Blog do Juca Kfouri

Arquivo : outubro 2014

Palpites para o Brasileirão e eleição
Comentários Comente

Juca Kfouri

Para diversão ampla, geral e irrestrita, eis os palpites do blog para a 31a. rodada do Brasileirão, no sábado e na segunda-feira, já que no domingo tem o jogo da eleição, o mais importante no país desde que a Alemanha fez 7 a 1 na Seleção Brasileira — e também com efeitos para os próximos quatro anos.

O Cruzeiro sofrerá em Floripa contra o Figueirense, mas deve vencer.

O Fluminense ganhará do Furacão.

O Palmeiras não pode perder do Corinthians, o Verdão animado pela presença de Valdivia, o Timão sem Guerreiro. Tem cara de empate.

A Chapecoense triunfará sobre o Santos que vai se poupar para a Copa do Brasil, no que faz muito bem.

Coritiba e Grêmio e mais um jogo com cara de empate.

Galo e Sport é jogo para os mineiros, mesmo sem Tardelli.

O Vitória fará os três pontos de que precisa contra o Criciúma, assim como o Inter diante do Bahia.

O Botafogo não suportará o Flamengo e, na segunda-feira, o São Paulo atropelará o Goiás.

No domingo?

Bem, no domingo alguém de Minas se elegerá para governar o Brasil até 2018.


6, 7 ou 8 pontos à frente?
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_3055.JPG

O dito popular ensina que 7 é conta de mentiroso.

Daí, talvez, alguns, como os pesquisadores do Datafolha, dizerem que a mineira Dilma Roussef está seis pontos à frente na corrida presidencial que termina domingo.

E outros, como os do Ibope, que ela está oito.

Mas, veja só, uma coisa é certa: o mineiro Cruzeiro está sete pontos adiante do segundo colocado, o São Paulo.

A diferença pode diminuir, ou aumentar, ou ficar na mesma, nesta 31a. rodada do Campeonato Brasileiro, que ainda terá, depois, mais sete rodadas.

Mas só saberemos a quantas estará a diferença na segunda-feira, quando o Brasil já saberá se Dilma foi reeleita ou se Aécio Neves surpreendeu nos acréscimos.

Porque se o Cruzeiro joga neste sábado, em Floripa, contra o Figueirense, o São Paulo só entrará em campo na segunda-feira, para receber o Goiás.

Ainda no sábado, além de outros seis jogos, dois clássicos estaduais saborosos: no Pacaembu, com mando do Palmeiras, o dérbi paulistano, Palmeiras x Corinthians, às 16h20.

E, às 21h, em Manaus, Botafogo x Flamengo, com mando do Glorioso em situação desesperadora.

Então, ficamos assim: nove jogos no sábado, eleição no domingo e mais um jogo na segunda, quando já saberemos quem presidirá o Brasil nos próximos quatro anos e vamos saber se o Cruzeiro ampliou, manteve ou permitiu que diminuísse sua vantagem de sete pontos.

Comentário para o Jornal da CBN desta sexta-feira, 24 de outubro de 2014, que você ouve aqui.


A língua é minha pátria
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2530.JPG

O português Fernando Pessoa escreveu que pátria e língua se confundem e o baiano Caetano Veloso deve olhar divertido para quem segue à risca sua intenção de “criar confusões de prosódia”.

Porque quando um paulista fala “sacanagem” não imagina como pega mal no Rio de Janeiro, pois remete (epa!) à fornicação.

Ou quando um mineiro fala “leviana” ignora que no nordeste soa como prostituta.

Ou, ainda, quando um gaúcho fala “goleira”‘se refere à meta e não ao feminino de goleiro.

O mineiro Guimarães Rosa escreveu que “viver é muito perigoso”.

Falar também é.


Combina com os russos, Marin!
Comentários Comente

Juca Kfouri

russ-MMAP-md

Dunga convocou e convocou bem, principalmente por não chamar ninguém que jogue no Brasil.

Além de dar chances a jovens e bons goleiros e a jogadores que fazem sucesso na Europa embora pouco conhecidos no Brasil, como Luiz Adriano e Roberto Firmino.

Mas dói ver a ignorância secular de José Maria Marin que justifica a não paralisação do futebol no Brasil em datas Fifa por causa de nossas “dimensões continentais”.

Não sabe Marin que a Rússia tem o dobro do tamanho e pára.

Ou, vai ver, ele acha que a Rússia ainda faz parte da comunista União Soviética e a repele.

Sim, porque há quem ache que a União Soviética ainda existe e até diz que o Brasil manda dinheiro para “Cuba e para URSS”, como está gravado e disseminado desde ontem nas redes sociais.

“Ah”, dirá alguém, “mas o futebol russo não tem a menor importância.”

“Pois é”, responderá outro alguém, “mas vem aqui e compra quem quiser comprar”.

Melhor seria Marin ouvir o velho conselho de Mané Garrincha e combinar com os russos.


Cruzeiro sofre, mas segue sete pontos à frente
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2527.JPG

Por pouco o Cruzeiro não foi 100% surpreendido pelo Palmeiras no Mineirão, com mais de 27 mil torcedores, melhor público da 30a. rodada do Brasileirão.

Tomou um gol, o de 1 a 0 para o Alviverde, aos 43 minutos do segundo tempo, mas conseguiu empatar já nos acréscimos, aos 47.

A surpresa ficou reduzida a 50% e o Cruzeiro sete pontos à frente do São Paulo, que não saiu do 0 a 0 contra a Chapecoense e mais uma vez desperdiçou a chance de se aproximar do líder.

A rodada foi boa para o Corinthians, que venceu o Vitória por 2 a 1, viu o Galo só empatar com o Bahia, 1 a 1, o Inter perder para o Flamengo por 2 a 0 e, assim, assumiu o terceiro lugar na tábua de classificação.

Foi boa também para o Coritiba que saiu da ZR ao ganhar por 2 a 0 do Botafogo, que caiu do antepenúltimo para o penúltimo lugar, e péssima para o Criciúma, agora de lanterna na mão, assim como para os dois baianos, Vitória e Bahia, que seguem na zona da degola.

A 30a. rodada não foi generosa nem em gols, apenas 15 em 10 jogos, nem na presença de torcedores, só 12 mil em média por partida.

Comentário para o Jornal da CBN desta quinta-feira, 23 de outubro de 2014, que você ouve aqui.


Não há o que faça o São Paulo se aproximar do Cruzeiro
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_3048.JPG

O São Paulo foi a Chapecó, diante de 15.225 torcedores, com a possibilidade de reduzir para cinco pontos a diferença que o Cruzeiro leva sobre ele.

Mas permitiu que a Chapecoense desse as cartas no primeiro tempo, embora sem conseguir converter em gol as chances criadas.

No segundo tempo o Tricolor inverteu a situação e dominou até por volta dos 30 minutos quando Paulo Miranda foi exageradamente expulso.

Com 11 contra 10 o time da casa foi para o abafa,inutilmente: 0 a 0 e o Cruzeiro se manteve sete pontos à frente.

Em Santos, o Fluminense ganhou do Santos no fim, aos 45, com gol de Edson, por 1 a 0, e assumiu o sétimo lugar, diante de 6.173 torcedores.

No Recife, o Goiás complicou a vida do Sport ao vencê-lo por 1 a 0, gol de Esquerdinha, aos 45, diante de 8.444 torcedores.


Corinthians chega ao terceiro lugar, sabe Deus como, e Palmeiras empata com o Cruzeiro, nem Deus sabe como!
Comentários Comente

Juca Kfouri

ferrugem-tenta-fazer-jogada-na-partida-entre-corinthians-e-vitoria-1414020144831_615x300

Jadson deve ter batido o recorde de passes errados num só jogo, embora Petros tenha concorrido com ele.

Mesmo, assim, com gols de Fábio Santos, no primeiro tempo, e Luciano, para variar, no segundo, o Corinthians bateu o Vitória por 2 a 1, em Cuiabá (apenas 6.407 pagantes), porque Edno descontou batendo falta, para corintiano sofrer no fim do jogo.

Não, o Corinthians não jogou bem contra o fraco time baiano, mas, por incrível que pareça, chegou ao terceiro lugar.

