Blog do Juca Kfouri

Museu do Futebol recebe 1º Encontro de Mulheres de Arquibancadas

Juca Kfouri

350 mulheres, representantes de mais de 50 torcidas e coletivos, de 11 estados brasileiros, reúnem-se para debater a presença feminina nos Estádios


 

Resistência e Empoderamento, essa é a bandeira que o 1° Encontro Nacional de Mulheres de Arquibancada levanta no dia 10 de junho, das 9h às 18h, no auditório do Museu do Futebol.
O evento reunirá 350 mulheres representantes de mais de 50 torcidas e coletivos, de 11 estados brasileiros, que além da paixão por seus clubes compartilham o desejo de democratizar as arquibancadas, ampliando e facilitando a presença feminina. A programação dará voz às iniciativas e experiências de participação de mulheres nos espaços de torcer, pensar e fazer o futebol.
Dadá Ganan, uma das organizadoras do evento, conta que a ideia do Encontro surgiu a partir de um grupo no Whatsapp: “Eu e mais três mulheres criamos um grupo para conversar sobre a presença feminina nos jogos de futebol e ações para conquistar espaço, direito e liberdade de torcer. Partindo daí, decidimos criar um evento nacional para todas as torcedoras participarem e debaterem sobre o assunto. Agora, realizaremos esse sonho, no Museu do Futebol”.
Além de Dadá, organizam o evento Kiti Abreu e Penélope Toledo, do Rio de Janeiro, e Natália Moreira, de Campinas.
“Sempre me senti incomodada com o machismo e via que muitas torcedoras não o percebiam. Aí organizamos o grupo para debater esses temas de mulher. No começo foi devagar, muitas meninas não se interessaram, mas depois deslanchou. Então veio o encontro, que concretiza essa possibilidade e nos dá perspectiva de desenvolver ações conjuntas para combater o machismo e ampliar a presença feminina na bancada”, conta Penélope Toledo. Para Natália Moreira, a arquibancada ainda é um local de proibições às mulheres, somente pelo fato de serem mulheres: “O que se faz mais presente é o tal do ‘você não pode porque é mulher’. Por exemplo, tocar em uma bateria, participar de um ensaio pra aprimorar etc”.


Para Kiti Abreu, “a luta diária de uma mulher é também a luta da outra, e conseguimos reunir num fato inédito mais de 300 meninas de diferentes times e torcidas do Brasil para um debate, deixando a rivalidade de lado em prol do respeito nas arquibancadas”.

Foram quase três meses de negociação com as Torcidas Organizadas de todo o país e o espaço do auditório ficou pequeno para receber todos os interessados. Por isso, o evento será transmitido na sala anexa ao auditório e também pela internet no canal do Museu no Youtube.
Entre as torcidas presentes no encontro estarão: Jovem Garra Tricolor (Fortaleza Esporte Clube – CE), Bamor (Esporte Clube Bahia – BA), Raça Rubro Negra (Clube de Regatas Flamengo – RJ), Força Independente do Vasco (Club de Regatas Vasco da Gama – RJ), Dragões da Real (São Paulo Futebol Clube – SP), Gaviões da Fiel (Sport Club Corinthians Paulista – SP), Mancha Verde (Sociedade Esportiva Palmeiras – SP), Torcida Jovem (Santos Futebol Clube – SP), Esquadrão (Esporte Clube XV de Novembro de Piracicaba – SP), Torcida Fúria Independente (Guarani Futebol Clube – SP), Feministas do Galo (Clube Atlético Mineiro – MG), RAP Feminista (Cruzeiro Esporte Clube – MG), Força Jovem Goiás (Goiás Esporte Clube – GO), Torcida Jovem Chape (Associação Chapecoense de Futebol – SC), Camisa 12 (Sport Club Internacional– RS) entre outras.
O Museu do Futebol tem se dedicado, desde 2015, a ampliar as informações e as fontes de pesquisa sobre a presença feminina no esporte. “O contato com essas mulheres é fruto desse trabalho, especialmente da pesquisa realizada pelo Centro de Referência do Futebol Brasileiro do Museu do Futebol. É uma grande satisfação saber que conquistamos o reconhecimento das mulheres para apoiar esse tipo de iniciativa”, declara Daniela Alfonsi, Diretora do Museu.
O 1º Encontro Nacional de Mulheres de Arquibancada é uma realização do Museu Futebol, coletivos “Torcedores pela Democracia”, “Arquibancada, Ampla, Geral e Irrestrita – AGIR”, “Respeito FC e Futebol”, “Mídia e Democracia” e da Associação Nacional de Torcidas Organizadas – ANATORG.

 

Serviço:

1º Encontro Nacional de Mulheres de Arquibancada

10 de junho de 2017, 9h às 18h

Auditório do Museu do Futebol (capacidade 174 lugares + 04 cadeirantes)

Praça Charles Miller, S/N, São Paulo, SP

*Transmissão do evento pelo canal do Museu no Youtube: https://www.youtube.com/user/museudofutebolspaulo