Blog do Juca Kfouri

Jogo de futebol e jogo de bola

Juca Kfouri

POR JOÃO BATISTA FREIRE*

Jogo de futebol é uma coisa, jogo de bola é outra.

É o jogo de bola com os pés, essa brincadeira que aparece de diferentes formas em vários lugares do Brasil.

É a pelada, a baba, a repetida, o controle e o bobinho, entre tantas outros.

Jogos de bola podem ser muitos, mas jogo de futebol é um só.

No jogo de bola o objetivo maior é a bola; o jogador empenha-se por controlá-la, por dominá-la, por exibir-se com ela.

No jogo de bola, ela é a rainha, e o jogador, seu valete.

No jogo de futebol o objetivo maior é o gol, é a competição, é a superação de um adversário.

No jogo de bola o jogo se adapta aos jogadores; no jogo de futebol os jogadores se adaptam ao jogo.

No jogo de bola não há trabalho, só há diversão; o compromisso do jogador é com ele mesmo.

No jogo de futebol há trabalho, embora também devesse haver diversão; o compromisso do jogador não é só com ele, mas com dirigentes, empresários, torcidas, salários.

No jogo de futebol há muita mistura com o jogo de bola, porque o futebol nasceu da brincadeira.

No jogo de bola também há coisas do futebol.

Há jogadores de futebol que conservam muito do jogo de bola e brincam quando praticam o futebol.

Há outros que pouco sabem brincar, levam o jogo muito a sério, são mais objetivos.

Seria bom que os jogadores de futebol nunca deixassem de ser jogadores de bola, porque isso garantiria um jogo mais criativo, mais leve, mais imprevisível.

Mas os jogadores de futebol não poderiam ser só jogadores de bola; teriam que saber equilibrar uma coisa com a outra.

Enfim, nem só jogo de bola, nem só futebol, nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

Os jogadores de futebol brasileiros já foram mais jogadores de bola que o são hoje; praticavam um futebol mais bonito, mais brincado.

Aos poucos foram deixando a brincadeira de lado e se tornando mais sérios, mais trabalhadores, e nosso futebol foi ficando mais feio, e menos eficiente.

Quem quiser aprofundar esse tema pode ler, por exemplo, o belo livro de Alcides José Scaglia: “O futebol e as brincadeiras de bola”, Editora Phorte.

*João Batista Freire é professor Livre Docente aposentado da Unicamp, além de ter trabalhado na USP e na Universidade Federal da Paraíba e na Universidade Estadual de Santa Catarina, e autor de diversos livros sobre Educação Física e Esporte.