Blog do Juca Kfouri

Paulo André volta para fortalecer o Bom Senso FC
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2556.JPG

Contrato encerrado na China, Paulo André espera estar em São Paulo na segunda-feira, dia 3, ou, no máximo, no dia seguinte.

Disposto a já participar da primeira reunião que houver do BSFC.

Coincidência ou não, o cara que deu a cara ao movimento voltará exatamente no momento crucial para se decidir como será a Lei da Responsabilidade Fiscal no Esporte.

A cartolagem não gostará da notícia e talvez por intui-la esteja com tanta pressa em aprovar a lei cheia de contrabandos.


As finais da Copa do Brasil, o passado e o futuro
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2554.JPG

Muito já se falou do que há de história em torno das semifinais da Copa do Brasil entre Cruzeiro e Santos e Atlético Mineiro e Flamengo.

Os anos 60 de Pelé e Tostão serão revividos agora com Robinho e Everton Ribeiro, sem comparações, por favor.

E os anos 80 de Zico e Reinaldo também, com Eduardo da Silva e Diego Tardelli, reitere-se enfaticamente, sem comparações, pelo amor de Deus.

Mas se o passado está presente nos dois confrontos, o futuro também está, porque quem passar agora nas semifinais — jogos de ida nesta noite no Mineirão e no Maracanã — e, depois, ganhar a final se garantirá na Libertadores.

Flamengo ou Galo, em busca do bi continental.

Cruzeiro em busca do tri.

E o Santos em busca do tetra.

Não é pouca coisa.

IMG_2555.JPG

Comentário para o Jornal da CBN desta quarta-feira, 29 de outubro de 2014, que você ouve aqui.


Portuguesa agoniza. Graças ao STJD e à CBF
Comentários Comente

Juca Kfouri

A Portuguesa caiu para a Série C.

Dificilmente se reerguerá, até porque é improvável que possa saltar de divisão como já aconteceu no passado para beneficiar clubes grandes.

A Lusa foi vítima, como é público e notório, de uma jogada espúria que a burocracia cartorial propositalmente não informatizada de nosso futebol armou contra ela.

Daí para a decisão implacável disfarçada de Direito foi uma decepada só.

A mesma que atingiu outros clubes menores pelo país afora, mas que acaba de poupar o Corinthians em mais um “caso Petros”.

Diga-se que neste episódio, fez-se Justiça.

Mas comprovou-se que a lei para os grandes é uma, para os menores é outra, ou seja, é mais igual para uns que para todos.


Os últimos assaltos para a Lei da Responsabilidade Fiscal no Esporte
Comentários Comente

Juca Kfouri

Está prevista para amanhã às 11h, no ministério do Esporte, o que deveria ser a última reunião entre o governo, clubes e atletas para bater o martelo sobre o texto final a ser apresentado ao Congresso Nacional sobre a LRFE.

Duas semanas atrás, em reunião que durou mais de seis horas, no Rio, quase todas as divergências foram sanadas e o texto foi considerado 95% pronto.

Hoje, no entanto, o Bom Senso FC foi surpreendido com uma série de mudanças no texto, todos da lavra do advogado Álvaro de Melo Filho, há décadas a serviço da CBF, dos clubes e do atraso.

Mudanças inaceitáveis para os atletas e que justificam outra surpresa da parte dos clubes : eles não irão à reunião em Brasília.

E por quê?

Porque já mandaram o texto da lei para a Câmara dos Deputados, pedindo que seja votado em regime de urgência.

Entre outras obrigações, os clubes não querem o teto salarial que os jogadores reivindicam e nem que motivos financeiros os excluam de campeonatos, como estava previsto e acordado.

Está aberta a primeira chance para o ainda atual governo mostrar o que será o próximo.

Porque sempre restará o veto da presidenta Dilma Rousseff, afinal comprometida com as causas do BSFC.


Agora falando sério
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_3082.JPG

É como disse o presidente do Uruguai, José Mujica, ao sair de seu Fusca para votar no último domingo:

“Eleição não é guerra”.


