Blog do Juca Kfouri

Cavani foi Cristiano Ronaldo

Juca Kfouri

Uma jogada espetacular entre dois centroavantes, ditos homens de referência, valeu o 1 a 0 para o Uruguai contra Portugal ainda no sexto minuto de jogo.

Aberto pela direita, Cavani virou completamente o jogo para Suárez aberto pela esquerda.

O 9 do Barcelona recebeu, olhou e viu o 9 do PSG entrar feito uma flecha na área lusitana e pôs a bola na sua cabeça.

Meio de cabeça, de rosto, de queixo, de peito, o 21 da Celeste fez 1 a 0 e agradeceu ao 9 de azul.

Então, Cristiano Ronaldo começou a se desdobrar, mas a defesa sul-americana não dava brecha. E o ataque, vez por outra, ameaçava ampliar.

Em outro bom jogo, o Uruguai vingava a Argentina e batia num europeu.

Haveria ainda o segundo tempo.

E Portugal não deu descanso ao Uruguai até Guerreiro cruzar para Pepe empatar, aos 9 minutos.

Os campeões europeus tomaram conta do jogo.

Mas Cavani estava impossível e sete minutos depois voltou a botar o Uruguai na frente com um chute com curva da entrada da área que Rui Patrício não pode pegar.

O jogo era muito bom e Portugal mostrava imediato poder de reação ao partir para cima dos uruguaios que se defendiam com o tradicional sangue uruguaio, embora o goleiro Muslera tenha dado o segundo gol para Ricardo Silva que não aproveitou.

Aos 25, uma cena rara: Cristiano Ronaldo levou Cavani para fora do campo, de onde o uruguaio não voltou, com todo jeito de lesão muscular.

Mas foi bonita a cena, pá.

Portugal lançou mão de Quaresma em busca da ressurreição.

O embate seguia abertíssimo e alguma coisa dizia ao blogueiro que faltava o gol do CR7, embora seu chute para as quartas de final previsse o jogo entre França e Uruguai.

Aos 35 minutos a pressão lusa era quase insuportável.

Os minutos finais, lá e cá, foram de matar do coração, com Rui Patrício de atacante.

Os quatro minutos de acréscimos viraram seis…

Depois de Lionel Messi era Cristiano Ronaldo quem se despedia da Copa, um vazio para se preenchido por quem?

Mbappé, Pogba, Iniesta, Neymar, Philippe Coutinho, De Bruyne, Hazard, Modric, Harry Kane, Luis Suárez ou…Cavani.

Mas teria o herói uruguaio condições físicas para seguir na Copa?

Tomara que sim, mesmo que hoje ele já tenha feito demais.