Blog do Juca Kfouri

Um Gre-Nal exemplar. E estranho

Juca Kfouri

Tido e havido como o clássico de maior rivalidade do Brasil, pelas características mui específicas dos embates nos Pampas, o Gre-Nal de amanhã, no Beira-Rio, tem um quê de exemplar — e outro de estranho.

Por um lado, terá VAR e torcida mista, duas iniciativas dignas de aplausos em pé.

Por outro, pode significar a eliminação do atual campeão continental ainda na primeira fase do Gauchinho.

Se acontecer, significará mais um ano de jejum gremista, cuja última conquista estadual data de 2010.

Desagradável, sem dúvida, nos termos da rivalidade local.

Mas sob medida para as pretensões tricolores com vistas ao tetra da Libertadores.

Já ao Colorado, também sem dúvida, depois de um 2017 esquecível, a promessa de temporada deliciosa.

O Gre-Nal é a atração do domingo brasileiro.

O Imortal é, atualmente, superior.