Blog do Juca Kfouri

Mengo e Galo empatam como seus rivais queriam

Juca Kfouri

Ninguém diria depois de ver o primeiro tempo entre Flamengo e Galo na abertura do Brasileirão que o segundo tempo seria o que foi.

O Flamengo saiu na frente com um cruzamento de Matheus Sávio, aos 23,  que redundou no gol sem querer rubro-negro e foi tudo que aconteceu nos primeiros 45 minutos.


Os últimos, no entanto, foram eletrizantes.

Róger Machado trocou Otero por Cazares e o Galo mudou. 

Por duas vezes o equatoriano teve o empate em seus pés, fez tudo certo, mas viu Rafael Vaz salvá-lo em ambas, em cima da linha.

O Flamengo não deixava por menos e Victor, traído no gol, salvou o 2 a 0 com o pé em arremate de Éverton.

Até que Elias marcou um golaço para empatar, aos 14, sem festejar.

Na busca da vitória, aos 35, Zé Ricardo fez a estreia da Vinicius Júnior, o craque feito em casa pelo Mengo e que o Real Madrid já assegurou.

Era chance pra lá e pra cá, justificando a maior rivalidade interestadual do país, no Maracanã com mais de 50 mil torcedores.

O empate ficou justo e foi o placar que os outros favoritos ao título queriam, por motivos óbvios.