Blog do Juca Kfouri

Grêmio usa reservas e traz empates do Paraguai

Juca Kfouri

Numa demonstração de que não teme imprevistos nesta fase da Libertadores, o Grêmio optou por jogar com time praticamente reserva contra o Guarani paraguaio no Defensores Del Chaco vazio.

Tudo porque precisa vencer, fora de casa,  o Novo Hamburgo no domingo para chegar à final do Gauchinho — que não conquista desde 2010, ao contrário do rival Inter, hexacampeão seguido de lá para cá.


Mesmo assim jogou de igual para igual durante todo o primeiro tempo e se quase levou três gols, também quase fez três, mas Lucas Barrios não colaborou.

Michel foi expulso aos 15 do segundo tempo e aí as coisas se complicaram porque Lopez, em seu primeiro toque na bola, fez 1 a 0, aos 27.

Mas Pedro Rocha, em passe perfeito de Arthur, empatou sete minutos depois e só não desempatou aos 39 porque deu azar: ao completar um lindo lance seu, com direito a drible desconcertante num zagueiro, acertou a trave paraguaia ao encobrir o goleiro, com um toque sutil, de bico.

Seja como for, trouxe um ponto, manteve a liderança do grupo e terá a chance de distanciar-se do rival ao enfrentá-lo na semana que vem, em Porto Alegre.

Foi bom.