Blog do Juca Kfouri

A eleição investigada no Corinthians

Juca Kfouri

Suspeita-se de que houve adulteração do sistema eletrônico na contagem de votos na eleição do Corinthians.

Quem levantou a lebre foi um especialista em Tecnologia da Informação da chapa de Paulo Garcia.

O técnico registrou o equipamento antes da eleição e depois dela quando constatou diferenças nos códigos.

Um advogado especializado em crimes informáticos foi acionado e considerou haver elementos suficientes para fazer a denúncia.

Garcia foi ao Ministério Público que avaliou ter por que levar o caso adiante e hoje a Justiça determinou que as urnas fossem apreendidas.

O juiz Ulisses Augusto Pascolati Junior decretou segredo de Justiça.

Não é difícil entender o processo.

Antes do pleito, as urnas são submetidas aos fiscais dos concorrentes.

Ao cabo dele, devem ser expostas novamente.

Em regra, os derrotados não dão importância à verificação final, dada a festa dos vencedores e a tristeza dos derrotados.

Não foi o que fez o técnico contratado por Garcia.

Ao contrário.

O processo está sendo movido contra a empresa encarregada da contagem de votos, contratada pelo Corinthians sem concorrência.