“Me casei à toa”, lamenta Aécio Neves
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2548.PNG

JUIZ DE FORA – Inconsolável após a divulgação do resultado das eleições, o senador tucano Aécio Neves abraçou os amigos Ronaldo Fenômeno, Alexandre Accioly e Fred, e lamentou: “Me casei à toa. Me casei à toa”, repetia.

Com um sopro de alento, Aécio anunciou a contratação de 45 advogados do Fluminense. “Pretendo recorrer ao STJD. Parece que a Dilma escalou um elemento barbudo como cabo eleitoral de forma irregular. Pelo regulamento, tenho direito a 4 milhões de votos”, explicou.

Em paralelo, o governador da Flórida ligou para o senador, esbaforido. “Peço ao senhor Aécio Neves que atue de forma enérgica para impedir um êxodo de brasileiros para Miami”, implorou, de joelhos.


Cruzeiro tem o São Paulo mais perto
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2547.JPG

Ao terminar a 31a. rodada, e ao faltarem sete para terminar o Brasileirão, o São Paulo, diante de 32 mil torcedores no Morumbi, ganhou por 3 a 0 do Goiás, retomou a vice-liderança e ficou a cinco pontos do líder Cruzeiro.

Em sete minutos o São Paulo já vencia por 2 a 0, com gols de Edson Silva e Luís Fabiano, ambos com passes de Michel Bastos. No segundo tempo, Alan Kardec fechou o placar, também com passe de Michel Bastos.

O campeonato ganhou um certo suspense, mesmo que a diferença ainda seja relevante.

O jogo de ontem provou que quando há motivos o torcedor comparece mesmo que seja numa segunda-feira à noite, coisa inusitada na Série A do Campeonato Brasileiro.

Tudo indica que as sete rodadas restantes terão muitos jogos repletos de razões para atrair o torcedor.

A vitória são-paulina teve um ingrediente adicional, digno de figurar nas enciclopédias do futebol mundial: Rogério Ceni tornou-se o jogador com maior número de vitórias por um mesmo clube: 590 vitórias com a camisa tricolor.

Comentário para o Jornal da CBN desta terça-feira, 28 de outubro de 2014, que você ouve aqui.

 


Minas está onde sempre esteve
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2543.GIF

O grande escritor mineiro Otto Lara Rezende um dia escreveu que “Minas está onde sempre esteve”.

No chamado “país do futebol”, Minas está no primeiro e segundo lugares do Campeonato Brasileiro com o Cruzeiro e o Galo.

No país que terminou o segundo turno da eleição presidencial, dois mineiros disputaram a cadeira no Palácio do Planalto e a mineira Dilma Rousseff, que é atleticana, venceu o cruzeirense Aécio Neves na terra deles e na de todos nós.

Por três pontos, coisa de pouco mais de 3 milhões e 400 mil votos.

Já o Cruzeiro está sete pontos à frente do Galo e hoje, caso o São Paulo, terra do estado que deu a vitória ao mineiro, vença o Goiás, passará o Galo e ficará a cinco pontos do líder.

Na margem de erro, menos dois pontos para o Cruzeiro, mais dois para o São Paulo, haverá o que se chama quase de empate técnico.

O que pode significar que tenhamos uma reta final também no segundo turno do Brasileirão tão emocionante como na eleição.

Viva o Brasil!

Comentário para o Jornal da CBN desta segunda-feira, 27 de outubro de 2014.

IMG_2544.JPG


Respeito a quem venceu
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2542.JPG

Faz um silêncio sepucral em Higienópolis, São Paulo.

Contrasta com a festa feita no Rio de Janeiro, no Norte, no Nordeste e…em Minas Gerais.

Agora só há três atitudes aceitáveis:

a primeira é respeitar quem venceu democraticamente;

a segunda, esperada dos vencedores, é a de saber ganhar;

e a terceira, de quem perdeu, é saber perder, e fazer oposição civilizadamente, sem o que a democracia não sobrevive.