Blog do Juca Kfouri

O Brasil caiu num grupo morno. E retrancado

Juca Kfouri

Caberá à Seleção Brasileira enfrentar três adversários que não metem medo nem gols, mas que vão se fechar e esperar que o time de Tite se apresente.

Fazer gol na Suíça é sempre um desafio e tanto a Costa Rica quanto à Sérvia abusam da virilidade, muitas vezes da violência.

Passar por eles exigirá paciência e que Neymar não se irrite com marcação cerrada e, às vezes, desleal.

Mas não é um grupo nem quente, nem frio. É médio, é morno.

E vamos viajar.

A escolha de Sochi, por ser um balneário, acabou por significar um desgastante tour por três cidades russas, Rostov, São Petesburgo e Moscou, ótimo roteiro para quem aproveitará a Copa do Mundo para fazer turismo, sem se falar dos mata-matas, que prometem mais viagens pelo verdadeiro continente russo.

Deste mal o Marco Polo que não viaja não sofrerá.

As bolinhas estão lançadas.

O hexa começa com H e o desafio será hercúleo.

Em tempo: à medida que a estreia brasileira se aproximar, as avaliações mudarão.

Hoje não se vê perigo maior nos adversários, mas, principalmente na véspera dos jogos, não faltarão alertas sobre os riscos que cada um dos adversários poderão impor.

Aqui, inclusive…