Blog do Juca Kfouri

Corinthians se complica também na Sul-Americana

Juca Kfouri

O Corinthians foi muito melhor que o Racing no primeiro tempo em Itaquera.

Estudou o rival até a metade dos 45 minutos iniciais e foi para cima dos argentinos.

Rodriguinho cabeceou no travessão e Maycon abriu o marcador, em bola passada por Marciel como se fosse Guilherme Arana.


O Alvinegro ainda criou um terceira chance clara de gol, com Rodriguinho, bem evitada pelo goleiro.

O segundo tempo começou em busca de mais gols dos dois lados e Cássio foi chamado a intervir pela primeira vez com maior perigo.

Se Romero fosse o bom finalizador que Fábio Carille alardeia, o Corinthians teria feito ampliado.

E como quem não faz toma, Cássio espalmou mal um chute de fora da área e Triverio empatou, aos 29.

Tudo que o Racing queria.

Camacho entrou no lugar de Marciel aos 35.

Rodriguinho saiu para entrada de Giovanni Augusto, aos 36.

Os visitantes controlavam o jogo.

Aos 40, Fellippe Bastos entrou no lugar de Gabriel.

Fábio Carille tentava com o pouco que tem no banco e diante de 25 mil torcedores.

Aos 42, Romero tirou da cabeça de Jô o que poderia ser o gol da vitória.

O Racing jogará em Buenos Aires com a faca e o queijo nas mãos.

Se o Corinthians queria desfazer a má impressão do returno do Brasileirão, deu-se mal.