PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Entregar as faixas ou não...

Juca Kfouri

24/11/2011 13h15

A imagem acima foi feita em Madrid, mais exatamente no estádio Santiago Bernabeu, no dia 7 de maio de 2008, uma quarta-feira.

O Real Madrid, dono do estádio, havia vencido de virada, por 2 a 1, o Osasuna no domingo anterior e conquistado o Campeonato Espanhol pela 31a. vez, com três rodadas de antecedência.

O próximo adversário seria o maior rival, o Barcelona, do país catalão.

Uma rivalidade tão grande ou maior que a entre a dupla Gre-Nal, Galo e Cruzeiro, Fla-Flu, Flamengo e Vasco, Corinthians e Palmeiras, Corinthians e São Paulo, Ba-Vi, enfim…

Porque uma rivalidade que transcende o esporte, que envolve questões políticas e culturais.

Nem por isso o time catalão deixou de se perfilar como num corredor para saudar a entrada em campo dos campeões, no chamado pasillo.

Já no Brasil, algo semelhante, a entrega das faixas, vira objeto de uma discussão absurda, até com cartolas desprovidos de cérebro capazes de dizer que o gesto estimularia violência.

Estimula, isto sim, respeito, cavalheirismo, tratamento digno entre rivais, e não a humilhação entre inimigos.

Mas, para tanto, a Educação precisará passar por uma revolução no Brasil.

(Tudo isso a propósito da burra polêmica sobre se o Palmeiras poderia ou não entregar as faixas para o Corinthians, caso o rival  viesse ou venha a ser o campeão brasileiro de 2011 neste domingo).

Na Inglaterra, berço do futebol  moderno, acontece a mesma coisa, como se pode ver na foto abaixo, quando, no dia 9 de maio de 2006, o Mancheter United, em sua casa, o Old Trafford, fez o mesmo em relação aos campeões do londrino Chelsea, no que por lá se chama de guard of honour.

Homenagem retribuída, dois anos depois, pelos azuis aos vermelhos, no Stamford Bridge.

 


Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri