Blog do Juca Kfouri

Ex-corintiano aproxima o Grêmio do líder

Juca Kfouri

Em tarde inspirada do lateral ex-corintiano Edílson, o Tricolor gaúcho diminuiu para sete pontos a diferença para o Corinthians, diante de quase 20 mil torcedores.

Repleto de desfalques, o Grêmio não deu pelota ao Sport e, depois de um começo equilibrado de jogo, abriu o placar com violenta cobrança de falta de Edílson, dentro da meia lua, aos 20 minutos.


Quinze minutos depois, o mesmo Edílson fez uma jogada espetacular ao chegar na linha de fundo depois de dar uma caneta num zagueiro e um drible da vaca em outro para achar Éverton que bateu forte para ampliar: 2 a 0.

Renato Gaúcho assinaria com gosto a jogada de Edílson que, em dois lances, liquidou o embate.
Os gaúchos levavam o segundo tempo em banho-maria até que Fernandinho, aos 22, bateu pênalti e fez 3 a 0, fácil, fácil.


Um minuto depois, o mesmo Fernandinho recebeu um passe de cabeça de Ramiro e também de cabeça fez 4 a 0.

Pensa que parou por aí?

Aproveitando-se da desorganização do time de Vanderlei Luxemburgo, o Grêmio ainda fez 5 a 0, com Dionathã, garoto de 19 anos.

Tudo que o Sport conseguiu depois da longa viagem entre Recife e Porto Alegre foi atingir a trave de Marcelo Grohe, com André, quando já era goleado.

Depois de quatro derrotas seguidas para o Sport, o Grêmio dinamitava as pretensões pernambucanas de voltar ao G6.

Pior, o time pernambucano ficava a apenas quatro pontos da zona do rebaixamento, reflexo do quinto jogo sem vencer.

Fugir da queda volta a ser o alvo, em vez de vaga na Libertadores.

No sábado que vem, às 18h, em São Januário com portões ainda fechados, o Grêmio visita o Vasco e pode ficar a só quatro pontos do líder que, no dia seguinte, enfrentará o Santos, na Vila Belmiro, com torcida única.