Blog do Juca Kfouri

Noite brasileira, alvinegra, mineira, mas não tricolor

Juca Kfouri

A noite brasileira e alvinegra na Libertadores foi simplesmente perfeita: o Galo enfiou 5 a 2 no boliviano Sport Boys depois de estar perdendo por 2 a 1, com um gol de Robinho e quatro gols de Fred, em Belo Horizonte, diante de 18 mil torcedores.


Melhor ainda fez o Botafogo, em Medellín, na Colômbia, ao bater no campeão da Libertadores Atlético Nacional por 2 a 0, um gol em cada tempo, de Camilo e Guilherme, ambos em contra-ataques fulminantes.


A noite mineira também foi especial, porque, em São Paulo, pela Copa do Brasil, e diante de 43 mil torcedores no Morumbi, o Cruzeiro fez 2 a 0 no São Paulo, com gol de Pratto, ex-jogador do rival Galo, e outro de Hudson, emprestado pelo São Paulo.

Já a noite tricolor foi ruim. Não bastasse a derrota são-paulina, também o Fluminense perdeu, em Goiânia, com 16 mil torcedores no Serra Dourada, de virada, por 2 a 1, além de perder o goleiro Diego Cavalieri, expulso de campo.

É claro que a situação do tricolor carioca é mais cômoda do que a do tricolor paulista, porque vai jogar a partida de volta no Rio.

Se a noite da quarta-feira foi bem legal, a de ontem não ficou atrás.

Comentário para o Jornal da CBN desta sexta-feira, 14 de abril de 2017, que você ouve aqui.