PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

13 de dezembro de 1968: o AI-5

Juca Kfouri

13/12/2008 16h39

Por LINO CASTELLANI FILHO

Do Observatório do Esporte

Hoje faz 40 anos da promulgação do famigerado Ato Institucional nº 5, o AI-5.

Eu ia complementar a frase dizendo: – "E daí, todo mundo sabe disso", mas a "Folha de S. Paulo" de hoje me avisou que de cada 10 brasileiros, oito nunca ouviram falar dele.

Mas os dois – de cada grupo de 10 – que ouviram falar do AI-5, certamente não sabem que o primeiro nome da lista era o de um professor de Educação Física!

Seu nome, Alberto La Torre de Faria.

Professor da Escola Nacional de Educação Física da Universidade do Brasil, – hoje UFRJ – e integrante ativo do reconhecido ISEB, à época era funcionário do Ministério da Educação vinculado à Secretaria de Educação Superior e, por causa de suas atribuições naquela pasta, naquele dia estava em Itu, SP, fazendo vistorias para o credenciamento de uma faculdade de Direito.

É ele que nos conta: "Eu tinha aceitado um convite do professor Lourenço Júnior para jantar. Nós estávamos então tomando uns aperitivos e aguardando o início da 'Hora do Brasil' – no interior tinha-se o hábito de ouvi-la. A certa altura ouvimos referências ao AI-5: '… Foram incursos no Ato Institucional nº 5 os senhores… Alberto La Torre de Faria… '

"Foi um espanto, inclusive pra mim. Eu, delegado do Ministério da Educação, organizando uma faculdade de Direito em Itu e sendo cassado em Brasília! E dizia mais… Relacionava uma série de pessoas eminentíssimas. Eu era fichinha. O professor Lourenço Júnior, muito espirituoso, disse assim: – 'Eu não sabia que o senhor era um homem importante… O primeiro da lista!

 Ele foi contemporâneo da professora Maria Lenk – ela a maioria sabe quem foi, né?!

Sim, ela, que se referia à Escola de Educação Física do Exército como "a célula mater da educação física no Brasil" e que em 1972, diferentemente do professor La Torre e de todos os outros cassados, festejava na Ilha do Fundão a inauguração das instalações da Escola de Educação Física da UFRJ com a presença de Emílio Garrastazú Médici, a quem – nas palavras da professora "homenageamos dando o nome dele ao Ginásio de Esportes…".

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri