Blog do Juca Kfouri

Timão ganha com sorte de campeão

Juca Kfouri

Teve de tudo um pouco no primeiro tempo na Arena da Baixada, com 19 mil torcedores.

Um Atlético Paranaense melhor que o Corinthians capaz apenas de criar uma chance de gol, com Rodriguinho desperdiçando.


Teve pênalti de Fagner, cobrado por Nikão e defendido por Walter em seu primeiro jogo em 2017.

Teve ainda uma falta mal marcada na entrada da área corintiana que se o assoprador de apito não assinalasse teria de marcar, na sequência, um pênalti de Pablo, que pisou no atacante rubro-negro.

Antes, Gedoz soltou uma bomba em cobrança de falta na trave corintiana.

Ou seja, o 0 a 0 ficou barato para o líder e para Thiago Heleno que fez uma falta violenta em Romero e levou apenas o cartão amarelo.

Mas o jogo era bom de se ver.

Já o segundo tempo foi duro de ver.


O Furacão seguiu superior porque o Corinthians não criava nada, a ponto de Clayson sair já aos 19 minutos, para entrada de Giovani Augusto.

Tirante a dupla de zaga, ninguém jogava bem no Alvinegro e Rodriguinho, então…

Maycon também saiu para Paulo Roberto entrar, aos 23.

O Furacão estava em noite de vento fraco porque não chutava ao gol que o Corinthians parecia pedir para tomar.


Aos 32 minutos, então, no primeiro chute ao gol dado pelos paulistas, Giovanne Augusto fez seu primeiro tento em 2017, num belo chute pela esquerda, ou cruzamento?, com falha de Weverton.

Sorte de campeão?


Pode ser, mas com sofrimento.

Porque Walter se machucou e teve de sair, para entrada do menino Caique França, aos 40.

Lembre que Cássio não jogará os dois próximos jogos.

Mas o Corinthians deu um passo gigantesco para o hepta e Walter poderá dizer que contribuiu enormemente para tanto.