Blog do Juca Kfouri

Semanário da Copa da Rússia – 18

Juca Kfouri

POR LUIZ GUILHERME PIVA

Capítulo 17: leia aqui

23 de maio

– Quanto? Dois mil? Você está maluco? Dois mil reais a moldura? Mas é só uma bandeira do Brasil. Nenhum desconto, nada? Ao menos divide de três vezes? Duas? Tá bom, duas.

É caro, mas vale a pena. Pega a parede da varanda de fora a fora. Dá pra ver de todos os prédios em volta.

Falar nisso o Vampirão foi pra Foz do Iguaçu. Diz que apareceram uns negócios por lá. Sempre aparece, ele fica lá um tempo, volta, vende um monte de coisa e ganha um bom dinheiro. Logo estará de volta com a caixa de vodka. Falou que é coisa fina, importada.

A Laurinda não quer emprestar as taças do jogo de jantar que ganhamos de casamento, há mais de quinze anos. Estão na caixa até hoje. Toda Copa eu peço e ela nunca cede. Diz que é para ocasiões especiais.

– Mais especial que a Copa, Lauzinha? E na nossa varanda estilizada?

Ela deu uma risada debochada. Resmungou. Nem respondeu.

Quero ver quando eu contar que vai ter charanga.

Vou pedir pro Vampirão trazer umas coisas pra eu vender e ajudar a pagar a moldura. Se sobrar, compro também umas taças.

Espero que ele não me venha de novo com a ideia do cossaco.

(Continua)

____________________________________

Luiz Guilherme Piva publicou “Eram todos camisa dez” e está lançando “A vida pela bola” – ambos pela Editora Iluminuras