Blog do Juca Kfouri

Manobra consumada, o que farão os clubes?

Juca Kfouri

A manobra do Marco Polo que não viaja consumou-se e foram obtidas as 20 assinaturas das federações que afastam a possibilidade de outra candidatura.

Rogério Caboclo surge como candidato único à presidência da CBF.

Desde que, é claro, os clubes sigam subservientes como cordeiros.

Se a CBF conseguiu, à custa de pagar mesadas às federações, impor a pornográfica cláusula de barreira, espera-se uma reação dos clubes que são majoritários em número e minoritários em votos.

Para tanto alguém precisa liderar o processo é ninguém melhor que o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, ao lado do presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos.

Um dirige, com competência administrativa e limpeza, o clube mais popular do país.

O outro comanda a maior federação de futebol do Brasil.

De joelhos é que o futebol brasileiro não pode ficar.

Quem se habilita a amarrar o guizo no pescoço do rato?