Blog do Juca Kfouri

Corinthians x Palmeiras e o doping financeiro

Juca Kfouri

Em 2005 o Corinthians vendeu-se para a máfia russa, virou parceiro da MSI, trouxe Carlitos Teves, Nilmar, Mascherano, ganhou o Brasileirão, frequentou as páginas policiais, os mafiosos tiveram de se retirar e em 2007 o time estava na Série B.

O doping financeiro funciona por um período e cobra caro adiante.

Fenômeno parecido havia acontecido com o Palmeiras nos anos 1990.

Depois que a operação Mãos Limpas, na Itália, pegou a Parmalat, a empresa caiu fora do clube que voltou a se apequenar e caiu duas vezes para a segunda divisão.

Nesta segunda década do século 21 a história parece se repetir.

Com apoio de Lula, o melhor presidente da história corintiana, o Alvinegro ganhou tudo: títulos, CT, estádio e  até o mundo.

A Lava Jato pôs fim à festa e o clube vive uma crise tremenda.

A Crefisa que patrocina o Palmeiras também está longe de ser um convento, com graves acusações de fraudes e lavagem de dinheiro na Justiça.

Mas a mulher do dono da patrocinadora, Leila Pereira, resolveu que quer brincar de ser presidenta do Alviverde e joga pesado neste sentido, numa campanha milionária e jamais vista para se eleger conselheira, primeiro passo para o objetivo maior.

No que tudo isso vai dar em futuro próximo não é difícil de prever.