Blog do Juca Kfouri

O mistério de Volta Redonda, a cidade que não gosta de futebol

Juca Kfouri

Volta Redonda, a 125 quilômetros  do Rio de Janeiro, tem quase 300 mil habitantes e é chamada de a “Cidade do Aço” porque abriga a Companhia Siderúrgica Nacional.

Abriga também um belo estádio de futebol mantido pela prefeitura, chamado de Estádio da Cidadania, porque com instalações para atividades esportivas gratuitas à disposição dos habitantes da cidade.


Mas os cidadãos de Volta Redonda parecem não gostar de futebol, ou, ao menos, de ir ao estádio para ver jogos de futebol.

A última vez em que o Flamengo jogou lá, uma semana atrás, levou apenas 2.705 torcedores — e olhe que 453 deles nem pagaram ingressos.

Anteontem, o Clássico Vovô, entre Fluminense e Botafogo, teve apenas 2.860 pagantes e 1.690 não pagantes, num total de 4.550 torcedores.

Poderiam ser dois exemplos excepcionais, mas não são.

Já virou tradição que os cidadãos volta-redondenses não gostam de ir ao Estádio da Cidadania, nem para ver o Flamengo, nem para ver clássicos, nem aí para o futebol.

Por que, não sei.

Mas gostaria muito que me explicassem.


Comentário para o Jornal da CBN desta terça-feira, 31 de maio de 2016, que você ouve aqui.