Blog do Juca Kfouri

O bom comportamento no banco dos réus

Juca Kfouri

A Ponte Preta fez 3 a 0 no poderoso Palmeiras, o Corinthians fez 2 a 0 no Morumbi nas semifinais do Paulistinha, o Vasco venceu a Taça Rio, o  Novo Hamburgo está perto de tirar o Grêmio da final do Gauchinho, mas, em matéria de futebol, a segunda-feira foi dedicada muito mais ao gesto de Rodrigo Caio do que aos jogos.


E, por incrível que pareça, embora também muito elogiada, há quem tenha ficado contra a atitude do jogador em se acusar e poupar o rival do cartão amarelo.

Rogério Ceni mesmo fez ironia com o espírito esportivo do zagueiro são-paulino e Maicon, o capitão do time, sem desaprovar o companheiro, deixou claro que não faria o mesmo.

Torcedores uniformizados do São Paulo, então, manifestaram irritação.

Num país em que já há quem diga existir o caixa do dois do bem e o caixa dois do mal, como se o dinheiro viesse carimbado, ‘ó, isso aqui é pra sua campanha’ e, ‘ó, isso aqui é pra sua conta’, não é de se estranhar que o comportamento ético cause estranheza.

Mas, certamente, pior do que ter de elogiar alguém por cumprir com sua obrigação, é vê-lo criticado por ser correto.

Comentário para o Jornal da CBN desta terça-feira, 18 de abril de 2017, que você ouve aqui.