Blog do Juca Kfouri

Brasil faz o jogo possível no calor de Barranquilla

Juca Kfouri

Dizer que o primeiro tempo foi morno em Barranquilla seria injusto porque com 37 graus e umidade insuportável.


A Colômbia não tinha coragem de ir à frente e o Brasil ficava na dele, confortável no jogo, sem risco.

Quem até levou mais perigo foi Neymar, duas vezes.

Então, já nos acréscimos, Neymar entregou uma bola com arte para Willian achar um tirambaço maravilhoso de fora da área, sem defesa para Ospina.


Era natural que a Colômbia viesse para cima no segundo tempo. E veio.

Daí, aos 10 minutos, um cruzamento da direita encontou Falcão Garcia livre na área e a cabeçada foi fatal: 1 a 1.

Quatro minutos depois, James Rodríguez bateu uma falta surpreendente pela esquerda, na trave de Alísson.

Só depois o time brasileiro foi à frente, com duas estocadas de Firmino, que saiu em seguida para entrada de Gabriel Jesus,e com um bom chute de Paulinho.

A Colômbia se assustou.

Aos 25, Philippe Coutinho entrou no lugar de Renato Augusto.

Se Tite buscava ser mais ofensivo, José Pékerman não ficava atrás e também trocava em busca do gol da vitória.

Mas o 1 a 1 permaneceu. Tite não está mais 100% em jogos oficiais, mas segue sem perder.

Aliás, os dois times pediam ao juiz para terminar o jogo assim.

Notas:

Alísson sem culpa no gol, foi bem: 7

Daniel Alves sentiu o calor e ficou mais do que o normal: 6,5

Thiago Silva não deu sopa para o azar: 7

Marquinhos falhou no gol: 5

Filipe Luís como se esperava: 6

Fernandinho não foi mal, mas Casemiro é bem superior: 6

Paulinho menos presente na área: 5,5

Renato Augusto apareceu pouco: 5

Firmino deixou a desejar: 5

Willian fez um golaço, mas jogou menos do que pode: 6

Neymar foi bem, calmo e sério: 7,5

Gabriel Jesus dá outro ritmo ao ataque: 6,5

Philippe Coutinho, desta vez, não conseguiu mudar o jogo: 6

Tite viu o time fazer o que era possível no calor colombiano: 7