Blog do Juca Kfouri

Acorda, Nuzman! Hoje seu dia vai ser diferente

Juca Kfouri

Carlos Nuzman está acostumado com uma vida de luxo, seja em sua mansão no Leblon, seja nos hotéis cinco estrelas que frequentou pelo mundo afora, sempre na primeira classe de voos transatlânticos.

Mas hoje seu dia será diferente de todos os que viveu em 75 anos de vida.

Nuzman está acordando numa cela com mais dois presidiários no mesmo complexo prisional que abriga seu comparsa Sérgio Cabral Filho, preso desde novembro passado.

Tomará um café da manhã simples, com leite e pão com manteiga, depois de dormir em colchões e roupas de cama legados pela Rio-16. Pelo menos isso!

Talvez não tenha dormido bem em sua primeira noite de presidiário, quem sabe por tentar fazer um balanço de sua longa trajetória.

Terá valido a pena viver nababescamente do esporte para terminar seus dias assim?

Não teria sido melhor uma vida mais simples, como os que suam para ganhar o pão de cada dia, preocupado apenas em dar condições aos pobres atletas brasileiros buscarem o ouro nas competições e não em cofres na Suíça?


Ao abrir a Olimpíada no ano passado, Nuzman disse que o Rio era o melhor lugar do mundo.

Acha o mesmo da Cadeia Pública José Frederico Marques, também no Rio,  que vai hospedá-lo pelos próximos cinco dias, ou dez, ou mais se a prisão temporária se tornar preventiva?

Há prisões que dignificam um homem, como Nelson Mandela, que passou 27 anos encarcerado.

Outras, mesmo que só por cinco dias, são pura humilhação, vergonha indelével.

Acorda, Nuzman! O dia hoje vai ser duro.

Comentário para o Jornal da CBN desta sexta-feira, 6 de outubro de 2017, que você ouve aqui.