Blog do Juca Kfouri

Corinthians perde. Com méritos

Juca Kfouri

O Corinthians vencia o Santo André sem maiores problemas até o oitavo minuto do segundo tempo, quando Tinga acertou um tirambaço de fora da área e empatou 1 a 1 num jogo cujo placar havia sido aberto por Rodriguinho, aos 38 minutos.

Antes, o goleiro Neneca havia feito uma grande defesa em cabeçada de Romero desviada na zaga e Júnior Dutra mandara uma bola na trave dos anfitriões.

Parecia tudo tão tranquilo que o Corinthians não cuidou de perceber que o adversário voltou mais agressivo na etapa final, disposto ao tudo ou nada e até se impondo.

Assim logo empatou e o jogo de fácil que estava se complicou.

Daí Fábio Carille pôs Marquinhos Gabriel no lugar de Clayson aos 15 minutos.

O jogo era tecnicamente muito fraco. Disputado, mas sem nenhum brilho.

Com Rodriguinho e Jadson bem vigiados, o Corinthians não criava bulhufas.

Aos 25′ foi a vez de Lucca substituir Romero.

Além de Jô, a Fiel sentia saudades de Guilherme Arana, porque Juninho Capixaba errava passes fáceis.

O Corinthians empatava pela primeira vez no Paulistinha, com quatro vitórias e uma derrota, e o Santo André não conseguia sua primeira vitória, mas o quinto empate em seis jogos.

De bom mesmo só o gramado, justiça se faça à FPF, porque até o público, de nove mil pessoas, decepcionou, num estádio em que cabe o dobro.

Mas o Santo André jogava melhor e, aos 36′, Lincoln, em impedimento, subiu de cabeça e virou o jogo.

Daí entrou Emerson Sheik no lugar de Gabriel para tentar salvar a pátria.

Mas não deu.

O Santo André venceu pela primeira vez e o Corinthians perdeu.

Porque mereceu perder.

No ano passado o Corinthians perdeu dois jogos no estadual: para a Ferroviária, em Araraquara, e, em Itaquera, exatamente para o Santo André.