Blog do Juca Kfouri

O excepcional mundo da Fifa

Juca Kfouri

Jornal Brasil de Fato
O excepcional mundo da Fifa

Projeto de Lei da Copa vai para o Congresso cheio de regalias à Fifa, confirmando conceito de “cidades de exceção”, de Carlos Vainer. A Fifa ainda acha pouco.

Vinicius Mansur
de Brasília (DF)

O GOVERNO FEDERAL enviou o o PL 2330/11 à Câmara dos Deputados no último dia 19.

A provação do projeto é uma das exigências da Fifa ao Estado brasileiro para a realização da Copa das Confederações de 2013 e da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

O texto está recheado de privilégios aos donos do futebol internacional, mas os principais atores desse processo se esforçam para dar outra interpretação.

De um lado, o governo brasileiro, através de declarações da Casa Civil à imprensa, afirmou não se subordinar às ameaças da Fifa e garantiu o direito de idosos pagarem meia entrada nos jogos, transferiu as decisões sobre a meia entrada para estudantes e sobre o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios para o âmbito estadual, não deu a urgência esperada pela entidade à tramitação do PL, entre outras.

Por outro lado, a Fifa, que em geral elogia rapidamente as medidas governamentais a seu favor, não se pronunciou sobre o PL.

E como o contrato entre as partes estabelece o dia 1º de junho de 2012 como prazo final para rescisão sem pagamento de multa, ou seja, cancelamento da Copa no Brasil, a Fifa segue suas chantagens de bastidores como um jovem mimado dono da bola: ou acata-se todos seus desejos, ou não há jogo.

Também não agrada a Fifa a obrigatoriedade de fazer um vídeo de ao menos 6 minutos, no máximo até duas horas depois da partida, e ceder pelo menos 10% de cada partida e 30 segundos das cerimônias de abertura e encerramento da Copa às emissoras brasileiras que não compraram os direitos de transmissão.

“As áreas escolhidas viram exclusividade da Fifa. Até o transporte coletivo se transformará em mostruário de publicidade cedida a essas instituições privadas internacionais”

O que diz a lei

O projeto de Lei Geral da Copa 2014 se dedica, sobretudo, à propriedade intelectual de símbolos e marcas da Fifa e da Copa. Apesar da legislação brasileira já abarcar o tema, a Fifa será privilegiada com uma lei específi ca para proteger os seus “produtos simbólicos”.

O parágrafo 2º do artigo 5º do projeto deixa clara a exceção aberta à entidade: “A concessão e manutenção das proteções especiais das marcas de alto renome e das marcas notoriamente conhecidas [da Fifa] deverão observar as leis e regulamentos aplicáveis no Brasil após o término do prazo estabelecido no [31 de dezembro de 2014]”.

“A cidade é expropriada do controle do seu próprio território. Tanto é que o prefeito do Rio entregou a chave ao Joseph Blatter, um cidadão denunciado na Europa por corrupção”

As marcas e símbolos Fifa e Copa do Mundo terão tratamento especial do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi), podendo ser registrados de graça e em até 60 dias. A falsificação e comercialização – sem aval da Fifa – destes símbolos serão considerados crimes com punição de até um ano de cadeia ou multa. O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), órgão gestor de domínios na internet, deverá impedir o registro de qualquer domínio que lembre as marcas da Copa e da Fifa. Para evitar a promoção de eventos ou empresas em cima de suas marcas, a Fifa inseriu no PL a proibição ao que chama de “marketing de emboscada por associação” e “marketing de emboscada por intrusão”, o que lhe dá poderes de “quase censura”. (Veja o box “Conf itos com as marcas da Fifa”).

Controle do território

O PL proíbe diversas modalidades de publicidade nos chamados “Locais Oficiais de Competição” e nas suas imediações – as suas principais vias de acesso e lugares que sejam claramente visíveis a partir daqueles, diz o texto do projeto. Na prática, estes locais tornam-se quase uma jurisdição da Fifa. O comércio nessas imediações, inclusive os legalizados, não só os informais, correm risco de fechamento. Nos megaeventos esportivos, só os parceiros oficiais de seus realizadores tem atividade comercial liberada nessas áreas.

“Um bar que vende uma cerveja que não seja aquela patrocinadora da Fifa corre o risco de ser fechado. Nos Jogos Pan-Americanos [no Rio, em 2007], o contrato feito pelo comitê organizador com uma empresa de comida rápida levou as pessoas a serem revistadas para ver se não estavam levando um sanduíche ‘ilegal’. O Ministério Público entrou com uma ação e essa revista acabou sendo suspensa. Os táxis não podiam entrar dentro da Vila Olímpica para pegar passageiros. Com a Lei Geral da Copa, as áreas escolhidas pelo comitê organizador viram exclusividade publicitária da Fifa, até o transporte coletivo se transformará em mostruário de publicidade cedida gratuitamente a essas instituições privadas internacionais”, exemplifica o professor titular de Planejamento Urbano e Regional da UFRJ, Carlos Vainer.

Os ingressos para o mundial terão seus preços definidos pela Fifa e não precisarão constar nos bilhetes, como o Estatuto do Torcedor obriga

Vainer trabalha com o conceito de “cidades de exceção” para definir a transformação pela qual passam as cidades, especialmente aquelas sedes de megaeventos esportivos: “A cidade é expropriada do controle do seu próprio território. Não espanta que o prefeito do Rio tenha entregue a chave ao senhor Joseph Blatter [presidente da Fifa], um cidadão que vem sendo denunciado na Europa por corrupção. A cidade não o elegeu cidadão, não entregou poderes de governo a uma instituição privada sobre a cidade”.

O PL diz também que o acesso das pessoas e da imprensa aos eventos será controlado de forma absoluta pela Fifa e ela poderá colocar dentro do estádio – e até do país – quem bem entender. Os vistos e permissões serão emitidos em caráter prioritário, sem qualquer custo, para todos os indicados pela organização do evento, com algumas restrições previstas pelo Conselho Nacional de Imigração.

Mais um exemplo que confirma o conceito de cidades de exceção. “É da natureza de todo Estado soberano determinar como se faz o ingresso dos estrangeiros em seu território. Mas essa lei entrega a uma instituição privada o poder consular, isso é anti-constitucional, mas é uma lei enviada pelo governo nacional. Assim se constrói a legislação de exceção, que tem a forma da legalidade, mas na verdade fica à margem da lei – na medida em que a lei tem como princípios fundamentais a universalidade e a impessoalidade – gerando uma lei especial para alguns privilegiados e entregando a cidade ao desregramento total”, explica.

Apesar de não constarem no PL, caminha nesse mesmo sentido a série de incentivos econômicos dados pelo Estado a entidade máxima do futebol mundial (veja o box “Outros privilégios à Fifa”). Por exemplo, o Regime Diferenciado de Contratação (RDC), aprovado em agosto deste ano, é mais uma lei criada exclusivamente para as licitações e contratos relativos
aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 e à Copa 2014, flexibilizando a contratação, permitindo sigilo dos custos das obras, dispensa publicação no Diário Oficial e permite que os municípios e os estados se endividem acima dos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Essa lei entrega a uma instituição privada o poder consular, isso é anticonstitucional, mas é uma lei enviada pelo governo nacional”

“O governo diz que o RDC permite controle, redução de custos, por que não usá-lo também para escolas e hospitais? Se é tão bom, por que não é geral? Por que municípios não podem se endividar acima dos limites para combater enchentes, para fazer esgotamento sanitário, etc., mas pode para fazer um estádio?”, indaga Vainer.

Enquanto isso, a consultoria legislativa do Senado informou, no último dia 20, que as obras do Mundial de 2014 ficaram R$ 6,829 bilhões mais caras de janeiro a setembro deste ano – aumento de 28,7% em oito meses.

Estatuto do Torcedor

Os ingressos para o mundial terão seus preços definidos exclusivamente pela Fifa e não precisarão constar nos bilhetes, como o Estatuto do Torcedor obriga no Brasil. Assim, os ingressos poderão oscilar de preço no transcorrer da competição. Há também um conflito quanto ao cancelamento, adiamento ou mudança de local do evento esportivo. Caso estas situações ocorram por conta de seu organizador, a lei brasileira diz que aqueles que já adquiriram o ingresso têm direito à devolução do valor pago e também indenização por eventuais custos que tenha tido.

———————————————————-
Outros privilégios à Fifa
• Isenção do adiantamento de custas, emolumentos, caução, honorários periciais e quaisquer outras despesas devidas aos órgãos da Justiça Federal, da Justiça do Trabalho, da Justiça Militar da União, da Justiça Eleitoral e da Justiça do Distrito Federal e Territórios, em qualquer instância, e aos tribunais superiores, assim como não serão condenados em custas e despesas processuais, salvo comprovada má-fé.
• A Lei nº 12.350, de dezembro de 2010, garante isenção fiscal à Fifa e ao Comitê Organizador Local (COL) da Copa. A expectativa é que haja uma renúncia de impostos de cerca de R$ 1,2 bilhão, sendo R$ 900 de tributos federais e R$ 300 milhões do Imposto Sobre Serviços (ISS), arrecadado pelos municípios.
• O Decreto nº 7.319, de setembro do mesmo ano, também regulamentou a isenção da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins), do Programa de Interação Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) para as obras de reforma e construção de estádios usados no mundial.
———————————————————-
Tramitação
O governo enviou o PL 2330/11 com pedido de prioridade, e não de urgência, como queria a Fifa. Ele será analisado por comissão especial, onde deverão estar integrantes das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; de Defesa do Consumidor; de Turismo e Desporto; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou que a proposta só deve ser votada pela Casa no ano que vem.
———————————————————-

Conflitos com as “marcas” da Fifa
Os caprichos da Fifa irritaram muitos sul-africanos na Copa de 2010. A companhia aérea Kulula ironizou as restrições feitas em benefício da Fifa e fez um anúncio publicitário, em março de 2010, dizendo-se “A transportadora Nacional Não-Oficial da Você-Sabe-o-Que”. A peça trazia desenho de estádios, apitos, bolas de futebol, bandeiras da África do Sul e as cornetas “vuvuzelas”. Em um comunicado, a Fifa disse que não proibia o uso dos desenhos. Segundo a entidade, é a combinação desses elementos que foi proibida, classificados como “marketing de emboscada”. A Kulula retirou a peça de circulação. Dias depois, lançou novo anúncio com o slogan “Não no próximo ano, não no ano passado, mas em algum lugar no meio” e em letras menores “Há várias outras razões para viajar o nosso país este ano além daquela coisa que não nos atreveríamos a mencionar”. No novo desenho, os publicitários chamaram as vuvuzelas de “definitivamente, definitivamente um pino de golfe”, a bandeira da África do Sul tornou-se “toalha de praia colorida”, bolas de outros esportes substituíram as de futebol e o estádio foi substituído pela ponte suspensa do rio Storms. A irritação sul-africana com a entidade também fez surgir camisetas com a inscrição “Mafifa” e o movimento com nome cujo trocadilho é intraduzível: “Fick Fufa“.

  1. Pablo

    13/10/2011 19:18:58

    Pois é, aqui no RS está acontecendo o que temiamos quando o Brasil foi anunciado para ser sede da copa, os interesses particulares e a troca de favores entre empresa e poder público está escancarada. É realmente um vergonha tudo isso o que está acontecendo com o consentimento da imprensa gaúcha.

  2. Mauricio Silva

    03/10/2011 20:57:25

    Realmente a entrevista foi maravilhosa! Quando é que ela vai ser divulgada no site do programa para que eu possa repassar para todos meus contatos que não assistiram!!

  3. raphael correia

    02/10/2011 20:50:01

    Não irei comentar sobre o barulho que estão fazendo sem fraudes confirmadas ...nossa historia merece que façamos até mais barulho sobre nossas "peculiaridades"..A copa provavelmente acontecera aqui ...porém a expressão elefantes brancos principalmente em estados economicamente não prósperos como os do sul e sudeste....Posso escrever um texto acadêmico para expondo porque estão sendo preconceituosos ,burros sem visão...porém só peço que olhem para historia recente dos anos 80 para cá sobre a formação recente de grandes concentrações esportivas e de torcedores ...sobre as características da cidade que sugiram a do Estado da economia para falarem de elefantes brancos.

  4. MARLO WERKA

    02/10/2011 13:01:37

    Juca, mais uma vez venho aqui para te mandar um PARABÉNS, em caixa alta mesmo, pelo Programa Juca Entrevista. A entrevista com o Professor foi com uma "ressaca", porém antes da bebedeira. Ouvir o professor falar é como imaginar a náusea e a dor de cabeça após a Copa. Ouvir o Professor falar que, para nós que amamos o futebol, infelizmente, a Copa não é em espetáculo de futebol e sim um negócio, é como tropeçar correndo para cobra o pênalti... Brilhante...Grande abraço!

  5. Jaison

    01/10/2011 21:38:37

    Juca, atenção para os absurdos que estão por ocorrer no Rio Grande do Sul. Pode ocorrer aqui o mesmo esquema odebrech/corinthians, com protagonistas diferentes, Andrade Gutierrez/ Internacional. Já há um movimento politico, formado por Henrique Fontana, Adão Vilaverde, Manuela, Tarso Genro para permutar obras federais em troca da AG financiar e executar a obra no Beira-rio.Para ti teres ideia do perigo que nós contribuintes estamos correndo, infelizmente até colegas teus de crônica estão participando dessa farra. olha só o que escreveu ontem no Twiter o comentarista do Grupo RBS, Wianey Carlet."Só dona Dilma resolve este rolo entre Inter e Andrade Gutierrez. Ou a AG não quer mais pegar obras federais?"O que podemos deduzir dessa declaração está ocorrendo chantagem? Espero que tenhas um tempinho para investigar e quem saber repercutir de forma nacional os absurdos que estão ocorrendo aqui, existe muito escândalos abafados pela afiliada da rede globo. Recentemente sabe-se que a AndradeGutierrez condenou fundações realizadas por empresas ligadas ao ex-presidente do Inter Vitorio Pifero quanto este ainda era presidente isso nos anos de 2009 e 2010, na ordem de 30 milhões de reais, o que teria acontecido? Economizou material para lucrar mais, foi superfaturado? o Pior de tudo é que a referida reforma conta com isenções fiscais! Ou seja perde o contribuinte e lucra o empreitero!

  6. Rubens

    01/10/2011 15:14:51

    Há mais ou menos um ano, ANDREW JENNINGS, em entrevista ao Estadão, denunciou a tática da FIFA para pressionar o governo brasileiro:“Há algumas semanas, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, deu um piti público cobrando o governo brasileiro para que acelerasse as construções para a Copa. Estranhei muito, porque não imagino que o governo brasileiro se recusaria a financiar uma Copa. Vocês são loucos por futebol, estão desenvolvendo sua economia, têm recursos e podem achar dinheiro para isso. Uma fonte havia me dito que Valcke e Ricardo Teixeira tinham tirado férias juntos, estavam de bem. Então, o que está por trás dessa gritaria? É pressão para o governo brasileiro colocar mais dinheiro público nas mãos da CBF.”A tática é conhecida porque já foi empregada na África do Sul, inclusive com a ameaça de retirar a Copa do país sul-africano.Mas acho muito curioso como a imprensa brasileira faz bem o jogo da máfia da FIFA, repetindo insistentemente a chantagem.

  7. Danilo Naves

    01/10/2011 11:47:52

    Será que sou apenas eu que acha que o Brasil sediar essa copa é a maior barca furada dos últimos tempos

  8. Jorge Pereira Filho

    01/10/2011 09:38:52

    Belíssima matéria. Parabéns ao Brasil de Fato (www.brasildefato.com.br)!

  9. Paulo

    01/10/2011 09:10:37

    Mande a FIFA para tonga da mironga do caburetê. Que vão mandar na areia deles não na nossa. Espero que o Governo não abra as pernas fácil, como costumeiramente fazem nossos politicos para terem algum previlégio. O território Brasil é nosso, é soberania nossa, dos brasileiros e não da Fifa.

  10. Alexandre

    01/10/2011 08:45:18

    É INACEITÁVEL que a legislação brasileira tenha de ser modificada por IMPOSIÇÃO da FIFA. Venda de bebidas em estádios tem de continuar proibida! Desconto em ingressos para idosos e estudantes deve ser permitido. Se a FIFA não concorda, que trate de engolir seco tudo isso. Ou substitua o Brasil por outro país - quero ver uma Copa sem o Brasil!! E PONTO FINAL!!!!

  11. WALAS ES

    01/10/2011 07:37:21

    Como dizem os "antigos",o combinado não é caro.A FIFA não veio oferecer o mundial para o Brasil organizar,foi o governo e a CBF que se propuseram á organizá-lo,aceitando as regras da FIFA,então se foi tudo combinado previamente,textos como estes são tiro na água.

  12. Renato Rasiko

    01/10/2011 06:34:16

    Ñão tenho nenhuma dúvida em afirmar que toda e qualquer pessoa consciente e íntegra deve ser contra essa Copa. É um acinte que só os que não têm nenhuma vergonha na cara são passivos e omissos o suficiente pra aceitar tão descarada e grosseira manipulação.O que estamos vendo é o ápice do absurdo, do desmando, da falta de respeito, da corrupção generalizada e do 'cagar de montão' pra quem estiver na reta do super-faturamento.E isso enquanto o país inteiro clama por verbas, principalmente, na saúde e na educação. Mas como o que eles querem é manter o povo na ignorância e na debilidade física e mental pra facilitar a manipulação, faz sentido.É verdade que quando a bola rola não consigo evitar de dar uma olhadinha na tela (quem sabe a beleza da arte mostre sua cara), mas que o mundo do futebol tá dando nojo, asco, repulsa e desprezo, ah, isso tá!Será que os 'astros' têm consciência de que são meras massa de manobra, atrações maiores de um circo onde o palhaço somos nós, mas quem tem a alma corrompida são eles?Não, não sou tão ingênuo assim. É apenas uma tomada de posição. Pode chamar de 'protesto'... se quiser.

  13. Maranhão

    01/10/2011 06:31:10

    O jogo em Belém do Pará fez acender uma forte luz amarela naqueles que, por interesse político ou simplesmente por ignorância, torcem contra uma boa Copa no Brasil. O comportamento exemplar da torcida e o bom futebol do time trouxeram o medo (na verdade pânico) de que a Copa possa ser um bom evento, dentro e fora do campo. Péssima notícia para os tucanos paulistas que sabem que o evento em questão será realizado alguns meses antes das eleições de 2.014 e apostam tudo num fracasso...

  14. JP

    01/10/2011 02:11:18

    Fuck FIFA, Fuck CBF, Fuck seleção de mercenários, Fuck figurões (Ronaldinho, Neymar, Adriano...). Futebol? Só os times pequenos, os de várzea, os de cidades pequenas.

  15. André Bergamo

    01/10/2011 00:08:40

    Capaz de o ingresso pra deficiente ser até mais caro do que os ingressos de quem não tem deficiência, por se tratar de um espaço "especial", rsrsrs.Uma coisa eu tenho certeza, essa lei aí que vigora no Rio não vai valer na Copa.Crachá da FIFA, só assim entra de graça (isso se for considerado amigo dela, rsrs), porque senão nem entrar entra, pode chamar o Papa que não adianta.Se bobear, o crachá dos amigos serão diferenciados dos inimigos, onde um entra e senta-se a vontade, o outro será levado até uma sala de convidados, quando estiver cheia, vai um lá e tranca todo mundo, só volta e abre depois de 1 hora que acabou o jogo, rsrsrs.Juca já tô te alertando pra não cair na sala de espera dos leões hein! , rsrsrs.

  16. Terceiro mundo

    01/10/2011 00:01:55

    Mais triste é privilegiar um único clube de um estado brasileiro, onde o poder federal não reproduz o seu sucesso, financiando contra essa ameaça, às custas dos contribuintes!

  17. ARTHUR

    30/09/2011 22:14:03

    Vamos fazer mais. Vamos boicotar os produtos e serviços de todos os patrocinadores da FIFA e da CBF, isso tem que ser pra ja. Minha parte ja estou fazendo.

  18. Douglas

    30/09/2011 17:05:01

    Será que uma Copa do Mundo Vale tanto assim

  19. Batista

    30/09/2011 16:48:34

    A FIFA pode proibir o que ela quizer, ela não conhece os brasileiros. Eu aposto que teremos uma enchurrada de produtos falsificados sendo vendidos por camelôs em todos os estados, principalmente no Rio de Janeiro. Vai ter gente tomando cerveja nacional dentro do estádio e o símbolo deles estará estampado nos muros e avenidas, e não vai ter cadeia suficiente pra prender os milhões de infratores. Eles não sabem que nós somos anarquistas por natureza.

  20. Rubens Durães

    30/09/2011 16:13:47

    Tanto se fala que o Brasil está na crista da onda, que o futuro chegou e que somos a bola da vez... pra mim tudo balela, a condição atual da economia nos deixa em destaque, mas a nossa corrupção e impunidade nos mantém no mesmo lugar de sempre e para piorar, estão rifando a nossa soberania, que nunca foi lá estas coisas, mas se cedermos já era. Um pais sem soberania sobre as suas leis não existe enquanto Nação, lamentável.

  21. Henrique

    30/09/2011 15:44:41

    Foi patética a entrevista do ministro dos esportes no programa arena sportv.Tentou explicar o inexplicável.Concordar com as exigências da FIFA é um absurdo.Os paises de primeiro mundo também se submetem a tais exigências?

  22. Azrael

    30/09/2011 14:01:02

    E destes você deve ser o principal, provavelmente acredita na globo, ama o galvão, acha que os empresários estão tentando melhorar este país e também que a população está levando algum "por fora" nesta jogada e se a capa não ficar legal deverá ter algum orgulho, mesmo sabendo que os únicos frustrados seremos nós o povo, porque o RT a FIFA e os corruptos tupiniquins, já terão levado os deles!

  23. Fernando Salvador

    30/09/2011 13:42:12

    Isso foi combinado antes? Tipo "Brasil, se vc quiser a copa, as condições são estas...""e precisa ter uma lei assim"...Se foi, não adianta reclamar, já que o combinado não é barato e nem caro.+++Se melar a copa, vão terminar os estádios, ou nunca mais teremos o Maracanã?

  24. Roberto Torcedor

    30/09/2011 13:40:07

    E ainda tem gente que achou o máximo uma copa no Brasil.Por mim, pode levar esta m... pra onde quiser.Eu fico indignado em saber que Manaus capta 12% do esgoto que a cidade produz e trata 38% do coletado. E ainda resolvem gastar mais de 500 milhões de reais na construção de um estádio que virará um elefante branco (o estádio é pra 45 mil pessoas e a soma do público do campeonato todo deste ano foi de 36 mil pessoas, TODOS OS JOGOS). Alguém já fez a conta pra ver quanto de rede de esgotos daria pra fazer com 500 milhões????Eu me sinto enojado com esta história de copa e olimpiada num país que não tem educação, saúde e segurança... estão gastando aos tubos com esta porcaria e esquecendo de quem paga imposto.Mas como é tudo farinha do mesmo saco, o PT (Partido da Trambicagem) se rende à máfia da Fifa. É só gente querendo tirar proveito do em benefício próprio. Uma porcaria de uma instituição chantageando um país em benefício próprio - coisa de mafioso, bandido. É com este tipo de gente que fazemos negócio.Se alguém me disser apenas um benefício que estas porcarias trarão ao país eu mudo minha opinião...E ainda querem ser um país de primeiro mundo...

  25. Andre R.

    30/09/2011 13:38:40

    O ideal seria saber o que o povo quer: COPA ou NÃO COPA.A maioria decide e todos pagam a conta. Fazer o que se vivemos em sociedade.A única coisa que defendo é que a lei que protege os Idosos e Estudantes de pagar Meia-Entrada e a lei de proibição de venda de bebidas alcoólicas, sejam mantidas, pois foram duras batalhas para conseguir aprovar tais leis e são leis que na maior parte das vezes funcionam no Brasil, o que é raro.

  26. Carlos

    30/09/2011 13:31:15

    É uma vergonha, tudo isso financiado com nossos impostos. Um país desse tipo não há futuro. Juventude brasileira tá na hora de abandonar o barco.

  27. Carlao

    30/09/2011 12:25:19

    O Brasil precisa urgentemente de um estadista do calibre de Hugu Chaves. Macho na acepção maxima do termo. Essa safadeza nao pode acontecer solenemente. Chega de palhaçada. Acorda Brasil!!!!!!!!!!!!!!!

  28. Renato tri

    30/09/2011 12:13:15

    Lamentavel o pior

  29. Walter

    30/09/2011 12:12:11

    Juca já escrivi sobre este assunto e fui censurado, mas vou tentar novamente. Com relação à FIFA me sinto como o povo paquistanês, que teve uma força estrangeira invadindo o seu território para ASSASSINAR um terrorista (alías, treinado e mantido financeiramente por eles mesmos) sem autorização do poder constituído. Diante de tudo isto que está sendo se delineado, acho que o povo brasileiro deveria se organizar e destratar todos os organizadores (não com movimentos de rua, mas sim, sem violência, impedindo-os de se locomoverem em nosso território) desta copa, tanto os brasileiros (neste caso eles e respectivas famílias) quanto os estrangeiros. Deve se organizar e impedir que delegações (ambas) cheguem ao estádio (sem violência, pois eles não tem culpa, mas obrigando-os a descerem do onibus e destruindo-o) evitando que as competições aconteçam, para denegrir a imagem desses gangsters que formam a FIFA e a CBF. Não podemos ser ultrajados desta forma por gangsters. Não podemos concordar com estas aberrações. A imprensa deve acompanhar essa votação no congresso e revelar o nome dos congressistas que são a favor desse absurdo, revelar o nome dos parlamentares que votarão a favor desse crime. O Ministério Público, deve pegar esses nomes de parlamentares e processá-los por traição à Pátria, colocando-os na cadeia. Cadê os militares que estão aí para defender nosso território, nossa autonomia territorial e nossa soberania? O que os homens de bem deste País estão esperando para acabar com essa palhaçada. Não posso acreditar que o dinheiro da corrupção tenha cegado todos os envolvidos, deixando-os vender nossa Pátria a mercenários da FIFA e da CBF. Tentei ser moderado para ver se consigo ver minha revolta publicada.

  30. Giovanni Rodrigues

    30/09/2011 12:06:23

    Bom dia Juca,E os direitos das pessoas com deficiência, ninguém comenta? Por Exemplo, no Rio temos uma lei estadual que garante gratuidade nos estádios! Abraço,

  31. ulysses nicida soares

    30/09/2011 12:01:36

    Juca, ainda existem pessoas e jornalistas(poucos) que estão dia e noite lutando por justiça. A bandalheira é tão grande, safada e impune que nossos jovens já se acomodaram, não criticam, não contestam, apenas aceitam. Mas vamos continuar dizendo, mesmo respeitando seu momento de saúde, que é uma vergonha! E que em junho de 2012 possamos comemorar o quê? A Copa ou o seu cancelamento?.....não sei mais nada. Só não quero aceitar comodamente mais outro golpe no nosso povo.

  32. Edson

    30/09/2011 11:59:49

    Prezado Juca.Você acha que em um Brasil (99%) politicamente corrupto a conversa seria diferente..Estamos no BRASIL, aqui os babacas que estão no poder querem é dinheiro fácil e a copa vai ser um mamão com açucar...O QUE TEMOS QUE FAZER É BOICOTAR A COPA..

  33. Massa

    30/09/2011 11:59:22

    Já estou convencido que a Copa é uma fria para os países Sede. O Governo de um país é obrigado a passar por cima de Legislações que ferem inclusive a constituição??? Isso é o quê?? Tudo em prol de um suposto lucro financeiro, lucro esse que no final só fica a favor da Fifa pois as barbaridades que estão sendo feitas na área social com desapropriações e despejos em favor das obras, com desalojamento de famílias sem direito a nenhuma indenização em sem outra moradia?? Isso é ditadura e da braba. Além dos gastos astronômicos em favor da construção de estádios que no final vão virar um rombo no BNDES pois depois que tudo acabar quero ver quem vai ter condições de pagar. Dinheiro do BNDES que seria pra financiar o crescimento do País está sendo alocado, em detrimento de empresas, para construção de estádios. Isso é um absurdo. Melhor desistir dessa Copa antes que seja tarde e antes que o RT encha mais os bolsos e fique ainda mais poderoso pois hoje ele consegue calar uma das mais poderosas redes de comunicação do País e do mundo que é a Globo que depois de falar e ser repreendida e ameaçada pelo dirigente da CBF se calou literalmente. Daí seu Juca, felicito-o pela sua luta contra esse ditador que impera no Brasil.

  34. caipira

    30/09/2011 11:53:08

    Assumir responsabilidades para realizar copa do mundo no Brasil.....foi apenas estratégia politica para politicos(LULA) serem reeleitos....será que ninguem percebeu isso?????

  35. Israel

    30/09/2011 11:52:33

    Lamentável é ver o Brasil numa situação de submissão tão vil, a uma entidade (seja ela qual for. No caso a FIFA). O povo tem o que merece por colocar sujeitos (do tipo que sempre estão lá) para comandar o país, e estes não defedem a soberania do nossa PÁTRIA.Mas como aqui tudo é uma zorra mesmo, então parece estar tudo em casa...Para o pesar de alguns... pelo pouco fazer de muitos... e para alegria (R$) de alguns poucos!Triste assistir isso e ficar com a sensação do nada poder fazer. Embora se possa...

  36. Marcio Souza

    30/09/2011 11:48:31

    Tive a mesma dúvida Mauro.Diga-se de passagem, poucos flagelos são mais dolorosos a um contumaz ocupante de troninho do que a diverticulite.

  37. Mário Garcia

    30/09/2011 11:47:24

    Pessoal, quando o Brasil foi escolhido para ser sede da Copa de 2014, só os donos do Brasil que vibraram, porque vão lucrar e muito com isso, o povão é que vai pagar a conta e ainda por cima ver a Copa do Mundo pela TV, como as outra Copas realizadas fora do Brasil.

  38. Murilo

    30/09/2011 11:40:24

    Me diz uma coisa Juca...cadê aqueles "entusiastas" com discurso pseudo nacionalista, comemorando a escolha do Brasil???O país sendo entregue numa bandeja de prata pra essa MÁFIFA, pra bandidos da pior espécie...aonde estão os entusiastas???O rombo que a MÁFIFA deixará no país nos atrasará por pelo menos 15 anos...se nao for pior.

  39. Marcelo Braga Coringão

    30/09/2011 11:40:20

    Rapaiz... Num quero mais essa porcaria aqui não... Mande esse Gringos pra PQP, vamos valorizar nosso Brasil e nosso Brasileirão e eles que se F..%@$#@.... pra lá....FORA BLATTER, FORA TEIXEIRA... FORA CÓRJA....

  40. Eduardo Alberto J. Amaral

    30/09/2011 11:38:36

    Juca,Acho q o RT está armando uma "licença" estratégica, deixando aparentemente o COL para aquela neta do Havelange, que aliás pode até ser uma pessoa correta e competente, mas faz parte da dinastia, e sabendo disto só tería uma formação completa se soubésse do absurdo que isto representa...Quanto a FIFA, já comentei, que como o COI, não pode ter poderes autônomos e absolutos acima das Constituições dos países filiados. A ONU necessita de um Conselho, específico para controle dos Eventos Desportivos, que garanta a Lei Maior dos países, e coíba qq atividade déspota e exploradora destas entidades, que acabam se tornando altamente suspeitas, com suas absurdas exigências...

  41. Andre

    30/09/2011 11:37:27

    O pior Juca, é que tem parte da população que ainda defende a Copa no Brasil e que acha que eles irão usufruir do evento no país...Vai entender... Essa matéria me dá até nojo de acompanhar futebol...

  42. Marcio

    30/09/2011 11:37:08

    Ele poderia renunciar a presidência da CBF para cuidar de sua saúde, e assim poder viver muitos anos na cadeia.Pena que isso é uma utopia.

  43. Diego Araujo

    30/09/2011 11:35:15

    Bom dia,Estou de acordo com os termos da Fifa, um evento desses simplesmente vai transforma a visão do mundo do Brasil, alem de criar milhões de empregos, e que paga tem razão a copa só existe porque algumas empresas pagam e caro pela sua existencia.E justo.

  44. chechél

    30/09/2011 11:33:22

    Na realidade, isto parece mais uma piada. Quem inventou esta de fazer a copa no Brasil, simplesmente lavou as mãos e ta de bom na história, só recebendo homenagens por ai. Deveríamos fazer uma revolução e mandar esta máfia da FIFA para o inferno.

  45. Rachid

    30/09/2011 11:32:08

    Manda essa copa pros EUA!

  46. Azrael

    30/09/2011 11:28:14

    É a soberania do país sendo colocada à prova mais uma vez. Infelizmente a bancada da bola é forte e não é lá grande o esforço para que os mandos e desmandos da FIFA sejam coibidos de uma vez por todas.Ora, se o manhoso é dono da bola, leve-a para onde quiser. O Brasil é o país do futebol independente de uma instituição fraudulenta e sem pudor que quer colocar acima de um país inteiro os seus interesses e os de seus associados.Lamentável...

  47. Alexandre Bueno

    30/09/2011 11:27:38

    O Caderno de Encargos já previa isso. No contrato da África do Sul as mesmas restrições e regalias estavam previstas. Basta ir ao Google, baixar o documento e analisá-lo. Eu sei, eu sei...dá trabalho...Parece que não só as obras da Copa estão atrasadas. Os jornalistas também.

  48. ARMANDO CORREA

    30/09/2011 11:25:59

    E aí, o que um cidadão decente e que certamente gostaria de ver o seu país sendo respeitado no mundo todo, pela sua grandeza, tanto economica, como moral, pode fazer..............................................................................................................................................Juca, continuo vendo poucos, aliás, pouquissimos na imprensa, que como voce,ainda lutam para por um fim nessa sujeira toda. Porque pra mim, isso não possa deuma enorme sujeira. AC

  49. Mauro Araújo Júnior

    30/09/2011 11:18:11

    Bom dia Juca,Se isto ocorreu nos EUA em 1994, na França em 1998, na Korea e Japão em 2002, na Alemanha em 2006 e na Africa do Sul em 2010, não critico que ocorra o mesmo no Brasil em 2014.Mas se isto está ocorrendo somente no Brasil aí não. Ministério Público Federal neles.Mudando de assunto, o recente problema de inflamação no cólon do nosso amado presidente do COL, será que tem alguma coisa haver com a entrevista dele à revista piauí, quando o mesmo já relatava que estava defecando em demasia?

  50. Elcio Messias Junior

    30/09/2011 11:15:13

    brasil, um pais de TOLOS!!!!!!!!!!!!!!!!

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso