Blog do Juca Kfouri

Voo para uma semifinal frustrada

Juca Kfouri

Em trânsito de Kazan para São Petersburgo, perdi Inglaterra 2, Suécia 0 e só vi Rússia e Croácia a partir da prorrogação, com o gol da virada croata e o 2 a 2 na cabeça do russo/brasileiro Mário Fernandes.

Os pênaltis vi num bar apertado no aeroporto, com cerca de 40 russos e alguns turistas, numa tela de tamanho médio de TV.

Torcia-se, é claro, mas sem sofrimento, sem aquela angústia que nos caracteriza nessas horas.

Ninguém xingou quando os pênaltis foram desperdiçados e quando ficou decretada a eliminação dos anfitriões ouviu-se apenas um lamento.

Mesmo machucado, o goleiro croata Subasic acabou como herói do jogo e Mário Fernandes fez o papel final do vilão porque perdeu um dos pênaltis ao chutar para fora,

Futebol faz dessas coisas.

No voo, o comandante do avião anunciou o 1 a 0 para Rússia, para aplausos tímidos dos passageiros.

Mas não anunciou o 1 a 1, que só viemos a descobrir em solo.

A Croácia de Modric enfrentará a Inglaterra nas semifinais.

Os russos que não estavam animados com a Copa antes de seu início, se animaram com as duas vitórias iniciais, voltaram a desprezá-la com a sapecada dada pelos uruguaios e foram à loucura com a eliminação da Espanha, provavelmente acordarão neste domingo como se não houvesse Copa do Mundo em seu país.

Mas há.

E há muita Copa do Mundo.

Aproveite.