Blog do Juca Kfouri

Noite mineira no Brasileirão

Juca Kfouri

Sidão salvou o São Paulo de ser goleado no primeiro tempo no Horto.

Verdade que Robinho, em grande noite, e Fred colaboraram perdendo chances incríveis, meia dúzia delas.

Até dúvida uma bola deixou se entrou ou não no gol paulista, daqueles que só o chip seria capaz de resolver.

Mas era jogo de um time só, o Galo.


Assim seguiu no segundo tempo até que o ex-corintiano Fábio Santos abriu o placar em cobrança de pênalti, aos 7 minutos, cometido grosseiramente por Bruno Alves em Valdívia.

Só aos 12 minutos Lucas Pratto apareceu em cabeçada bem defendida por Victor.

O Tricolor precisou sofrer o gol para mudar de atitude, mas deixando espaços para o Galo contra-atacar.

Aos 28, novamente, Victor impediu o gol de Pratto, com defesa sensacional.

Enfim, havia dois times em campo no Horto.

O que não dá para entender é o motivo de o São Paulo precisar estar perdendo para jogar.

O Galo subiu para oitavo lugar e cisca na fronteira da zona de Libertadores, graças ao rival Cruzeiro que a ampliou para sete vagas.

O São Paulo terá de torcer amanhã para não voltar à ZR.


Em Porto Alegre, o Grêmio, com o que tem de melhor, sentiu na carne o ótimo momento do Cruzeiro, que abriu o placar com Rafael Sóbis, em passe perfeito de Thiago Neves, aos 25 minutos do segundo tempo, depois de um primeiro tempo sofrível, não à altura da expectativa que o jogo despertava.

O resultado botou o time mineiro na vice-liderança, com dois jogos a mais do que o Santos, que joga amanhã contra a Ponte Preta, em Campinas, para recuperar a posição.

O Grêmio decepcionou mais uma vez e sofrerá com o Barcelona equatoriano se não voltar a jogar bom futebol.

Quarta-feira mineira no Brasileirão.