Blog do Juca Kfouri http://blogdojuca.uol.com.br Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Desde 2005, é colunista da Folha de S.Paulo e do UOL. Sun, 20 May 2018 21:14:06 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Único invicto, o São Paulo sobe http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/unico-invicto-o-sao-paulo-sobe/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/unico-invicto-o-sao-paulo-sobe/#respond Sun, 20 May 2018 21:06:51 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99934 Em seis jogos empatar quatro vezes é muito, mas ganhar duas, principalmente um clássico como o San-São, e diante de mais de 40 mil torcedores no Morumbi, também não é pouco.

E foi o que o São Paulo fez ao derrotar o Santos com gol de Diego Souza, aos dez minutos do segundo tempo, depois de mandar bola na trave e no jogo nos 45 minutos iniciais.

O torcedor tricolor tem o alento de, ao menos, ver um time capaz de deixar o sangue no gramado.

Coisa do uruguaio Diego Aguirre?

Em sexto lugar, o São Paulo está a apenas três pontos do líder Atlético Mineiro.

]]>
0
Milagre Carille ainda não faz http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/milagre-carille-ainda-nao-faz/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/milagre-carille-ainda-nao-faz/#respond Sun, 20 May 2018 20:50:55 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99931 Sem Cássio, sem Fagner, sem Balbuena, Maycon, Jadson, Rodriguinho e o incrível Romero, o Corinthians foi a Recife e fez um primeiro tempo sofrível, como não poderia ser diferente.

Porque Juninho Capixaba, Paulo Roberto e Júnior Dutra, principalmente esses três, estão a léguas de distância dos titulares.

Mesmo assim, aos dez minutos do segundo tempo, o Alvinegro saiu na frente do Sport, com Roger cabeceando um escanteio cobrado por Matheus Vital.

Por oito minutos o Timão voltou a liderar o Brasileirão, mas Carlos Henrique, em lindo gol acabou com a festa paulista.

Fábio Carille, então, tirou Paulo Roberto e Pedrinho para Maycon e Marquinhos Gabriel jogarem.

O Sport havia sido feliz ao trocar o atrapalhado Everton Felipe pelo autor do gol e pôs também Michel Bastos no lugar de Rogério.

Na Arena Pernambuco com menos gente do que se esperava, 29 mil torcedores, o anfitrião queria os três pontos e partiu para virada.

Impressionante constatar que Marquinhos Gabriel não tem vaga nem entre os reservas corintianos.

Emerson Sheik entrou no lugar de Matheus Vital, aos 37, para tentar tirar coelho da cartola.

Carille, que antes do jogo disse não ter recebido proposta alguma para deixar o clube, consegue tirar leite de pedra, mas milagre é de outro departamento.

O empate ficou melhor para os visitantes.

]]>
0
Democracia Fútbol Club http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/democracia-futbol-club/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/democracia-futbol-club/#respond Sun, 20 May 2018 16:03:43 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99923

Leia AQUI.

]]>
0
Flamengo e Vasco para esquecer http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/flamengo-e-vasco-para-esquecer/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/flamengo-e-vasco-para-esquecer/#comments Sun, 20 May 2018 00:16:39 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99921 Mais de 35 mil torcedores no Maracanã e nem Flamengo nem Vasco honraram a qualidade que o clássico deveria ter.

Bem ao contrário.

O Flamengo abriu o placar, aos 13, com Vinicius Júnior graças a Martin Silva que rebateu mal um chute fraco e de longe de Everton Ribeiro, num lance que começou com Diego em impedimento, e Wagner empatou em seguida, aos 17, no primeiro tempo que ainda teve alguma graça.

O segundo foi de cair lagartixa da marquise do estádio, com emoção só no fim, quando os dois times desperdiçaram chances de desempatar e cada um teve dois jogadores expulsos: Breno e Riascos de um lado e Cuellar e Rhodolfo do outro.

1 a 1 placar final, pior para o rico Flamengo e 9 contra 9 no gramado, ruim para o Clássico dos Milhões, em noite de horrores.

]]>
11
Prioridades http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/prioridades/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/prioridades/#comments Sat, 19 May 2018 20:53:37 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99918 Campeão do primeiro Campeonato Brasileiro, em 1971, e nunca mais, o Atlético Mineiro parece ter definido que 2018 é o ano para sair da fila.

A ponto de ter caído fora precocemente tanto da Copa Sul-Americana quanto da Copa do Brasil.

Mas acaba de assumir, nem que seja por poucas horas, a liderança do Brasileirão ao ganhar o clássico contra os reservas do Cruzeiro, com mais um gol de Roger Guedes, aos 16 minutos da etapa final, num lance esquisito em que a bola bateu em suas duas pernas e matou o goleiro Fábio.

O Cruzeiro optou por priorizar o jogo contra o Racing, nesta terça-feira, pela Libertadores.

Mano Menezes não tinha mesmo outra opção e o Cruzeiro não sente falta de comemorar títulos nacionais.

Hoje perdeu com os reservas e só depois que ficou com dez jogadores, pois Mancuello foi expulso logo aos 3 minutos do segundo tempo.

O Galo não tem nada com isso e também fez suas escolhas.

Agora seca o Flamengo, que daqui a pouco enfrenta o Vasco, e o Corinthians, que amanhã pega o Sport, no Recife.

