Blog do Juca Kfouri

De novo “essa gente diferenciada”?

Juca Kfouri

Por SÉRGIO ALVARENGA*

O verdadeiro patrulhamento que tem se visto a respeito do estádio de futebol que o Corinthians pretende construir no distante Itaquera parece assemelhar-se com a demonstração de preconceito contra “gente diferenciada” que, recentemente, se manifestou no próximo Higienópolis, em episódio que, de tão recente e notório, dispensa rememoração.

A origem de parte das manifestações contrárias à construção do estádio, lá, parece ser a mesma que motivou um abaixo-assinado de um pequeno grupo contra a construção de uma estação do metrô, aqui: preconceito contra a tal “gente diferenciada”.

Assim deduzo por não encontrar qualquer outra explicação lógica.

Evidentemente, não me refiro às manifestações motivadas por paixão/ódio clubístico.

Essas só têm espaço nas discussões de boteco e não em discursos que se pretendem sérios.

Refiro-me àqueles que se posicionam contrariamente adotando uma posição de guardiões do dinheiro público.

Essa é a máscara a esconder a verdadeira motivação e a tentar emprestar um caráter respeitável à indignação.

Na imensa maioria dos casos, porém, não sabem nem do que se fala. Em pouquíssimos, mesmo sabendo-se, o preconceito parece falar mais alto.

Segundo o planejamento, a receita para a construção do estádio vem de duas fontes: financiamento do BNDES e incentivos fiscais.

Pois bem. Financiamento é como um empréstimo. Ou seja, o Corinthians terá que pagar cada centavo desse dinheiro emprestado, e com juros. E essa não é uma possibilidade concedida exclusivamente ao Corinthians, mas também, e não apenas, aos 12 estádios que sediarão partidas da Copa do Mundo. Aos interessados: basta entrar no site do BNDES para ver se atendem aos requisitos, que são públicos. A coisa é tão óbvia que, quanto a esse ponto, a gritaria tem sido pequena, restrita apenas aos totalmente ignorantes.

O ponto que tem gerado maior barulho dos zeladores do dinheiro público é o do incentivo fiscal.

Incentivo fiscal, genericamente falando, é mais um corolário da própria garantia da igualdade, assegurada pela Constituição Federal. É mais um instrumento voltado à distribuição de renda e atenuação das desigualdades.

No modo de produção capitalista, os ideais de igualdade e distribuição de renda passam, obrigatoriamente, pelo desenvolvimento econômico. Cabe ao Estado, consoante orientação Constitucional, agir de forma proativa, fomentando o desenvolvimento em áreas carentes. Nesse contexto se insere o incentivo fiscal, seduzindo particulares a investirem em lugares, até então, pouco atrativos.

É fácil deduzir que não há aporte de dinheiro público. Há o aporte de dinheiro particular, com benefícios fiscais. E uma grande parte dos detratores do projeto não alcança sequer essa obviedade.

Os zeladores um pouquinho mais preparados argumentam que isso seria um sofisma. Não haveria aporte de dinheiro público, mas haveria redução de receita. Ou seja, dinheiro público não sairia, mas deixaria de entrar o que, nessa visão míope, seria a mesma coisa.

Mas não é. Esse raciocínio, sim, e que é um sofisma. Ignora uma questão evidente: o que deixa de entrar, na verdade, não entraria mesmo. Sem o incentivo fiscal, o particular simplesmente deixaria de investir no local, desinteressante economicamente que seria.

Esse é o ponto: o incentivo visa, essencialmente, desenvolver Itaquera, bairro que, é fácil constatar, não é daqueles tratados, historicamente, com mais carinho pelo Poder Público.

O Corinthians beneficia-se com esse incentivo? Sim, claro. Nada mais justo, aliás, já que, não fosse o estádio, a região continuaria pouco atrativa aos olhos de novos investidores, mesmo com incentivos fiscais. É a soma “estádio + incentivo” que levará dinheiro novo e o consequente desenvolvimento à região. E quem se beneficiará, em última instância, é o morador de Itaquera, seja ele corinthiano ou não.

Ora, não é legítimo que os habitantes de Itaquera tenham direito a uma moderna praça de esportes e lazer? O lazer é um direito social reconhecido desde a Declaração Universal dos Direitos dos Homens de 1948 (artigo XXIV). E, hoje, tem expressa previsão Constitucional (Art. 6º). Deve ele ficar restrito aos bairros mais nobres?

Não se pode ignorar, também, os reflexos indiretos da construção do estádio e do aumento de investidores no local. Surgirão incontáveis novos empregos e, reflexamente, novos impostos serão arrecadados. Há minucioso estudo elaborado por respeitadíssima consultoria internacional apontando que acabará se arrecadando muito mais do que se deixará de arrecadar com o incentivo.

Isso sem falar na melhoria de transito na cidade como um todo, em função dos locais que permanecerão no bairro.

E isso sem falar no legado da visibilidade internacional, com claros reflexos no turismo e negócios em geral, que São Paulo ganhará por hospedar a abertura da Copa do Mundo.

Os guardas do dinheiro público, provavelmente até inconscientemente, não se preocupam com Itaquera. Preferiam que esse dinheiro entrasse no cofre central – não entendem que não entraria – para ser aproveitado em outros bairros, mais próximos. O “pessoal diferenciado” não merece esse luxo, devem pensar.

Não atinam que o aumento significativo no número de empregos na região segurará grande parcela dos “diferenciados” em Itaquera, mesmo. Ou seja, bem longe, como parecem querer.

Quem sabe, assim, aquele pequeno grupo não concorde com o metrô em Higienópolis?

*Sérgio Alvarenga é vice-presidente jurídico do Corinthians.

 

  1. Jones 8-1-1

    20/06/2011 14:26:13

    depois que vi quem escreveu isso entendi o "tapar o sol com a peneira" que esse cara tentou fazer...bom, vejamos, quem será o fiador do empréstimo do BNDES????se for a Odebrecht, quem fiscalizará que ela num vai "tomar um prejuízo nessa obra e compenssar em outra, mesmo no entorno"??? porque prejuízo do provavel caloteiro curica ela num irá aceitar, por isso não assinou até agora...outra coisa, é diferente vc dar incentivos fiscais a uma montadora que irá gerar empregos PERMANENTEMENTE do que a um estádio que só irá torrar dinheiro PÚBLICO SIM durante a construção...tome vergonha na cara, faça que nem o Palmeiras, não use do dinheiro do povo...

  2. JORGE PEREIRA

    20/06/2011 11:30:03

    Juca, eu não tinha entendido que este texto não era seu, e logo, por supor que era seu texto, pensei que você concordava com tudo que estava escrito. Logo, fui dormir tentando entender as razões e quase convencido dos argumentos. Afinal você dissesse algo assim nos faz pensar por confiarmos em sua honestidade e prudência. Longe de mim em querer ensinar o mestre. Mas, por favor, da próxima vez deixe mais claro que o texto não é seu e que trata-se da elegante disponibilidade do espaço para divulgar o direito da livre expressão de outros. Obrigado. Abraço.

  3. Eric

    19/06/2011 22:41:52

    "Pois bem. Financiamento é como um empréstimo. Ou seja, o Corinthians terá que pagar cada centavo desse dinheiro emprestado, e com juros."=> O arrogante advogado do Corinthians nos chama de ignorantes, ele próprio se colocando como defensor da "gente diferenciada", mas defendendo que nosso dinheiro seja entregue ao seu clube. O BNDES administra dinheiro público e empresta a taxas subsidiados. Devolver cada centavo aos cofres públicos não é nenhum favor. A propósito, se fosse um financiamento comum, eles poderiam obtê-lo em uma entidade privada. Fazem via BNDES porque o dinheiro público não tem dono, é entregue a juros baixos para financiar projetos de interesse público ou do interesse de quem tem poder.Se renúncia fiscal e financiamento subsidiado não é utilização de dinheiro público, meu caro SÉRGIO ALVARENGA, então, o que seria? Pior que isso só se o governo fizesse tudo e entregasse o Fielzão embrulhado de presente.

  4. Roberclaysoj andrevirso Almeida

    19/06/2011 19:30:49

    Desde 2007 e nada só aguardando nosso dinheiro vão pro inferno.

  5. Tiburcio Lapa

    19/06/2011 19:28:19

    Sérgio de tanto medo nem vou comentar é que tá lá na identificação do seu "emprego" não trabalho que cê é vice-acessor Jurídico, meu Deus? dá uma meda ou é uma meda ..faltou o ere.

  6. Luana

    19/06/2011 18:43:12

    Falou pouco mais falou bonito e perfeitamente!!!!

  7. Edival

    19/06/2011 16:26:54

    Não foi preciso chegar ao fim do texto para saber que seu autor é corintiano. De acordo com seu argumento sou muito burro (e o dono do blog também, a menos que tenha sido convencido pelo sr. Sergio Alvarenga) pois tenha a convicção de que isenção fiscal é dinheiro público.

  8. Nestor Carvalho

    19/06/2011 15:17:42

    Marcos Cintra é um lobo em forma de cordeiro. Para quem não sabe, é um dos idealizadores do Imposto Único, ideia "genial" que acabou se concretizando como sob a forma da famigerada CPMF, outro roubo governamental contra os incautos pagadores de impostos.Ele dizer que não há dinheiro envolvido, que os incentivos são FUMAÇA, é um escárnio.Não se constrói nada com fumaça, e nenhum INVESTIDOR vai colocar dinheiro num negócio para não querer receber de volta, com lucro, mais tarde.E o argumento de que esses impostos não existem e só existirão depois, logo, não há mal em abrir mão deles, é mais uma MENTIRA DESLAVADA.Compre hoje um apartamento na planta. Ele não existe. Seu IPTU só vai existir daqui a dois anos, SE o prédio for construído. Logo, a Prefeitura devia abrir mão dos IPTUs dos apartamento que seriam cobrados depois, certo? Mas acho que não é assim que funciona, não é?Se esse mesmo raciocínio for aplicado a cada empreendimento, ninguém deveria pagar nenhum imposto. Pois era tudo FUMAÇA, antes que os cidadãos de bem metessem a mão no bolso e construíssem a cidade. Nem por isso eles deixam de nos achacar com impostos e taxas cada vez mais extorsivos. Fala sério.....

  9. Nestor Carvalho

    19/06/2011 15:06:41

    Então me ensine a mágica de construir qualquer coisa com dinheiro que não existe!Se vai haver construção, é porque o dinheiro existe. A única diferença é que ele vai ser pago pela Prefeitura aos poucos, deixando de receber os impostos, coisa que no nosso caso ela não faz. Experimente reformar sua casa, ou seu apartamento, e depois pedir que a Prefeitura desconte esse valor do seu IPTU, e você vai ver o que consegue.Vá estudar antes de dizer bobagens publicamente...

  10. Y Timão

    19/06/2011 14:30:24

    Eu vou construir minha casa, planejo gastar X.O governo vem até mim e diz: Empresta-me sua casa depois de pronta por um mês?Eu digo tudo bem.O governo vem novamente até mim e diz: o hóspede exige que você coloque elevadores e mais isso, isso, isso e isso.E eu digo para o governo: ok, coloco tudo isso ai, desde que você me dê a diferença do XXXX mais que vou gastar.O governo me diz: não vou dar nenhuma contribuição.Eu digo: então teu hóspede vai ficar na minha casa de X, se quiser bem, se não quiser, arrume outro lugar.SIMPLES

  11. Chang

    19/06/2011 14:06:40

    Comecei a ler o texto e achei que poderia ser interessante, mas depois de um tempo ficou maçante e fui logo para a conclusão. Nem cheguei a ler porque quem assina o texto é o vice-presidente jurídico do Corinthians. Achei que fosse opinião de alguém imparcial...

  12. André Bergamo

    19/06/2011 14:01:41

    Nossa, por um momento achei que fosse o Bispo Edir Macedo falando.

  13. André Bergamo

    19/06/2011 13:57:15

    Norberto não liga não, o troco de 100ni que nós demos neles tá doendo até agora.Abraço.

  14. Ricardo

    19/06/2011 13:03:57

    Na verdade é só circo mesmo, rs, porque com o que estao gastando de dinheiro com ocpa e olimpiada nao vai sobrar para comprar o pao...

  15. Adilson - São Paulo

    19/06/2011 11:32:16

    Tem gente que não entende que quando roubam o dinheiro público e dele que está sendo roubado.Não consegue entender que quando compra um carro, um tênis, uma camisa, feijão e arroz, esses ladrões estiveão colocando uma arma na cabeça dele e roubando o dinheiro da sua carteira. O seu dinheiro que foi ganho com muito suor e trabalho. É disso que se trata desvio de dinheiro público.Lembre-se que toda vez que for a um posto abastecer seu carro ou sua motocicleta, vc está sendo roubado, está pagando mais do que deveria, pois mais da metade do preço do combustível que pagar é de impostos. Lembre-se que a próxima compra que fizer, qualquer que seja, estará sendo roubado, isso mesmo. Roubado. A próxima compra pode ser hoje, agora quando for a um Shopping Center almoçar. Vc começará a ser roubado por estes ladrões de dinheiro público, quando tomar banho, pois na energia elétrica ou gás, há um imposto enorme. Depois quando se vestir, acontecerá o mesmo. Poderia estar usando uma roupa melhor, se não tivesse tanto desvio de impostos. Então quando ligar o carro, estarão sangrando a suas economias e o seu salário, pois a gasolina deveria se chamar, impostolina, tanto imposto que tem. Quando for estacionar o seu carro, TOME MAIS IMPOSTO, só para largar a mão de ser burro, e quando pedir a conta no restaurante, TOME MAIS IMPOSTO, mais uma vez tomando na tarraqueta. Então lembre-se, quando passar aquele carrão de 200 mil reais do seu lado, que muito provavelmente estará nele um dos que se beneficiam do SEU dinheiro.Na prática é isso que acontece. VOCÉ É ROUBADO.

  16. Julio Moretti

    19/06/2011 09:34:59

    Jorge,Sem dúvida, é muito legítimo.Só que o cidadão pagará R$ 500,00 para usar a sua praça de esportes em Itaquera...Abs

  17. Rafael

    19/06/2011 08:11:29

    Será que se eu tivesse uma dívida superior a R$120.000.000,00 e patrimônio insuficiente como garantia conseguiria obter um empréstimo desse porte junto ao BNDES? Acho que nao...

  18. jose francisco santoro

    19/06/2011 03:44:05

    Interessante o vice do Corinthians chamar äpenas¨ (entre aspas) alguns de ignorantes.Quantos seriam? Mil,cem mil,um milhão? Difícil é aceitar a argumentação perfeita dos que são contra.Se o Corinthinas quer fazer o seu estádio,tem todo o direito.Até de usar o dinheiro do BNDES,já que vai pagar por êle.Mas o projeto original era de 240 milhôes,dito e comprometido pelo presidente do Corinthians.Agora já se fala em um bilhão,e nós sabemos o que vai virar o bilhão.E sr.vice presidente do Corinthians...o que aconteceu com o Engenhão??Desenvolveu o bairro onde foi construído? Estava lotado hoje num importante jogo do Brasileirão?(6.500 pagantes no jogo FluminensexBahia).Leia os outros comentários acima,sr.vice presidente,antes de dar uma de sabichão.

  19. Ricardo

    19/06/2011 03:29:40

    Entao explique para mim, porque diabos voce publicou este texto no seu blog???Da forma que esta parece que voce concorda com ele. O que causou minha indignacao é que, se voce nao protestar contra este absurdo, nao sei que reporter vai faze-lo. Voce costuma ser o que mais o faz, se parar é porque realmente a coisa complicou de vez. Fiquei assustado quando vi isto no seu blog.

  20. Tereza

    19/06/2011 01:16:15

    (corrigindo)Tentei ler até o final este não sei o que da autoria do dirigente corinthiano.Mas não consegui, confesso que forcei, insisti, mas a cada novo parágrafo, a cada nova sentença, ficava cada vez mais atordoada.´Nos meus quase 60 anos de vida me determinei virar as costas, ignorar mesmo, as coisas desta vida para as quais não encontro explicação.Faço assim nos jornais televisivos quando reportam violência cotidiana, sei que ela existe mas prefiro me poupar desta experiência, que para mim não tem qualquer sentido senão a curiosidade mórbida.Nenhum ensinamento se extraiu destas reportagens, sensacionais, senão a tristeza pela evidência de que a humanidade perdeu, e anda perdendo muito.Fico com a minha indignação, e poupo o meu estômago.

  21. Rodrigo Carneiro

    19/06/2011 00:56:15

    Argumentos inchados que poderiam ser considerados um elefante branco por si mesmo...Eu so tenho uma pergunta: De onde viria e para onde iria esse dinheiro caso o estadio nao fosse construido?????

  22. Sirius

    18/06/2011 23:48:09

    Qualquer forma de isenção, remissão ou perdão fiscal é sinônimo de gasto de dinheiro público. Na administração pública, dinheiro que "poderia" entrar e não entra, é gasto. Falar que não há dinheiro público é besteira. Mas o preconceito contra o projeto não é justificável por nada.

  23. Moderado

    18/06/2011 22:25:40

    Ué, mas ele É corintiano.Só que ele está "na outra banda"... do lado dos que estão "fazendo e acontecendo" (jogando para marcar gol contra) para que tudo dê errado a fim de, conseguindo estabelecer "o caos", consigam tomar o poder dentro do clube.Isso é notório... e essa é a forma mais rasteira de se fazer política: obter resultados através do estabelecimento do caos.Sérgio Alvarenga antecipou-se ao alertar para essas "discussões de boteco movidas por paixão/ódio clubísticos" que estão absolutamente claras por aqui... e para ações como a do blogueiro que, de repente, transformou-se no paladino da moralidade (justo quem) e guardião do dinheiro público (que piada).

  24. Andre Munhoz

    18/06/2011 22:23:46

    Na minha visão o maior problema é que o clube não tem dinheiro para pagar o empréstimo do BNDES e depois da construção do estádio ficará nas mãos de credores, como o Sr Kia que dispensa comentários. Já a receita dos jogos terá de ser dividida com a Odebrecht que será a detentora do Name´s Right. O torcedor tem o direito de sonhar e comemorar o estádio, mas o Corinthians está amarrando corda pra se enforcar. O próprio Andrés Sanches disse publicamente que vai terminar 1 mandato e ir embora, sumir do mapa, ninguém mais vai ouvir fala dele (palavras do dirigente). Ora, qual dirigente no Brasil não quer seguir um segundo mandato? Até pq ele deveria terminar a obra que começou... Isso é no mínimo estranho, não?

  25. Ulisses

    18/06/2011 21:08:24

    O "guardião" do clube se insurge contra os guardiões do dinheiro público, e nesta disputa acredito que apenas os últimos tem legitimidade porque defendem o que é seu.

  26. Norberto

    18/06/2011 21:06:29

    Concordo com o "mini-clássico", pois um clássico de verdade conta com dois grandes CLUBES. O São Paulo é grande e respeita o Corinthians. O último jogo foi em Barueri ( não foi no Morumbi ). Portanto é perfeitamente possível que o São Paulo vença jogando no Pacaembu. A grama é da mesma cor, o campo tem duas traves e eventuais buracos e "morrinhos artilheiros" do campo atrapalham as duas equipes."fregueses"

  27. Norberto

    18/06/2011 20:24:25

    É decepcionante notar que alguém como o Tatuapé, que já demonstrou coerência em muitas mensagens postadas, coloque as obras do monotrilho do BAIRRO do Morumbi como "Monotrilho do SPFC". Definitivamente PRECISA ficar claro que os maiores beneficiários dessa importante obra de transporte de massa serão, especialmente, os mais de CEM MIL moradores da comunidade de Paraisópolis, que teve o "azar" de localizar-se no meio de uma região vista como "elitizada". Estatisticamente falando, a maioria dos moradores de Paraisópolis são corinthianos. E trabalhadores.Entendo e respeito suas colocações quanto ao esforço dos torcedores do seu clube para a construção do Estádio da Vila Carmosina. O Corinthians merece e precisa do estádio.Abraço !

  28. Victor

    18/06/2011 20:24:09

    Esta é outra face desta farra com dinheiro público, quem será que são os proprietários dos imóveis do entorno do pretenso estádio com dinheiro público.

  29. Ivan Lima

    18/06/2011 20:22:43

    Existem maneiras mais transparentes de levar investimentos à região. Quando escreve "distante Itaquera", Sergio Alvarenga demonstra que ele, também, não deve estar próximo da "gente diferenciada".Trata-se de um bem remediado na vida a fazer demagogia com a suposta condição dos "diferenciados". Seriam os mais pobres? Será que ele acha que ser pobre, de Itaquera, é igual a ser corintiano?A pobreza, no caso, é intelectual.Que tal ele defender um estádio para o Corinthians, sem dinheiro público e sem Copa do Mundo?

  30. Gustavo Pinheiro

    18/06/2011 20:03:30

    Imagens valem mais que palavras:http://www.youtube.com/watch?v=92xP9LB_cFI&feature=player_embedded

  31. Thiago zago

    18/06/2011 19:01:06

    itaquera 2014 já valoriza imoveis na região extremo Leste da cidade de sp.

  32. cabecinhadeouro

    18/06/2011 18:58:54

    é incrível como uma pessoa consegue dizer ser contra o preconceito e, ao mesmo tempo, incorrer no ero da generalização e dopreconceito...

  33. Luiz Messias

    18/06/2011 18:55:24

    O Matheus tocou em um ponto, discordo de muita gente que fala que o estádio não mereceria a isenção, ele mereceria pois a lei foi feita exatamente pra isto. Vou tentar explicar o real problema. Do ponto de vista estritamente legal- A isenção é antiga e foi feita para tentar melhorar algumas áreas e existe em várias cidades.- O estádio do Corinthians se enquadra nos requisitos legais para receber a isenção- Portanto o estádio do Corinthians tem o direito a isenção.Problema: O tamanho da isenção de 400 milhões. A maioria das pessoas erra em criticar a isenção pois ela é legal, se ela é legal ao tentar evitar que o clube tenha este mesmo benefício que outros tiveram você não vai ter sucesso, pois o argumento de muitos será se tantos já usaram esta lei porque você não que que o estádio tenha? O grande problema, é um pouco sutil, como já frisei, é o tamanho da isenção que de certa forma desfigura a intenção original. Quera apenas deixar uma coisa bem clara aqui, como já disse antes, gostaria que meu time tivesse um estádio próprio mas gostaria que fosse o original de 45 mil sem as frescuras da FIFA e que custava 400 milhões.

  34. Luiz Messias

    18/06/2011 18:41:52

    Porque o estádio traria melhorias, esta é fácil. Com a construção do estádio a região automaticamente fica mais valorizada uma série de mercados bares vão ser construídos nas proximidades do estádios gerando em tese uma melhoria para a região.Eu discordo do Juca quando fala que um estádio não ajuda, perguntem aos são paulinos se eles não acham que o Morumbi não ajudou a desenvolver a região. Este birra do Juca por causa do estádio já está começando a ficar patética. Além de algumas asneiras quando falam que o dinheiro do BNDS é público sendo que vários times já se beneficiaram do banco, não há nada errado com isto. Mesmo o caso dos incentivos é discutível, pois não é ilegal, pode até ser imoral mas ilegal não é. Contudo pra mim este não é o ponto.Eu particularmente defenderia que o Corinthians tivesse ficado no projeto original que era orçado em uns 400 milhões, o meu medo não é exatamente o uso desta ou daquela fonte. Eu desconfio, que este estádio pode estar sendo usado para lavar ou superfaturamento (roubar dinheiro). O orçamento do estádio é muito alto mesmo para os padrões da FIFA. Acho que no fundo o Juca também está desconfiado disto e que a "birra" dele com o estádio é por esta razão mas isto é chute meu.Sou Corinthiano e gostaria que meu time tivesse um estádio próprio mas esta história para mim ainda não está bem contada.

  35. Marcelo Silva

    18/06/2011 18:36:03

    Engraçado, ajudar itaquera com o estádio do Corinthians, dizem: é um absurdo. E ao mesmo tempo dizem: O Corinthians tem que alugar o pacaembú por trinta anos e ser responsável por sua manutenção, gastando milhões e depois devolver para a prefeitura. QUE BELEZA!

  36. Rafael Belattini

    18/06/2011 18:34:14

    Mas o Juca explica dois posts depois... veja aqui: http://blogdojuca.uol.com.br/2011/06/desenhando-a-divergencia/

  37. Paulo

    18/06/2011 18:33:03

    Olá Juca e moderador... me desculpe a franqueza, mas eu imaginei, como sou professor universitário, que você Juca, nunca iria demonstrar ser corruptível. estou percebendo que posso ter me enganado. Sou um inegável fã seu (mesmo sendo palmeirense e você corintiano), porém estou decepcionado com você estar defendendo um texto pessimamente escrito e que indica um profundo preconceito do diretor corintiano. Segundo Martin Luther, o pior preconceito é o que está escondido dentro de nós, e é isto que este diretor está tendo. Considere a idéia de retirar este texto, pois está estimulando este sentimento.Abraços

  38. Mauricio Moreira

    18/06/2011 18:29:31

    Nós CERTAMENTE perdemos senhor Napoleone Filho o senso do limite!(nós a sociedade)E este diretor Jurídico do Corinthians (perdeu além deste) o do Direito-Direito!Os argumentos usados por ele são sim rasteiros, descabidos e sem, em nenhum momento, conseguir convencer!Citar a declaração dos Direitos do Homem numa hora destas é REPUGNANTE! Foi um DEBOCHE, um ESCÁRNIO ou trata-se de um ALIENADO-ALIENÍGENA-ALIENADO que vive em outro planeta mas "trabalha" aqui!Estamos péssimamente servidos - (talvez ou certamente?) como a maioria dos clubes!Segue a necessidade da CAMPANHA: "Façamos Direito-Direito pelo bem do DIREITO e do que é DIREITO!"OuMude-se logo o nome do Congresso-Nacional para Congresso-Nésciobol!}{}{}{Mais um desabafo!Mauricio Moreira

  39. Mauricio Moreira

    18/06/2011 18:09:27

    Exatamente Francisco! ! ! !Mas o Juca não percebeu...Disse (lá trás) que EU não percebi o óbvio!Se era ÓBVIO por que então "milhares" de comentários acharam faltar um posicionamento (do Juca) e na crista da onda desta postagem subentendeu-se ter havido uma aprovação?{}{}{}Lamento! Em meu comentário anterior não fui e nem queria ser grosseiro com ninguém!Usei o termo 'idiota' para casar/fazer trocadilho com o personagem citado (O Eremildo - do jornalista Elio Gáspari).Apenas isto! A quem se sentiu ofendido peço sinceramente DESCULPAS!INCLUSIVE AO JUCA!Obrigado,Mauricio Moreira

  40. carlos alberto

    18/06/2011 18:08:48

    bla bla bla. só abobrinha o que falou esse alvarenga

  41. Pedro Paulo

    18/06/2011 18:07:34

    Parabéns César,perfeito...na veia !!!

  42. Fabio

    18/06/2011 18:03:57

    Meu Deus como pode um ser humano ser cara de pau como esse Avarenga, Realmente ele esta no lugar certo, nada como um pessoa sem noção para defender um bando de pilantra

  43. Comentarista

    18/06/2011 17:58:56

    Um país sério... como a Inglaterra? Como a Espanha? Como Portugal? Faltam argumentos sérios para defender a não-construção do estádio. A não ser... bem, vc sabe... o seu direito de cantar aquelas musiquinhas com os seus coleguinhas de torcidas organizadas. Sua argumentação tem a profundidade de um pires, assim como a sua real motivação para que o Corinthians não construa um estádio...

  44. Comentarista

    18/06/2011 17:54:12

    Vamos trazer o Sr. Alvarenga para a realidade do povo. Vamos supor que eu queira comprar uma casa, mas que eu tenha que comprar essa casa simplesmente pq alguém disse que eu deveria ter a minha própria casa, ao invés de alugar ou morar com a minha mãe, e disse isso até encher o saco. Pois bem, eu tenho R$ 20 mil reais de capital, R$ 1700,00 de renda (da qual posso usar só 1/3 para as prestações) e procuro comprar uma casa, mas descubro que custa R$ 120 mil. Como comprarei essa casa sem usar o "financiamento público" (no exemplo, Caixa Econômica Federal)? Bom, supondo que me seja permitido pegar o financimanto (obrigado, Caixa e "cães de guarda do dinheiro público"!!!), ainda faltará dinheiro. Onde posso conseguir incentivo? Felizmente, hoje temos o Minha Casa, Minha Vida (espécie de "incentivo fiscal" ao povo). Bom, no final, conseguirei minha casa, pagarei o devido para a Caixa (devolverei o dinheiro público com juros) e todos param de me encher o saco. Mas, afinal, qual a graça pra quem estava enchendo o saco? AHHHHNNN... bom, já encontramos então qual será o problema dos "brasileiros indignados" com a casa do Corinthians...

  45. Leonardo Hillebrand

    18/06/2011 17:46:02

    O que é pior, é que sabemos que o Corinthians não vai ter como pagar o empréstimo no BNDES e não vai ter arrecadação suficiente para compensar os incentivos recebidos. Se estivéssemos em um país sério o clube iria a bancarrota, mas isso aqui é Brasil, a conta vai ser paga por nós corinthianos ou não e tudo vai ficar na mesma M!

  46. Ricardo Amaral

    18/06/2011 17:39:03

    Belo serviço o blogueiro presta ao postar essa carta deprimente…Depois de ler isso tenho a sensação, aliás, a certeza de porque o Brasil é o que é. O mal desse país são as pessoas. O pior do Brasil é o brasileiro.O Estado quer ‘desenvolver’ Itaquera? Construa ESCOLAS, hospitais que FUNCIONEM, outros centros de lazer que não estádio de futebol particular, coloque polícia atuante nas ruas, mantenha o bairro limpo, arborize as ruas. Difícil pensar isso, não?Fora disso é hipocrisia SIM.

  47. Jean Farias

    18/06/2011 17:01:12

    Que ia haver desvio de dinheiro público na Copa nos já sabíamos.Uma mera pergunta... Como a maioria das furtunas são construídas no Brasil?Honrosos aqueles que no nosso país constróem suas riquezas com o suor do próprio rosto.Nossa história é essa desde os coronéis aos dirigentes do Corinthians.Cabe a esse clube o nobre papél de ser o receptor de um dos maiores desvio de verba dos nossos impostos, uma amostra clara para o mundo que nosso país ainda está longe de ser sério.Parabéns Corinthians por dar novamente o exemplo para sua nação de torcedores e para o povo brasileiro que trabalhar para ganhar seu próprio dinheiro não é uma boa. Melhor deve ser ainda continuar enriquecer com a exploração dos trabalhadores não é.Nossos políticos representam nosso povo. Nossos clubes representam nosso povo.Um dia nós sairemos desse buraco.

  48. Gambazinho

    18/06/2011 16:55:41

    Rarará... não fica nervoso, Juca. Nem todos concordam com sua obsessão moralista. Abraços, garoto.

  49. Roberto MArocco Júnior

    18/06/2011 16:52:34

    Sr. Vice-presidente, me desculpe, mas continuo achando essa copa do mundo no Brasil uma vergonha, não temos as mínimas condições pra evento de tamanha grandeza e vc vêm com essa história. Podemos ser bobos, mas não somos burros.

  50. André Bergamo

    18/06/2011 16:06:46

    Ladrão é ladrão!! Pode morar no EUA, na Suiça, em Itaquera ou em Higienópolis!!Repito, ladrão é ladrão!!Era só o que me faltava, agora por ser de Itaquera a pessoa tem direito a ser ladrão!!!E quem reclama que está sendo roubado é preconceituoso!!Só pra você saber meu caro, sou de classe média baixa e moro em bairro tido como POPULAR!! Nem asfalto tem na minha rua.Endereço: Rua João Marques Lontra 6-49, Bauru-SP.É o fim dos tempos!!!

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso