Blog do Juca Kfouri

Os dias eram assim

Juca Kfouri

POR ROBERTO VIEIRA
Muita gente não imagina – pensa que é mentira. Mas os dias eram assim, bicho!

13 de maio de 1977. Dia da abolição da escravatura por ironia. Os jogadores brasileiros recebem um decreto da Confederação Brasileira de Desportos (CBD). Todo mundo de juba aparada, elegante e calado. Atleta da seleção na Copa de 78 não podia abrir o bico nem opinar sobre nada: de esquema tático até política.

Se é que alguém era doido de falar em política após o abril de pacotes e desavenças entre Geisel e o Congresso.

Marinho Chagas era alvo fácil Suas madeixas louras eram fetiche para os delírios militaristas de plantão.


 E assim, a seleção foi pra Copa com um contrato milionário com a Adidas – os jogadores não viram um tostão. Um capitão do exército foi o técnico. Um almirante foi o comandante fora das quatro linhas – escalando até Dinamite.

Fomos campeões morais de uma Copa imoral que de bom mesmo só apresentou cento e oitenta minutos da Laranja Mecânica sem Crujff.

Laranja que tinha os cabelos dos hippies woodstockianos.