]]>
12
Modos de fazer (2) http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/modo-de-fazer-2/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/modo-de-fazer-2/#comments Sat, 19 May 2018 17:20:46 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99915

]]>
8
Modos de fazer http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/modos-de-fazer/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/modos-de-fazer/#comments Sat, 19 May 2018 16:00:41 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99912

]]>
3
Convocando http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/convocando/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/convocando/#comments Sat, 19 May 2018 03:00:18 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99902 POR RAFAEL KLEIN

Vida de técnico da Seleção Brasileira nunca foi fácil.

Em época de convocação pra Copa, então, vira um inferno (o que não é tão complicado para quem tem que dar expediente na CBF, sejamos justos).

Se o treinador liga a televisão, tem um jornalista mostrando que essa é a melhor temporada do jogador A, desde que passou a jogar de lateral.

Se abre o jornal, tem alguém estranhando a convocação do jogador B, que virou reserva de um turco desconhecido.

Nas redes sociais, perfis pedem paciência com o jogador C, que está machucado, mas que “certamente vai se recuperar a tempo”.

Somos 200 milhões de treinadores, já disse alguém. E pelo andar da carruagem, 200 milhões de médicos e fisioterapeutas também.

O que só aumenta o drama do professor: no táxi ele é questionado por não chamar jogadores que atuam no futebol brasileiro.

No restaurante reclamam que tem volante demais.

No elevador pedem a volta do líbero.

Na reunião de condomínio pedem para naturalizar o Messi.

Na semana passada, ao ligar pra cancelar uma linha de celular, ele ouviu da atendente:

– Tem mais alguma coisa que eu possa te ajudar, além de recomendar a convocação do Arthur, senhor?

Diante disso, só resta ao técnico da Seleção se agarrar a conceitos próprios (e razoavelmente subjetivos) pra chamar quem ele bem entender.

Podem ser os números do jogador, o histórico com a camisa da Seleção, os relatórios da comissão técnica, o pedido da Dona Lúcia ou a confiança pessoal, que serve pra encerrar qualquer questionamento:

– Por que o Taison?

– Tem a minha confiança.

– Por que o Cássio?

– Tem a minha confiança.

– Por que não o Luan?

– Tem a minha confiança.

Assim, justifica-se toda e qualquer convocação.

E aceitamos, indignados ou não, as escolhas do comandante da esquadra brasileira, certos de que todas seguiram uma certa lógica.

Como, por exemplo, na vaga mais polêmica dessa última convocação:

– Professor, perdemos o Daniel Alves. Agora tá faltando um pra fechar os 23. Tô aqui com o relatório…

– Depois eu vejo o relatório. Como tá a roda de pagode?

– Quase completa, professor. O Marcelo é bom no pandeiro, o Miranda no surdo e o Firmino na cuíca. Falta alguém que cante.

– Fechou. Chama o Fagner.

]]>
10
Em 1994 também facilitou-se o caminho para o Brasil http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/em-1994-tambem-facilitou-se-o-caminho-para-o-brasil/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/em-1994-tambem-facilitou-se-o-caminho-para-o-brasil/#comments Fri, 18 May 2018 18:00:29 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99897 “Uma Copa do Mundo não se ganha só dentro de campo”.

A frase, lapidar, é de Ricardo Teixeira, dita com a boca cheia, para se gabar, sem cerimônia, a Jô Soares, que está aí para confirmar.

O Brasil acabava de ganhar o tetracampeonato nos Estados Unidos e o então presidente da CBF, em festa, se achou no direito de dividir os méritos de Romário e companhia.

De fato, em 1994, o caminho da Seleção Brasileira foi pensado para, caso se classificasse em primeiro lugar na fase de grupos, como era quase obrigatório, só cruzar com um grande adversário, do clube dos vencedores de Copa do Mundo, na final.

Era a maneira de João Havelange tentar garantir pelo menos uma conquista brasileira ainda como presidente da FIFA, no posto desde 1974 que cederia para Joseph Blatter em 1998.

Copa de 1998 que, agora se sabe, foi preparada para a França.

E em 1994 não apenas tratou-se de assegurar um caminho menos difícil para o Brasil.

Escalou-se para o jogo mais complicado, nas quartas de final, um árbitro da Costa Rica, Rodrigo Badilla Sequeira, sem porte para um jogo do tamanho de Brasil x Holanda.

É claro que uma Copa decidida, depois, nos pênaltis, contra a Itália, não pode ser acusada de vícios de arbitragem, mesmo que se considere que o gol da vitória brasileira sobre os holandeses, de Branco, foi fruto de uma falta cavada por ele.

Mas, como Michel Platini agora, Teixeira, quatro anos antes e no papel, então, de genro de Havelange, já dizia que uma Copa não se ganha apenas dentro de campo…

Tutti buona gente!

]]>
21
A França não é um país sério  http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/a-franca-nao-e-um-pais-serio/ http://blogdojuca.uol.com.br/2018/05/a-franca-nao-e-um-pais-serio/#comments Fri, 18 May 2018 15:35:42 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=99894 Por ROBERTO VIEIRA

1998 é ano em convulsão no futebol.

Trinta anos depois de 68.

A França se descobre imigrante.

A Copa que ninguém vê.

Torna-se a Copa da reconciliação nacional.

História pra francês ver.

Aos trancos e barrancos.

A seleção invisível chega à final.

Final dos sonhos contra o Brasil.

Sonhos de Platini.

Platini que anuncia vinte anos depois:

Manipulamos o sorteio.

Para cruzar com o Brasil apenas na final!

Platini que vai além:

Todo mundo faz isso em toda Copa!

Depois de mais essa do Michel.

As teorias da conspiração bebem champanhe.

Quem manipula uma vez manipula até ménage a trois.

Definitivamente, De Gaulle!

A França não é um país sério….

]]>
14