PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

O que o jornal suíço publicou sobre Ricardo Teixeira

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juca Kfouri

29/11/2010 14h58

Por Von Jean François Tanda

Nova lista de pagamentos compromete membros do Comitê Executivo da FIFA

Nova lista de pagamentos incrimina membros do Comitê Executivo da FIFA e especialmente o poderoso brasileiro Ricardo Teixeira (ex-genro do presidente de honra da FIFA, João Havelange) que recebeu US$ 9,5 milhões de agosto de 1992 a 28 de novembro de 1997 da Agência de Marketing ISMM/ISL.

Os pagamentos eram feitos em parcelas de US$ 250.000 até US$ 1.000.000, conforme uma lista de pagamentos da ISL que está em poder do jornal "Tages-Anzeiger" de Zurique.

Não está incluído nesta soma o montante de 100.000 Francos Suíços, marcado na lista com "AdidasD".

A FIFA silencia

O dinheiro chegou a Teixeira através de uma empresa fantasma chamada Sanud Etablissement, com sede no paraíso fiscal Liechtenstein e era gerenciada pelo consultor financeiro Herbert Batliner que tem como clientes, entre outros, Giovanni Agnelli (FIAT) e o rei da Arábia Saudita Fahd bin Abdul Aziz.

A empresa-fantasma pertenceu a Teixeira e foi fundada em 5 de novembro de 1990.

Encerrou suas atividades oficialmente em janeiro de 1999, não constando desde então do Registro Oficial de Empresas de Liechtenstein.

Que a empresa pertence a Teixeira pode-se deduzir de um relatório feito por uma Comissão Parlamentar de Inquérito no Brasil.

Essa comissão tinha por objetivo analisar irregularidades havidas na Confederação Brasileira de Futebol, presidida por Teixeira.

Comissão de Ética nada comunica

Com esse exemplo de Teixeira, fica claro que a FIFA ainda não colocou em pratos limpos a questão da corrupção e do enriquecimento ilícito: o jornal brasileiro "Lance" publicou em 17 de novembro de 2010 contratos que Teixeira fechou consigo mesmo: à esquerda assinou como presidente da Confederação Brasileira de Futebol e à direita como pessoa física.

O presidente Teixeira fundou com a pessoa física Teixeira uma sociedade cujo objetivo é a organização da Copa do Mundo no Brasil em 2014.

A Confederação possui 99,99 das quotas e a pessoa física Teixeira o resto.

Os "dois" sócios (ou seja, Teixeira e ele mesmo) decidem entre si como será feita a divisão dos lucros – independentemente da participação de cada um na sociedade.

Perguntado se esse não seria um caso típico para ser investigado pela Comissão de Ética da FIFA, o presidente da comissão, Cláudio Sulser respondeu: "Todo e qualquer inquérito é regido pelas normas do regulamento de ética da FIFA e do regulamento disciplinar da FIFA. Para mais perguntas, dirijam-se diretamente à Assessoria de Imprensa da FIFA."

A Assessoria de Imprensa da FIFA não respondeu as perguntas do "Tages-Anzeiger".


Em tempo: Não se trata de um caso isolado.

O  texto relembra, ainda,  os casos já revelados dos dois membros do Comitê Executivo suspensos por corrupção e outros envolvidos em escândalos, como: Nicolas Leóz (COMNEBOL) e Issa Hayatu (Confederação Africana de Futebol).

Informa ainda que a BBC, no seu programa Panorama, fará novas revelações nesta noite desta segunda-feira sobre o escândalo na FIFA.

Tradução por: Gerd Wenzel

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri