Blog do Juca Kfouri

É difícil fazer futebol profissional no Brasil

Juca Kfouri

Com a maior parte dos cartolas formalmente amadora, o futebol profissional brasileiro patina com públicos vergonhosos.

Na 24a. rodada do Brasileirão terminada ontem isso ficou mais uma vez claro.

Houve três jogos com públicos simplesmente ridículos.

No Canindé, embora com a presença do líder do campeonato, apenas 3.600 torcedores para Portuguesa e Fluminense.

Em São Januário, com o quarto colocado Vasco, num clássico nacional contra o Palmeiras, apenas 2 mil.

E, no gigantesco Serra Dourada, onde cabem 55 mil torcedores, apenas pornográficos 700 pagantes para Atlético Goianiense e Coritiba.

Resultado: a média de público ficou na casa dos 10 mil torcedores por jogo, com o maior público, mais uma vez, e por incrível que pareça, para o Corinthians, que não disputa nada no Brasileirão, contra a Ponte Preta, com 20 mil pagantes no Pacaembu.

E sabe o que CBF faz diante disso?

Rigorosamente nada, nenhuma promoção, nenhuma preocupação, ou pior, mantém os campeonatos estaduais intactos, obrigando o Brasileirão a ter intermináveis rodadas em meios de semana.

Estaduais que, diga-se, têm média, no máximo, de 5 mil torcedores por jogo.

Somos mesmo o país do futebol?

Comentário para o Jornal da CBN desta sexta-feira, 14 de setembro de 2012.

 

 

  1. Daemonarch

    18/09/2012 10:35:08

    Falou tudo !! Nada a acrescentar

  2. Claude

    17/09/2012 23:56:35

    Concordo com você, mas com uma ressalva: a qualidade da imagem do pay-per-view é muito ruim, com exceção das transmissões em HD. Os dados são tão comprimidos que fica aquela imagem borrada... Observe bem.

  3. Rodrigo

    16/09/2012 18:09:04

    Dá pra eu jogar na sequecia?

  4. João Batista Jr.

    16/09/2012 10:31:41

    Os que criticam os estaduais sempre mencionam os público diminutos dos certames pra defenderem sua drástica redução ou, mesmo, seu fim.E o que dizem dos públicos no campeonato brasileiro?Até quando vão negar que o Brasil precisa, primeiro, dos campeonatos estaduais e, segundo, que esse campeonato de pontos corridos com ida e volta é longo demais e que é necessário reeditarem os mata-matas?

  5. Tulio Shibata - Dracena - SP

    16/09/2012 01:37:30

    Sou mais o Paulistão. Este campeonato nacional está ridículo e merece ser chamado de brasileirinho. Quem ataca os estaduais esta enganado e não dá o braço a torcer. O pior é que ante aos números de torcedores no campeonatinho nacional fica sem argumento para seguir ridicularizando os estaduais, mas mesmo assim segue atacando os mesmos. Vai ser teimoso assim lá na casa do chapeu sô.

  6. Helcio Luiz

    15/09/2012 18:11:07

    Juca: todos sabem, que não dá para ter jogos no meio de semana ás 22:00 hIsso só acontece aqui, é simplesmente ridiculo .Mas como é a Rede Globo que manda no futebol brasileiro.....

  7. Talles Almeida

    15/09/2012 16:50:34

    A velha mania de achar que aqui faríamos igual à Europa. Isso aqui é Brasil!Sou Fiel Torcedor, e pra mim, estádio só no ano que vem. Eu não tenho motivos para ir a jogos de cumprir tabela.É esse modelo ridículo de "intermináveis rodadas" sem sentido, inclusive aos finais de semana. Não se engane, Juca, o público no Pacaembu vai minguar. A média vai cair drasticamente. Ou a diretoria reduz o valor dos ingressos, ou veremos em breve jogos com 5 mil.Tenho mais lembranças de um vice, na final de 2002, do que do título, no ano passado, onde saí do estádio sem ver meu time erguer a taça. Final aquela, que se não fosse o sensacional modelo de playoffs, não teria revelado Diego, Robinho, e nem tirado um time medíocre da fila.Já se passaram 10 campeonatos nesse modelo chato. Chegou a hora de mudar.

  8. Ricardo Matos

    15/09/2012 12:12:12

    Acho que tem muito jogo desinteressante a toda hora. é jogo quarta, sabado, domingo... haja dinheiro e tempo livre. Quando eu tinha meus 20 anos, ia ao maracanã com muito mais frequencia e hoje não dá!É só lembrar que num FLAxFLU em 1976... estavam lá 194.603 pessoas.... O maior publico de todos os tempo para assistir a um jogo entre dois clubes no Brasil.Se tivesse jogos básicamente nos fins de semana, os jogos seriam mais atrativos com certeza!Eu mesmo não saio mais de casa para assistir jogo as 22hs, numa quarta-feira... pode ser o jogo que for, até decisão de mundial, Libertadores...Fico em casa e vejo pela TV e isso não tem nada a ver com profissionalismo do futebol. Antigamente o futebol era até bem mais amador e era mais motivante. Hoje vc pode ver na TV, no Celular, na Internet, ... e não arrisca a pele por estar vestindo a camisa do seu time de coração ao passar por alguém que se acha melhor que vc.

  9. Tony Scostt

    15/09/2012 00:41:24

    Juca, Imaginemos que eu pegue meu garoto de 10 e filha de 12 anos. Junto com minha esposa vamos felizes ao estadio. Estacionamento sproximos lotados, o kjeito é deixar na rua. Logo aparece um flanelinha, que cobra R$ 30,00 para que "ninguem" arranhe seu carro, em sutil ameaça. Pago e entro. Ingressos na mao e menos R$ 120,00 e la vou eu assistir ao futebol. Antes de tudo, quero molhar a garganta, e peço um refri. Ou melhor quatro refrigerantes. La se vão mais R$ 24,00. No intevalo do jogo mais 4 refri e mais R$ 24. No final, cheio de sede ,mas querendo exconomizar, vamos todos para o carro, mas logo uma correria se arma e duas torcideas organizadas contrarias começam a brigar. E na frente d eminha fmilia sou espancado ate jorrar sangue e dois marmanjos me batendo. Chega a policia e sai dando cacetada nos facinoras e me algemam,me levando como membro de organizada brigão. Bom, chego em casa, cansado, dolorido e sem um centavo na carteira. E pergunto..porque será que os estadios estão vazios, hein?

  10. Marco Aurelio

    15/09/2012 00:08:03

    Resposta: Primeiro, o comportamento das pessoas em geral está mudando rapidamente, e acho que o Brasil(um pais muito consumista) antecipa essa mudança. Mas, você tem razão quanto à Inglaterra. Porém, coloque ingressos no Brasil na capacidade média da renda do povo inglês? as chamadas classe C, D e E é que gostam mais de ir a estádios. Mas, diria que você tem certa razão, até pelo começo de minha resposta: o povo brasileiro atual não é tão apaixonado assim por futebol: é apaixonado por seu clube. E até isso está reduzindo.

  11. alfredo

    15/09/2012 00:02:13

    Há que se levar em conta a qualidade do espetáculo, que, convenhamos, vai de mal a pior. Eu me recuso a pagar caro para ver tanta gente ruim em campo. Isso sem contar o desrespeito com o torcedor. Ou sou bem tratado no estádio ou não vou, e pronto. Prefiro agar R$ 50,00 por mês no pay-per-view e ficar no conforto de casa, sem ser assaltado, correr risco de morrer no caminho, vítima de bandidos travestidos de torcida organizada e por aí vai.Futebol no estádio, nos dias de hoje, só pra otários.

  12. Rafael Belattini

    14/09/2012 23:46:37

    Pagante, pela milésima vez, foi.

  13. Célio

    14/09/2012 23:27:08

    GOLSMarco Antônio (GRE) - 15'2TR / Kleber (GRE) - 47'2TRDATA & HORA13-09-2012 - 21:00ESTÁDIOOlímpico / Porto Alegre, RSPÚBLICO E RENDAPúblico presente: 27178 / Público pagante: 17942 / Renda: 339631.5ARBITRAGEMHéber Roberto Lopes, Luiz A Muniz de Oliveira, Ediney Guerreiro Mascarenhas

  14. Itamar Generoso

    14/09/2012 23:25:52

    A VERDADE É UMA SÓ! O BRASILEIRO NÃO CURTE TANTO FUTEBOL COMO A MÍDIA DIZ.Colega suas ideias tem lógica, mas eu te pergunto: Por que muitos países da Europa que tem mais tecnologia e lazer acessiveis de todo o tipo para a população concorrendo com o futebo e ainda sim eles tem estádios cheios?ESSE PAPO DE PAÍS Do FUTEBOL SEMPRE FOI UMA BALELA.Por que somos o país do futebol só por que temos mais titulos da copa do mundo?O país do futebol é e sempre foi a Inglaterra, nunca fui a esse país quem sabe um dia vou de Deus quiser, mas pelo que se vê e todos que vão dizem, lá eles respiram futebol quase 24 horas por dia, os ingleses são muito mais apaixonados por futebol que os brasileiros os estádios vivem cheios e sempre tem jogos na tv. E acho que não é só questão de econômia, pois mesmo com uma econômia inferior não é motivo para públicos tão baixos se fossemos mesmo o país do futebol, super apaixonados pelo esporte.Somos quase 200 milhões de habitantes, não é possivel que a cidades com maior poder aquisitivo e populosas que só na cidade de São Paulo com 11 milhões de habitantes e a do Rio de Janeiro com uns 6 milhõs, não tem pelo menos um 1 milhão que possam pagar para ir em um estádio?Sei das dificuldades de acesso a falta de segurança e conforto nos estádios, mas tem brasileiros que gastam por mês muito dinheiro com baladas, indo em barzinhos e restaurantes em um mês e as vezes não se tem tanto conforto, segurança e facil acesso a esses lugares também.A verdade é a que muitos não querem aceitar que o Brasil não é o país do futebol o brasileiro não é tão apaixonado assim por esse esporte, e os mais apaixonados são os que tem menos condições a classe C, D, E.Aquele cara que recebe os miseraveis 1 salário minimo e não pode se dar o luxo de ir sempre aos jogos do seu time e mesmo assim sempre arruma um jeito de ir em pelo menos em 1 no mês.Na verdade não somos o país do futebol, essa é mais uma balela e ufanismo inventado sobre o Brasil e cantando pela mídia pelos quatros cantos do país, acho que não somos nem o segundo país do futebol, ainda temos a Alemanha bem a frente.

  15. Itamar Generoso

    14/09/2012 22:45:56

    Esse papo de país de futebol sempre foi uma balela.Por que somos o país do futebol só por que temos mais titulos da copa do mundo?O país do futebol é e sempre foi a Inglaterra, nunca fui a esse país quem sabe um dia vou de Deus quiser, mas pelo que se vê e todos que vão dizem, lá eles respiram futebol quase 24 horas por dia, os ingleses são muito mais apaixonados por futebol que os brasileiros os estádios vivem cheiose sempre tem jogos na tv. E acho que não é só questão de econômia, pois mesmo com uma econômia inferior não é motivo para públicos tão baixo se fossemos mesmo o país do futebol, super apaixonados pelo esporte.Na verdade essa é mais uma balela e ufanismo inventado sobre o Brasil e cantando pela mídia pelos quatros cantos do país, acho que não somos nem o segundo país do futebol, ainda temos a Alemanha bem a frente.

  16. Marco Aurelio

    14/09/2012 21:23:51

    Esta questão da redução do número de torcedores nos estádios têm duas causas, a meu ver: Primeiro: hoje existem muitas outras diversões para as pessoas. Diria até que existe um excesso de diversões(desde os bares da Lapa, no Rio, para todas as tribos, as discotecas. os shows de música, os motéis, os passeios, as viagens, e tudo o mais da vida moderna. Antigamente, era cinema, futebol, barzinhos, poucas viagens, e mesmo automóvel eram para poucas pessoas. Aliás, mais antigamente ainda(peguei isso até meus 7/8 anos) nem televisão havia nas casas. Não por acaso, com a advento de novas tecnologias de entretenimento(video-cassete, cd, dvd, internet, tv a cabo, celular, e agora iphone, games, multimídia, etc...) ocorre também a pulverização do tempo e do lazer. O futebol é só mais um. E isso, Juca, veio pra ficar. Pra mim, isso é muito claro. Em segundo lugar, o próprio futebol perdeu muito de seu charme, com o excesso de jogos. Finalmente, os preços dos ingressos é fatal. Aliás, não acho essencial tanto conforto nos estádios...falou bem um comentarista: para muita gente, bebida alcóolica, alimentos variados, etc...é mais importante. Ah...é sejamos francos...é muito mais cômodo e mesmo divertido ver os jogos pela televisão aberta ou paga. Então, acho que devemos nos acostumar com o fim de uma era e o começo de outra, onde, talvez, o futebol deixe de ser algo tão caro e poderoso como hoje...pelo menos em termos de público. Na mídia, vai concorrer com os demais divertimentos.

  17. Germano Borba

    14/09/2012 20:51:44

    Prezada Luciana,Concordo inteiramente com você. Em Recife (PE) e em todo o Brasil, temos os mesmos problemas.

  18. Germano Borba

    14/09/2012 20:33:27

    Juca, Enquanto a divisão de cotas de TV tiver essa disparidade monstruosa entre os times da Globo (Flamengo & Corinthians) e os demais times, o campeonato perderá seu equilíbrio e também sua atratividade. PENSE NISTO!

  19. Marcos

    14/09/2012 20:19:38

    O jogo do Corinthians tinha tanta gente porque é jogo do Corinthians.

  20. Rafael Belattini

    14/09/2012 20:06:30

    É incrível como você ignora a leitura e não vê que o Juca sempre levou em consideração o público pagante e não o total. Basta ler e querer entender

  21. Juliana

    14/09/2012 19:59:08

    Incriveeeel como vc ignora os jogos do Gremio!! na rodada que o gremio levou mais de 45 mil torcedores ao olimpico, vc ignorou e falou que era do corintians o recorde de publico. Nesta rodada denovo!! No seu ultimo post, disse que eram 27.178 torcedores no olimpico, e neste que o recorde é denovo do corintians com 20 mil torcedores? Por favor juca, nao se mostre tao bairrista!!! Considere o resto do brasil!!!

  22. luisa

    14/09/2012 19:11:51

    Quando me perguntam se o pais e realmente do futebol e se gostamos de futebol, so lembro dessa imprensa com editoriais absolutamente clubisticos, VALORIZASSE APENAS O Q E DE SP e RJ, independentemente de posicao na tabela e o futebol jogado em si. Grande futebol como o jogado pelo cruzeirense em 2003, inter em alguns anos e agora o galo sao SUMARIAMENTE IGNORADOS, pior do q isso, sao visto como ameaca pelos patrocinadores e publico desses canais monopolizadores. Um processo lento e gradual de deseducar o publico sobre o q deveria esr valirizado.

  23. marcelo lima DF

    14/09/2012 17:54:36

    Os motivos são muitos , grande parte por culpa dos clubes mesmo, que são reférns da globo e também pela falta de profissionalismo real e interesses pessoais . A CBF é no mímimo omissa , tem recursos e não intervem, só está preocupada em fazer seus amistosos caça-niquel mundo afora e que se lasquem os clubes, inclusive são prejudicados pelos desfalques dos seus jogadores (um absurdo ter rodada do brasileiro nas data fifa), mas de novo vejo a incapacidade dos clubes reclamarem de uma maneira séria e organizada de coisas deste naipe para começar. O calendário é vilão, horários absurdos para o torcedor por exigência da tv, preços altos para o produto oferecido (estádios desconfortáveis, violência, comida ruim e principalmente jogos de baixa qualidade e falta de credibilidade da lisura do campeonato). O ppv tem um custo-benefício bem melhor e a grande maioria está migrando para a tv (a qtde de ppv aumentou muito nos últimos anos). Em vários estados tem o agravante de estadios tradicionais estarem sendo reformados (principalmente no RJ) e os disponíveis apresentam problemas maiores e não "pegam". Enquanto não houver uma união dos principais clubes e discutirem seriamente o tema , além de intervenção no sistema eleitoral da cbf (tirando o poder das federações por exemplo) nada mudará . existem algumas soluções de curto prazo: na negociação da tv exigir horário máximo de 21h, deixar o ppv proporcionalmente mais caro (mas oferecendo um maior conforto no estádio. Duvido que existe um estudo que demonstre o qto o ppv tira as pessoas do estádio, incluindo os que assistem em bares, não é difícil de mapear e verificar o impacto). Mexer no calendário, diminuindo as datas do estadual para metade do atual pelo menos, diminuindo a quantidade de jogos no meio de semana e por aí vai, além claro de não permitir jogos nas datas fifa(que também deveriam diminuir e as eliminatórias tinham que ser de grupos e não todos contra todos na américa do sul, que serviria de 1ª fase da copa américa, etc...

  24. Bernardo

    14/09/2012 16:54:18

    Juca, problema muito maior é a construção de elefantes brancos em cidades como Brasília, Cuiabá e Manaus, com a nossa grana.E, enquanto isto, Belo Horizonte, hoje só tem um estádio com capacidade para 20mil, que esgota em todos os jogos. Em breve terá de volta o Mineirão encolhido, que já coube 130mil, e ficava cheio, e só caberá 64mil. Porto Alegre tem situação semelhante.Porque não aproveitaram a copa para criarem estádio de alta capacidade (+100 mil) em BH, PA, RJ e SP, em vez de espalharem elefantes brancos no nada futebolístico do país. Ficarão todos como o Serra Dourada, ou pior, pois Goias pelo menos sempre teve um Clube na primeira divisão.

  25. RICARDO

    14/09/2012 16:31:03

    Foi o que eu escrevi acima. É vergonhoso.

  26. José Henrique

    14/09/2012 16:22:41

    Acho que a solução Juca, seria diminuir o numero de clubes participantes, talvez para 15 ou 16.:Aí teriamos um problema. Qual critério para fazer isso?:Uma ideia seria, continuar com os quatro rebaixados tecnicamente, e juntarmos a eles mais 4 por média de publico baixa.:Para subir da série B para a série A, quatro pelo critério técnico, e mais 2 por média de clube positiva.:Dessa forma, talvez voltassem para a série A, clubes do Nordeste, apaixonados por futebol, e que lotam seus estádios, e os clubes de aluguel, montados por empresários para negócios, iriam dançar miudinho.:Ai sim, como diria Zagalo, torcedor diria: "Eu subi o meu time".:Que acha?

  27. filho

    14/09/2012 16:22:21

    caro juca, aqui os times grandes do nordeste apresentam um bom público, imagina se deixassem-nos crescer (melhor divisão da verba) .

  28. Paulo Urupês

    14/09/2012 16:21:04

    Juca, você usou adjetivo errado, são heróis, e não pornográficos os 700 torcedores que foram ao Serra Dourada.

  29. junior

    14/09/2012 15:45:35

    Juca , uma comparação que não pode deixar de ser colocada em pauta, para aqueles que comparam nossos publicos com os publicos de outros paises: o Brasil oferece muitas mais opções de diversão para o público de todas as classes do que a maioria dos paises. Aqui existe diversão para o publico disposto a gastar R$500 numa noite mas tambem para aquele que só quer gastar R$5. Principalmente em cidades como São paulo, rio de janeiro , porto alegre... Em diversos paises não se pode beber nas ruas , ou depois de determinados horários, ou em alguns casos o custo de se divertir no estádio é muito mais barato do que ir a restaurantes. Em alguns desses lugares o povo vai para o estádio apenas se divertir , como o pessoal faz nos bares aqui no brasil, sem nem dar atençaõ para o jogo.Tudo isso influencia.

  30. marcelo lima

    14/09/2012 15:43:17

    também entendi assim, pois os outros problemas tem sido levantados pela imprensa (na espn pelo menos e alguns veículos menos compretidos com o sistema).

  31. junior

    14/09/2012 15:39:28

    Jogo as 19:30 aqui em SP é horrivel. Não tem como chegar. O melhor horário é o das 21:00hs mas entre o das 19:30 e o das 22:00hs sem duvida o segundo. E quanto as lotações de estádio independente do horário.... só tenho a dizer que o brasileiro gosta mais de ganhar do que de assistir futebol. Por isso todos os jogos de mata-mata tem média de publico absurdamente maior que em campeonatos de pontos corridos. Porque dali sai um vencedor e um eliminado. Quando dois times jogam sem o mesmo interesse numa partida parece jogo de cartas marcadas. E com isso o jogo não cria aquela atmosfera de "imperdível" que faz com que os torcedores vão para o estádio de qualquer jeito...

  32. Augusto Rocha Coelho

    14/09/2012 14:42:52

    Caro amigo! se é que posso chama-lo assim, por mais que voce tnha razão esse comentario em ano de Eleição vai resultar em nada, os politicos são todos sabonetes não irão sequer fazer qualquer obervação. A hora é de mudança total na politica para se ter esperança que futuramente ocorra alguma coisa, enquanto isso aguenta a Cartolagem toda.

  33. Marlon

    14/09/2012 14:40:20

    Véio, não é justo o comentário. Todo mundo sabe que o CUrintcha tem mais público pq seu torcedores não roubam para comer e sim para ir ao estádio e de quebra deixam os demais torcedores sem a grana para ir ver seu time do coração...

  34. Érico M. Marques

    14/09/2012 14:38:56

    Boa...gostei!! Somos amadores mesmo! Menos na "arte" de desvios de dinheiro público e perpetuação de dirigentes em confederações e clubes!! Nesses 2 pontos, somos mestres!!

  35. Eduardo Ramos de Souza

    14/09/2012 14:34:06

    Triste ver um país com um potencial tão grande para ter uma liga de primeiro mundo, numa situação tão lamentável. Nossa média de público é inferior à média do campeonato escocês, da MSL Norte Americana e das segundas divisões de Inglaterra e Alemanha (http://esporte.ig.com.br/futebol/2012-09-13/brasileirao-tem-publico-de-paises-nanicos-da-europa-e-leva-banho-da-argentina.html).Precisamos urgente readequar nosso calendário, e esbarramos nos interesses das federações estaduais. Tenho em meu blog (http://novofutebolbrasileiro.wordpress.com) uma proposta de readequação do calendário, onde as federações seriam compensadas financeiramente (em troca, seriam responsáveis pela estrutura e organização dad divisões regionais). Só assim elas aceitariam a alteração. Um grande abraço,Eduardo Ramos de Souza

  36. Paulo

    14/09/2012 14:23:49

    Caro Juca,Concordo inteiramente com as suas observações. O futebol como opção de entretenimento e paixão do brasileiro está com os dias contados, infelizmente, basta ver a indiferença da população com os jogos da seleção. Realmente a CBF e os dirigentes de todos os clubes que avaliam a sua gestão tem grande responsabilidade neste fato. Some-se a isto a total falta de estrutura para receber os torcedores de forma civilizada, a insegurança generalizada de nossas cidades (verdadeira guerra civil não declarada: são 50 mil assassinatos/ano), total falta de jogadores que possam receber a denominação de "craques" (me desculpe, mas Neymar, o nosso melhor jogador da atualidade, está a anos-luz dos craques que já vimos desfilar pelos nossos gramados) faz-me responder a sua pergunta final de forma enfática: NÃO SOMOS MAIS O PAÍS DO FUTEBOL! e pior, não vejo nenhuma perspectiva de melhora para o futuro. Abraços cordiais!

  37. Fred Max Salgueiro

    14/09/2012 14:07:24

    Parafraseando voce, Juca! eu diria: " e dificil fazer qualquer coisa profissionalmente no Brasil, inclusive futebol "

  38. Liliam

    14/09/2012 14:04:17

    faltou comentar o Olímpico. neste teve promoção!

  39. Marcos Calciolari

    14/09/2012 13:59:15

    Infelizmente a cada ano que passa o futebol fica mais chato e cada vez menos atrativo? A estrutura no Brasil é sofrível (estádio, transporte, segurança), futebol de baixa qualidade( entre qualidade técnica e arbitragem), planejamento voltado a atender interesses e isso tudo reflete no público, hoje eu prefiro ir a um cinema/teatro com segurança e pagando menos do que ir a um jogo de futebol caro, sem condições mínimas... o brasileiro já percebeu que futebol é pela televisão... e isso não vai mudar nos próximos 10 anos(pelo menos)...Na minha opinião, o futebol deveria ter outro formato... sei da importancia dos estaduais e respeito muito... mas o brasileirão deveria ser n sistema mata-mata, muitos vão dizer que não é o sistema mais justo...mas quem disse que o futebol atual é justo, pelo menos teríamos muito mais emoção, um campeonato mais dinâmico, com mais jogos decisivos o que iria refletir em muito mais público.. e teríamos jogadores com mais espírito de decisão... que temos perdido nos últimos anos... eu só vejo vantagens...mas..vantagens é o querem os dirigentes e cartolas... não vejo discussões entre os clubes para melhorar o calendário... é tudo imposto pelo velho novo Monarca da CBF...

  40. Alexandre

    14/09/2012 13:52:13

    Resumindo: brasileiro não gosta de futebol e só vai na boa.

  41. Gárgula

    14/09/2012 13:50:18

    Se não fosse o Corinthians a média de público cairia pela metade. E cadê a torcida que se diz a maior do Brasil? Está com vergonha do time do Flamengo? Cadê o Império do Amor? O Imperador já trocou de carro hoje.

  42. Alexandre

    14/09/2012 13:45:43

    Essa pesquisa só leva em consideração os líderes em público de cada país. Só como exemplo, praticamente todos os clubes da Bundesliga e da Premier League têm públicos muito maiores que os do Corinthians.

  43. Carlos

    14/09/2012 13:31:37

    "Acabar com os estaduais"?Mas o que está em questão são os baixos públicos do campeonato nacional!Os clubes mandantes dessas partidas citadas pelo Juca repetem no Brasileirão os baixos públicos que exibem nos estaduais, comprovando que o problema não é o campeonato que se disputa. Tenho a opinião de que a volta dos públicos aos estádios passa por uma reestruturação do fufebol que começa, justamente, pela revalorização dos estaduais, por sua tradição, mística e organicidade geográfica.

  44. Raukoores

    14/09/2012 13:31:12

    Tché, qual foi o público do Olímpico essa quinta? Duvido que tenha sido menor que a do Corinthias e Ponte.

  45. Grana

    14/09/2012 13:26:30

    Ah, obrigado, agora entendi.

  46. cabello

    14/09/2012 13:24:45

    já teve jogo do corinthians mais tarde (22hs) com público bem maior!!!

  47. Carlos

    14/09/2012 13:21:06

    Quando o Fielzão de Itaquera estiver pronto, com seus quase 70 mil lugares, a média do Corinthians vai subir muito.Será possível até trazer de volta o torcedor mais humilde, com ingressos baratos nas arquibancadas atrás dos gols.Desse modo, o Corinthians estará contribuindo, humildemente, para a melhora das vergonhosas médias de público do futebol brasileiro.

  48. Carlos

    14/09/2012 13:14:29

    Foi o primeiro jogo de meio-de-semana do Corinthians nesse horário. E foi o que menos público teve, pois, como todo mundo que mora em São Paulo sabe, é muito difícil sair do trabalho e chegar ao estádio tão cedo, enfrentando o trânsito em horário de rush.

  49. Carlos

    14/09/2012 13:09:58

    É um absurdo o Corinthians receber uma remuneração pelos direitos televisivos pouco maior do que os demais grandes clubes brasileiros, tendo em conta o abismo que, em termos de mística, tamanho e paixão de torcida, e potencial econômico, o separa deles. Absurdo ainda maior é o Corinthians receber uma remuneração igual à do Flamengo, um clube que tem, tradicionalmente, a sua grandeza sobredimensionada pela imprensa carioca. A desproporção entre Corinthians e Flamengo nunca foi tão evidente quanto agora. O Time do Povo é o atual campeão brasileiro e, invicto, da Libertadores; o time da Globo é candidato ao rebaixamento no Brasileirão. O Time do Povo continua, como sempre, a ser apoiado pela Fiel, e um bem sucedido plano de sócio-torcedor contribui para a liderança nos quesitos público e, com folga, renda (com números que seriam, com certeza, muito maiores se o Corinthians mandasse seus jogos em um estádio maior – o que deve passar a acontecer com o advento do Fielzão de Itaquera); o Flamengo teve revelada a sua condição de ter uma “torcida de Maracanã”, que só frequenta o estádio com a facilidade de localização, condução farta e grande disponibilidade de lugares (a qual sempre garantiu altas médias de público, pois bastavam poucos jogos de casa cheia para, muitas vezes, se atingir uma média superior a de todos os outros clubes). Na prática, o Corinthians subvenciona o futebol brasileiro (e ainda tem que aturar esse discurso medíocre e pseudoconsciente que faz terrorismo com “o perigo da ‘espanholização’ do futebol brasileiro”), sendo que o maior beneficiado da subvenção corinthiana é o Flamengo.

  50. EudesMoysa

    14/09/2012 13:08:38

    Assim como o Paulistão se transformou no Paulistinha, o Brasileirão corre pra se transformar no Brazuquinha.Culpa de Diretorias que só tem os $$$ como meta e o monopólio da Rede Globo na transmissão dos jogos, principalmente com o estúpido horário das 22 horas !

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso