Blog do Juca Kfouri

Cena olímpica

Juca Kfouri

Acaba o jogo que classifica a Rússia para a final do vôlei masculino, em Earls Court, contra o Brasil ou contra a Itãlia, que despachou os campeões olímpicos dos Estados Unidos.

O número 8 do time russo, Sergey Tetyukhin, 37 anos, nascido no Uzbequistão, festeja na quadra a vitória dura por 3 a 1 sobre a Bulgária e depois se dirige ao fundo do ginásio, salta dois obstáculos e se abraça longamente a uma senhora entre ele e a grade da arquibancada.

Terminado o abraço com a senhora, Tetyukhin repete o gesto, agora com um senhor.

A senhora chora copiosamente.

O senhor também.

São seus pais, imagino da tribuna de imprensa.

Fico comovido com a cena e vou atrás, saber exatamente quem são.

Não os encontro mais.

Mas dou o dia por ganho, ainda antes do jogo entre Brasil e Itália.

Deve ser a saudade…

  1. Marco Aurelio

    10/08/2012 20:17:13

    Tenha certeza que se o Brasil ganhar o ouro no futebol, será algo inédito que acrescenta muito. Também o tri no volei nos coloca em situação mais "digna" do Brasil. Quanto ao espirito olimpico...não dá para entrar nisso sem querer ganhar. È o jogo da vida. O importante é competir, mas com preparo para vencer.

  2. Ester

    10/08/2012 18:04:12

    Brasileiros, russos, os pais são todos iguais, É muito bom assistir os filhos conquistando metas. E quando a gente escuta comentarista falando em frieza de um ou de outro percebemos que alguns microfones estão com as pessoas erradas.Parabéns, Juca, estas emoções é que valem a pena, afinal.

  3. Teobaldo

    10/08/2012 17:03:42

    Prezado JucaSe você puder veja a entrevista com os pais do Esquiva e do Yamaguchi Falcäo na casa deles. Aquilo sim emociona. Um abraço.

  4. Fernando Loia

    10/08/2012 14:59:41

    Ouro nenhum é fundamental, assim como nenhuma prata ou bronze. Medalha nenhuma é fundamental p/ o Brasil. É legal ganhar ?!? claro q é, principalmente p/ o atleta. Dá orgulho quando um atleta Brasileiro ganha ?!? claro q dá, mas não é fundamental. Fundamental é ter uma política de investimento nos esportes, sem se preocupar c/ resultados. Investir em esportes e cultura p/ melhorar q qualidade do povo, isso sim é fundamental. No mais, uma cena como essa descrita pelo Juca, vale mais q qualquer medalha. Esse é o espírito olímpico. O de se emocionar, muito mais do que o de ganhar !!!

  5. Alex Gutenberg

    10/08/2012 14:59:05

    É a falta do abraço das netas, Juca. Imagine uma delas disputando uma Olimpíada?

  6. Reinaldo

    10/08/2012 14:43:29

    Pobre comentário. Vc não entendeu nada

  7. Rui

    10/08/2012 14:37:15

    Por isso que sempre digo que o esporte é a novela da vida real.Que Carminha e Nina q nada. No esporte as emoções não são pré-gravadas.E talvez a melhor coisa coletiva q o ser humano já inventou.

  8. Marco Aurelio

    10/08/2012 13:53:37

    Esse ouro é fundamental para o Brasil, como também o de amanhã, no futebol. As demais possibilidades(mesmo o volei feminino) dou como "lucro". Não no todo da competição, mas nas medalhas envolvidas(boxe, por exemplo, que seria inédita, me parece). Quanto à saudades...está terminando, Juca. Daqui a pouco você verá sua familia. Passa muito rápido. E daqui do Brasil, deu para perceber que, como era de se esperar, eles sabem fazer muito bem as Olimpíadas. Já dei opinião de que Copa e Olimpíadas deviam ter sedes permanentes(Inglaterra, EUA e Japão ou China). Evitaria toda essa corrupção que envolve o dinheiro público, CBF, Fifa, COB, COI, etc...

  9. Antônio Neto

    10/08/2012 13:49:07

    Parabéns Juca. Ótima "fotografia" de um momento de sensibilidade. Penso que só a Olimpíada pode dar isso a nós, e só pode vir de atletas que são atletas de verdade, que sentem o que é estar participando de uma Olimpíada.

  10. Silvano César

    10/08/2012 13:42:59

    Juca, então procura os pais de um jogador nosso...vai.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso