Blog do Juca Kfouri http://blogdojuca.uol.com.br Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Desde 2005, é colunista da Folha de S.Paulo e do UOL. Fri, 28 Aug 2015 14:28:26 +0000 pt-BR hourly 1 http://wordpress.org/?v=4.2.2 As pernas curtas da CBF http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/as-pernas-curtas-da-cbf/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/as-pernas-curtas-da-cbf/#comments Fri, 28 Aug 2015 14:28:26 +0000 http://blogdojuca.uol.com.br/?p=70234 PING

Em 28/5/2015:

“A CBF manifestou o seu apoio integral a toda e qualquer investigação e se colocou à inteira disposição para esclarecimentos adicionais que se façam necessários”.

PONG

Hoje:

“A CBF entrou com um processo no STF para evitar de ter de enviar à CPI do Futebol as movimentações financeiras feitas pela entidade”.

]]>
14
Um Gre-Nal nas quartas de final? http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/um-gre-nal-nas-quartas-de-final/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/um-gre-nal-nas-quartas-de-final/#comments Fri, 28 Aug 2015 09:55:40 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=70230 Definidos os oitos finalistas da Copa do Brasil, vale especular sobre quais seriam os cruzamentos ideais, aqueles para fazer pegar fogo nas quartas de final, coisa que só saberemos na segunda-feira, depois do sorteio na CBF.

Um Gre-Nal seria sensacional, principalmente depois do último —  5 a 0 para o Grêmio.

O San-São também seria da hora, porque o Santos está em estado de graça e o São Paulo atrás de vitórias convincentes.

Vasco e Figueirense seria, para os dois, muito conveniente.

E Fluminense x Palmeiras também seria um embate pra lá de atraente.

Aguardemos, mas quaisquer que sejam os cruzamentos, emoção não faltará.

Comentário para o Jornal da CBN desta sexta-feira, 28 de agosto, que você ouve aqui.

]]>
19
Coisas do vernáculo http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/coisas-do-vernaculo/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/coisas-do-vernaculo/#comments Fri, 28 Aug 2015 00:57:08 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=70226 Há modas e modas no dia a dia do nosso linguajar.

Houve  a do “inserido no contexto”, a do “a nível de”, a do estar “focado”, diversas.

As mais recentes são a do “havia dito” e a do “essa bola”.

A primeira é um cacófato quase tão feio como o “nunca ganhou”.

  
E a moda do “essa bola” é só coisa de narradores e comentaristas de futebol.

É um tal de “essa bola” pra cá, “essa bola” pra lá.

Em casa, o torcedor se pergunta: mas tem outra bola?

Por que “essa bola”?

Não seria mais simples chamar a bola de a bola?

Por que o jogador em vez de pegar a bola tem de pegar “essa bola”?

Respostas para o blog, por favor.

]]>
18
O futebol de botões de volta http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/o-futebol-de-botoes-de-volta/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/o-futebol-de-botoes-de-volta/#comments Thu, 27 Aug 2015 18:56:36 +0000 http://blogdojuca.uol.com.br/?p=70216 POR LUCIANO ARAUJO*

“Botões Clássicos” nasceu de três paixões: futebol, rock e design.

Como bom brasileiro sou um boleiro frustrado.

Cheguei a acreditar que pudesse ser jogador de futebol, até…
… até perceber que na minha classe de escola tinham amigos bem melhores nos fundamentos.

Cresci e sempre carreguei comigo a paixão pelo futebol.


Comecei a estudar artes gráficas e assim realizei um sonho: fui escolhido para trabalhar na principal revista de futebol do país, a “Placar”.

Foram muitos anos como colaborador da revista. Aliás, quem colecionava a revista nos anos 80 se lembra daquela última página sempre dedicada aos escudinhos de equipes. Meus primeiros times saíram dali.

Depois,  também trabalhei alguns ano no grupo Lance!, onde fui editor de arte da revista “FUT!”.

Surgiu, então, a ideia de aplicar essa paixão em uma tradição dos tempos de criança.

Eu ainda não sabia a importância de um Canhoteiro, porém lá estava ele escalado no time que herdei de meu avô e, assim, fui descobrindo o botão como uma forma de resgate da história do nosso futebol.

Todo o trabalho é artesanal, por isso as possibilidades são infinitas. Feitos um a um.

Clássico é clássico e vice-versa

 

E se tem algo que combina com estádio lotado numa final é um grande show de rock.

Em “Botões Clássicos” você encontra pela primeira vez os times de suas bandas favoritas.

Agora você pode marcar muitos gols com os Beatles, Rolling Stones, The Who, Ramones… e também praticar verdadeiros milagres com os goleiros Mick Jagger, Axl Rose, Kurt Cobain, John Lennon, Robert Plant…

Chega de papo, aumente o som e PRUU GOOOLLLL!!!!!!!

Botoesclassicos.com.br

*Luciano Araujo é torcedor, roqueiro e botonista.

]]>
8
Dois tricolores, dois alvinegros, o alviverde e o cruz-maltino nas quartas de final da Copa do Brasil http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/dois-tricolores-dois-alvinegros-o-alviverde-e-o-cruz-maltino-nas-quartas-de-final-da-copa-do-brasil/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/dois-tricolores-dois-alvinegros-o-alviverde-e-o-cruz-maltino-nas-quartas-de-final-da-copa-do-brasil/#comments Thu, 27 Aug 2015 02:56:05 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=70201 O distinto jornalista que vos fala conseguiu errar os palpites dos três jogos da Copa do Brasil das 19h30:

o São Paulo goleou o Ceará por 3 a 0, mesmo com mais de 41 mil torcedores no Castelão.

O “vozinho” Rogério Ceni abriu o placar, Thiago Mendes aumentou e Pato completou o serviço contra o Vozão.

Também o outro tricolor, o Fluminense, se deu bem no Mangueirão com 33 mil torcedores e, com gols de Cícero e Marcos Júnior, derrotou o Paysandu que marcou com Pikachu e perdeu de 2 a 1.

Mesmo placar da vitória do alvinegro Figueirense sobre o Galo, em Floripa, com 7 mil torcedores, gols de Leandro Silva e de Marcão, no fim de jogo. O Galo abriu o placar com Edcarlos, mas tomou a virada.

Vieram os jogos das 10h e este que vos fala errou de novo com Cruzeiro x Palmeiras, no Mineirão.

Já no primeiro tempo o time de Marcelo de Oliveira vencia o de Vanderlei Luxemburgo por 3 a 0 com gols de  Barrios e dois de Gabriel Jesus, o segundo uma pintura, talento puro, picardia.

O jogo acabou 3 a 2 para festejar o aniversário de 101 anos do Palestra paulista, porque o ótimo Alisson descontou para o Palestra mineiro, no Mineirão com 17 mil torcedores.

Acertou o blogueiro, é verdade, no clássico entre Corinthians e Santos, com a vitória santista por 2 a 1 gols de Gabriel, em nova jogada brilhantemente iniciada por Lucas Lima, e de Ricardo Oliveira, um em cada tempo.

Romero descontou para o Corinthians diante de 37 mil torcedores.

Finalmente, no clássico carioca, o Flamengo fez 1 a 0 no Vasco com gol contra de Madson, perdeu Guerreiro e Éderson machucados ainda no primeiro tempo, tomou o gol de empate de Rafael Silva, de peixinho, aos 37 minutos do segundo tempo, e o Vasco ficou com a vaga, também contra  o palpite deste jornaleiro e com 49 mil torcedores no Maracanã.

Curiosamente, os líderes do Brasileirão, Corinthians e Galo, estão eliminados.

E o comentarista levou de 5 a 1…

Comentário para o Jornal da CBN desta quinta-feira, 27 de agosto de 2015, que você ouve aqui.

]]>
75
Do que Del Nero tem medo? http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/do-que-del-nero-tem-medo/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/do-que-del-nero-tem-medo/#comments Thu, 27 Aug 2015 02:18:17 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=70203 Marco Polo Del Nero, já se sabe, não viaja e não é por medo de avião, mas de extradição.

Agora foi ao STF para tentar impedir a quebra de seu sigilo bancário, aprovada por unanimidade na CPI da CBF.

Mas não foram ele é o secretário menor Walter Feldman que prometeram total transparência e colaboração. com a CPI?

Quem não deve teme?

Estranho, muito estranho. 

]]>
10
Muito mais que futebol http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/muito-mais-que-futebol/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/muito-mais-que-futebol/#comments Wed, 26 Aug 2015 19:56:11 +0000 http://blogdojuca.uol.com.br/?p=70198 POR DANIELA THONES, do blog “Donas da Bola”

Para quem, como eu, já perdeu as contas de quantas vezes foi ao estádio, poderia ter sido só mais um jogo, mas valeu muito mais do que os três pontos de uma partida pelo Brasileirão.

Foi o primeiro jogo que meu pai assistiu no estádio após ser diagnosticado com Alzheimer.

Depois de muito tempo, o cara que me levou pela primeira vez a um jogo de futebol, que me ensinou todas as quebradas e caminhos até o Beira Rio, quis ir a um jogo. E fomos juntos.

Na verdade ele foi junto comigo. Eu o levei, como se ele fosse meu filho, a quem eu deveria ensinar os todos os caminhos e quebradas.

Levei-o de ônibus – porque o verdadeiro clima pré-jogo não é possível sentir dentro de um táxi.

Fiz questão de ir até o centro só para embarcar em um ônibus da linha FUTEBOL, a clássica linha que leva os torcedores do centro de Porto Alegre até o estádio, seja do Inter ou do Grêmio. A mesma linha que muito usei na infância, levada pela mão do meu pai. No fundo eu queria apenas viver de novo a infância, na época em que meu pai era o meu super-heroi, senhor dos próprios passos e dono da própria memória.

Caminhamos calmamente pelo centro, pegamos o ônibus já cheio de torcedores e fomos para o Beira Rio. Meu pai repetia a todo momento: “Tô por ti, tu que sabe o que fazer”.

Chegando lá, depois de eu comprar o ingresso dele, paramos para tomar aquela cerveja de sempre antes dos jogos.

Deus abençoe os hábitos. Graças a eles, sabemos o que fazer, independente se lembramos ou não.

Encontramos minha melhor amiga e seu filho de dois anos que estava indo pela primeira vez ao Beira Rio, assim como meu pai parecia estar. Pensei nisso na hora em que botei o olho no jovem coloradinho e me questionei como a vida pode ser tão irônica.

Entramos pelo portão 7, pelo qual eu sempre entro há mais de 20 anos quase que semanalmente.

Domingo, jogo, ônibus, cerveja, portão 7. A banalidade dessa sequência a qual eu estou tão acostumada foi quebrada pela expressão no rosto do Seu Macau: ele estava desbravando um mundo totalmente novo. Eu nunca vou esquecer sua cara de guri meio assustado, meio encantado.

Escolher o lugar onde sentamos, esperar à porta do banheiro, chamar o vendedor de cachorro-quente. Coisas que meu pai fez tantas vezes por mim e que neste domingo eu pude retribuir, segurando para não chorar.

Foi mágico e ao mesmo tempo muito triste. É complicado perceber que nossos pais também envelhecem e adoecem. Que nossos pais são seres humanos, também. Mesmo que para nós tenham sido sempre super-heróis sem capa.

Se eu tenho o futebol e o Inter como companheiros de vida, devo isso ao Seu Macau.

Meu pai foi jogador de futebol, atuou profissionalmente e também nos campos da várzea, enquanto o corpo aguentou. É de uma geração em que não era comum o pai trocar fralda ou fazer a janta dos filhos. Ele faz parte da tribo dos que sustentavam a casa e os filhos com tudo de melhor que podiam; aqueles pais que se reservavam para as brincadeiras noturnas e aos finais de semana, deixando as broncas por conta da Dona Tania.

Futebol sempre foi a paixão do meu pai, o seu assunto predileto, o seu programa favorito. E isso foi o que ele compartilhou comigo de sua vida. Isso foi o elo que criamos entre nós e a paixão em comum que passamos a ter. Algo que escolhemos dividir pela vida.

Portanto, eu quero dizer que respeito e muito os que acham cafona usar camisa de time como se fosse uma roupa normal, as mulheres que se irritam quando só passa futebol na TV e até aqueles que não gostam de futebol. Todo mundo tem direito de achar e sentir o que quiser. De criar elos com o que quiser.

Mas eu quero mesmo dividir com vocês o que, para mim, assim como para muitos filhos e filhas da pátria de chuteiras é muito mais do que futebol.

O Inter é, na minha vida e na vida do meu pai, algo mais do que um simples clube. Resume muito do que ele mesmo me ensinou de respeitar o outro, de lutar pelo que acredito, de compartilhar as alegrias e as tristezas, de não desistir nunca, de aproveitar a partida da vida mesmo nas derrotas e, nesse domingo, especialmente, aprendi a viver cada partida de uma vez. Afinal, o passado é lindo, mas o que temos pela frente é o dia de hoje.

Obrigada, pai por me ensinar esse tantão de sentimento pelo futebol. E fica tranquilo: eu vou te apresentar o Beira Rio quantas vezes tu quiser.

]]>
36
Até quando vão deixar que a inconsequência dite as regras do nosso futebol? http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/ate-quando-vao-deixar-que-a-inconsequencia-dite-as-regras-do-nosso-futebol/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/ate-quando-vao-deixar-que-a-inconsequencia-dite-as-regras-do-nosso-futebol/#comments Wed, 26 Aug 2015 11:51:44 +0000 http://blogdojuca.uol.com.br/?p=70194 POR LUIZ FERNANDO GOMES, Editor-chefe do LANCE!

Quando a gente pensa que já viu tudo… a CBF consegue aprontar ainda mais.

Agora, deu a louca de vez.

Manter o futebol brasileiro em atividade durante os Jogos da Rio 2016 é um verdadeiro atentado ao bom senso.

Mais do que isso, uma sabotagem ao próprio futebol.

Uma decisão que não beneficia a ninguém, muito ao contrário, só traz prejuízos para todo mundo.

Serão cinco rodadas de Brasileirão e uma da Copa do Brasil em plena olimpíada. E o que significa isso?
Flamengo, Fluminense e Botafogo, Corinthians, Cruzeiro e Bahia simplesmente não terão onde mandar os seus jogos, já que Maracanã e Engenhão, a Arena de Itaquera, o Mineirão e a Fonte Nova estarão cedidos ao Comitê Olímpico Internacional para as partidas de futebol dos Jogos. Uma interdição que certamente vai começar bem antes para a realização das mudanças necessárias.

– Clubes tradicionalmente formadores de jogadores, como Grêmio e Internacional, o Corinthians e o São Paulo, o Cruzeiro e o Atlético Mineiro, o Flamengo e o Fluminense vão ter de disputar o Brasileirão desfalcados de seus jovens talentos eu estarão servindo à Seleção que vai lutar pelo inédito ouro olímpico.

– As partidas do Brasileirão vão disputar com os astros do esporte mundial a audiência da TV e o espaço da mídia. Poderemos ter duelos interessantes como Bolt x Guerrero, LeBron James x Alexandre Pato ou Michael Phelps x Ronaldinho Gaúcho.

Ou seja, perdem os clubes, perdem os detentores dos direitos de TV, os concessionários das arenas, os patrocinadores. Perde o torcedor.

Mas, tão grave quanto a estupidez da CBF, é a passividade com que todos esses atores reagem a esses desmandos.

Até quando os clubes e todos os que movimentam a engrenagem do futebol vão aceitar um calendário como esse, desfocado do resto do mundo – que obviamente estará de férias durante a Olimpíada – ainda com 19 datas para os falidos estaduais e jogos de clubes coincidindo com as convocações da seleção brasileira – inclusive para a Copa América do Centenário, em junho nos EUA, que certamente será outro fator de desfalque para os times?

Até quando vão deixar que a inconsequência dite as regras do nosso futebol?

]]>
40
Seis jogos definem seis vagas para as quartas de final da Copa do Brasil http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/seis-jogos-definem-seis-vagas-nas-quartas-de-final-da-copa-do-brasil/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/seis-jogos-definem-seis-vagas-nas-quartas-de-final-da-copa-do-brasil/#comments Wed, 26 Aug 2015 09:55:48 +0000 https://blogdojuca.uol.com.br/?p=70190 Às 19h30, três jogos.

Os tricolores do Rio e de São Paulo vão enfrentar duas torcidas apaixonadas no norte/nordeste.

O Fluminense, todos desfalcado, no Mangueirão, em Belém do Pará, vai pegar um Paysandu favorito a ficar com a vaga. Basta ao time da casa ganhar por 1 a 0.

Também o São Paulo, todo traumatizado, no Castelão, em Fortaleza, enfrenta o Ceará, que pode até perder por 1 a 0.

Em Floripa, o Figueirense recebe o Galo e joga pelo 0 a 0. Mas como não acreditar no Galo?

Às 22h, três clássicos.

O Cruzeiro precisa vencer o Palmeiras por 1 a 0, no Mineirão, para seguir vivo na Copa do Brasil e segurar o emprego de Vanderlei Luxemburgo.

O Vasco joga pelo empate com o Flamengo para ir às quartas de final, no Maracanã.

E, em Itaquera, o Santos pode perder de um gol de diferença, ou até de dois se marcar um gol, para o Corinthians.

Este pobre palpiteiro aposta no Paysandu, Ceará, Galo, Cruzeiro, Flamengo e Santos.

Comentário para o Jornal da CBN desta quarta-feira, 26 de agosto de 2015, que você ouve aqui.

]]>
18
Um sindicato em apuros http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/um-sindicato-em-apuros/ http://blogdojuca.uol.com.br/2015/08/um-sindicato-em-apuros/#comments Tue, 25 Aug 2015 17:45:25 +0000 http://blogdojuca.uol.com.br/?p=70187 Está nas mãos da procuradora do Trabalho Andréa Tertulia de Oliveira, a grave denúncia (leia AQUI) contra o sindicato dos atletas de São Paulo.

A denúncia foi feita em 27 de julho e distribuída em 18 de agosto, mas ainda não aconteceu o despacho do procedimento de investigação.

O sindicato, presidido há quase duas décadas por Rinaldo Martorelli, ex-obscuro goleiro do Palmeiras, além do mais, tem como seu principal advogado um filho do presidente e a funcionária que cuida da entidade é casada com  o tesoureiro, além de ser tia de outras duas empregadas do órgão.

Uma festa em família.

]]>
17