Porque o Inter perdeu outra, agora para o Flamengo, por 2 a 0, gols de Gabriel, no Maracanã com 18.898 pagantes.

Verdade que o segundo gol corintiano foi uma pintura, com passe de calcanhar de Malcon entre as pernas de um rival, para Fábio Santos que deu para Renato Augusto que achou Luciano na marca de pênalti.

Luciano com um drible só livrou-se de dois adversários e fez o gol.

O Furacão, em Criciúma (7.841 pagantes), ganhou por 1 a 0, mais um gol de Cleo, e mandou o time da casa para segurar a lanterna.

Mas incrível mesmo foi o empate do Palmeiras, no Mineirão (26.944 pagantes), contra o líder Cruzeiro, que mandou no jogo, bola na trave, exigiu pelo menos três enormes defesas de Fernando Prass, mas tomou um gol de Mouche, aos 43, para só empatar nos acréscimos, com Dagoberto, pegando rebote de uma defesa de Prass.

O Palmeiras jogou por uma bola, como devia mesmo, humildemente. E quase deu 100% certo, até porque também mandou uma bola na trave mineira.

Mas o empate ficou de ótimo tamanho, embora com sabor amargo.

victor-luiz-de-cabeca-tenta-vencer-a-marcacao-do-cruzeiro-em-partida-do-brasileirao-no-mineirao-1414018198013_615x300

Em Curitiba, diante de 8.016 torcedores, com gols de Joel e Alex, o Coritiba saiu da ZR ao vencer o Botafogo, em penúltimo lugar, por 2 a 0.

E, em Porto Alegre, com gol de Barcos, o Grêmio venceu o Figueirense por 1 a 0, diante de 18.815 torcedores.


O talento prevaleceu no festival latino em Liverpool
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2524.JPG

Em Liverpool, berço do mais talentoso conjunto musical da história, o talento falou mais alto novamente.

Pena, para os nativos que lotaram o palco de Anfield, que a arte estava nos pés de três latinos que ainda com 40 minutos de audição fizeram Real Madrid 3, Liverpool 0.

Até o 23o. minuto do show, os ingleses impressionavam pela intensidade de sua apresentação, na tentativa de atemorizar o time espanhol.

Mas, aí, o colombiano James Rodriguez deu um passe com cavadinha para o português Cristiano Ronaldo fazer belíssimo gol, entre dois zagueiros.

Antes do 30o. minuto,, foi a vez do francês Benzema fazer 2 a 0 de cabeça, para fazer mais um aos 40: 3 a 0!

A torcida espanhola sufocava a cantante torcida britânica com um sonoro olé, na troca de passes que deixava os fãs dos Beatles literalmente na roda.

Num concerto impecável, com apenas sete faltas, quatro dos Reds, três dos Merengues, os anfitriões no Anfield ainda quase descontaram, com um tirambaço na trave de outro latino, o brasileiro Phillippe Coutinho.

A dúvida quando os artistas se recolheram aos camarins era só uma: haveria bis no segundo ato?

Como até nos melhores espetáculos há sempre o risco de uma desafinada, eis que o maestro Cristiano Ronaldo desafinou e perdeu o quarto tento cara a cara com o arco adversário.

Solidário, James Rodriguez também desperdiçou uma chance.

Como teremos Real Madrid x Barcelona no sábado, o português saiu para descansar e estudar a partitura do clássico pelo certame espanhol.

A noite já se fazia alta em Liverpool quando a orquestra madridista resolveu recolher os instrumentos, satisfeita com apresentação no primeiro ato.

Com o que até o coral de mais de 40 mil vozes parecia concordar, ao entoar em alto e bom som o sucesso que virou hino do Liverpool: “You’ll Never Walk Alone”, “Você nunca caminhará sozinho”.


STJD: a palhaçada continua
Comentários Comente

Juca Kfouri

IMG_2523.JPG

O STJD, que puniu Petros com apenas três jogos depois que o corintiano deu um claro empurrão proposital num assoprador de apito, decidiu aplicar a mesma pena no também corintiano Guerrero em lance de óbvio encontrão não intencional em outro assoprador mal colocado em campo.