Blog do Juca Kfouri

Os vexames de Santos e Palmeiras

Juca Kfouri

Em jogo muito equilibrado e bem jogado, o Santos saiu na frente no segundo tempo, com Ricardo Oliveira, aos 19, mas deixou o Vasco empatar no fim, aos 39,  num tirambaço de Evander que Vanderlei aceitou, na Vila Belmiro, com apenas 7 mil torcedores.

Pior, deixou virar, com Nenê, que jogou muito,  cobrando falta, já nos acréscimos.

O Santos ficou a nove pontos do Corinthians e caiu para o terceiro lugar.

E o Vasco só não fez mais gols no fim porque Vanderlei uma vez e a trave, outra, impediram.


Já o Palmeiras permitiu que, enfim, o Vitória ganhasse em casa, em sua sétima tentativa, para sair da ZR e abrir espaço para o Sport.

A exemplo do Dérbi, o Palmeiras tomou 2 a 0, diminuiu e sofreu o 3 a 1 ainda no primeiro tempo — dois gols de Yago, o primeiro e o terceiro e um de Trellez, além do gol alviverde de Dudu.


No segundo, no Barradão, com 15 mil torcedores,  o time baiano ficou com dez jogadores e nem assim o Palmeiras reagiu.

Verdade que, aos 46, Guerra, diminuiu e teve o gol mal anulado por impedimento.

O Alviverde mesmo de focar no G4, porque o bicampeonato já era.

Os interinos Elano e Alberto Valentim viveram uma noite de pesadelos.

Já o jovem Fábio Carille viveu noite de sonho. Sonho de campeão.