uruguai era duas vezes campeão mundial, em 1930 e 1950, no Uruguai e no Brasil, porque bi só era considerado quem ganhasse duas vezes seguidas.

A Itália, não.

Era uma autêntica bicampeã, pois vencera as Copas de 1934 e 1938, na Itália e na França.

No dia 17 de junho de 1962, no Chile, o Brasil seria tão bicampeão como a Itália, pois vencera em 1958, na Suécia, primeira seleção, por sinal, a ganhar uma Copa do Mundo fora de seu continente.

E o bi veio com a vitória sobre a Tchecoslováquia, por 3 a 1.

Os tchecos saíram na frente, Amarildo, o Possesso, empatou, Zito desempatou e Vavá fechou o placar.

Uma Copa que teve uma maldição sobre o trio final do melhor ataque da história do futebol, o do Santos.

Coutinho, Pelé e Pepe, que seriam titulares absolutos, viram a final das arquibancadas.

Porque Coutinho e Pepe se machucaram antes de a Copa ter início e perderam suas posições para Vavá e Zagallo.

E Pelé, já Rei do futebol, se machucou no segundo jogo da Copa, exatamente contra a mesma Tchecoslováquia, no empate sem gols, fruto de uma distensão na virilha que doeu no país inteiro e pareceu ser fatal quando ocorreu.

No jogo seguinte, com Amarildo no lugar de Pelé, a Espanha de Puskas fez 1 a 0 e fez 2 a 0, o que, praticamente, eliminaria o time nacional.

Sabe-se lá por que, o árbitro anulou o belíssimo gol de bicicleta do húngaro naturalizado espanhol Puskas, ao alegar um impedimento inexistente.

Curiosamente, no entanto, o lance mais comentado é o que precede este gol mal anulado, quando se alega que Nílton Santos fez um pênalti em Collar na entrada da área pela direita do ataque espanhol, e deu dois passos para fora da área, engabelando o árbitro.

Não quero parecer o revisionista da história, mas convido você a ver o lance no Youtube. (http://www.youtube.com/watch?v=ybofMZAgXuU).

Constate você mesmo que o jogador espanhol se joga clamorosamente sobre Nílton Santos, que não comete pênalti algum.

O problema está em que o juiz marcou a falta que, se tivesse mesmo acontecido,  teria que ser assinalada dentro da área.

Mas, enfim, como se diz que o que vale é o que ficou registrado…

Bem, o registro mais importante é que, depois, o Brasil fez uma campanha brilhante, venceu a Inglaterra com Mané Garrinha começando a fazer gols de todos os jeitos —  como nunca havia feito, de pé esquerdo, de cabeça, cobrando faltas, o diabo em forma de gente.

Em seguida, nas semifinais, os derrotados foram os anfitriões chilenos com outra atuação magistral dele e, finalmente, os tchecos.

Brasil, legítimo bicampeão mundial, o segundo e último time a vencer duas Copas seguidas.

Quando veio o tricampeonato, no México, em 1970, tratamos de mudar o dicionário para sempre.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri