Blog do Juca Kfouri

Santos joga para o gasto e Ceará com dignidade

Juca Kfouri

Em 2011, o Ceará enfrentou o Santos no mesmo Pacaembu como hoje e perdeu por 1 a 0.

Nesta noite deu azar e perdeu seu capitão e organizador do time, Ricardinho, logo no começo da partida, aos 17 minutos.

Com a missão de se manter na Série A à qual voltou depois de seis anos ausente, o Vozão resistiu até os 42 minutos, mas num lance infeliz de Pio ele fez contra o gol santista, ao tentar salvar um toque de Dodô rente à trave.

O Santos fez por merecer ir para o intervalo na frente no placar, mesmo sem ser brilhante.

A volta de Bruno Henrique será reforço fundamental.

Porteira aberta, ficou fácil.

A zaga cearense fez lambança, Gabigol toma a bola, dá para Sasha que põe a bola na cabeça de Rodrygo e o menino amplia: 2 a 0, aos 4′.

O Santos queria mais e o Ceará tratava de impedir uma goleada em sua volta à Série A.

Gabigol jogava mal, bem mal, numa noite em que tinha tudo para reinar.

Aos 25 minutos era possível dizer que o Santos estreava para o gasto e o Ceará voltava com dignidade.

Mas faltavam ainda 20 minutos.

Como o Santos perdia chances seguidas para ampliar, Arthur, artilheiro cearense, tentou de fora da área e Vanderlei teve a chance de aparecer com uma boa defesa.

O jogo terminou com o 2 a 0: pro gasto e digno.