Blog do Juca Kfouri

Papai Noel Azul: crônica de Natal e Futebol

Juca Kfouri

Por AIRTON GONTOW

Léo e Cláudio são amigos desde a infância.

Desde piás, como se diz em Porto Alegre.

Da mesma idade, ambos bons de bola e apaixonados por música seriam até que parecidos se não houvesse uma diferença maior do que o canyon do Itaimbezinho.

O primeiro é gremista. O segundo colorado. Um é azul. O outro, vermelho.

Desde guris os dois amigos inseparáveis gostavam de provocar um ao outro quando o assunto era futebol.

Foi de Cláudio a idéia de receber Léo na frente do colégio, com outros colegas, no dia seguinte à conquista do octacampeonato gaúcho pelo Inter, pintá-lo de azul, deitá-lo em um caixão e desfilar com o “morto gremista” pelos longos corredores do colégio.

Foi Cláudio que infernizou a vida do amigo nas duas vezes em que o Grêmio foi para a segundona do Campeonato Brasileiro: “ão, ão, ão, segunda divisão”, tripudiava até em momentos que nada tinham a ver com o futebol, como no recente encontro dos ex-colegas da turma formada no Ginásio em 78.

Léo teve menos oportunidades de irritar o amigo. Mas pôde fazê-lo por muito mais tempo.

De 83 a 2006, longo período que separa do título mundial gremista do colorado. “Qual é o próximo jogo do Nacional? Digo Nacional porque vocês nunca ganharam lá fora. Internacional é o que vocês não são….”, era seu maior jargão.

A verdade é que mesmo após as conquistas da Libertadores e do Mundial em 2006 pelo rival, Léo não se deu por vencido: “Tudo bem, tudo bem, mas vocês ainda estão atrás da gente. Somos bi da América”,  disse para o colega, antes mesmo do abraço, quando se encontraram por acaso no supermercado.

Adaptou o discurso este ano, com o bi da América pelo Colorado: “vocês venceram tanto nos últimos anos e ficaram tão grandes, mas tão grandes, que conseguiram chegar onde o Grêmio já está há muito tempo”, diz.

Léo é, desde sempre, desses gremistas que nunca vestem roupa vermelha, que não teriam um carro vermelho (“Nem a Ferrari”, garante) e que usam gorrinho azul no Natal. Tinha até a bandeirinha do PT azul – coisa que só acontece no Rio Grande – nos tempos de militante, como tantos e tantos tricolores.

Neste dia 24 de dezembro, Léo recebeu pela manhã a notícia de que Cláudio finalmente foi pai.

Mesmo em meio à correria dos preparativos para a ceia, encontrou tempo para sair às ruas em busca de um presente para o menino. No caminho, teve uma ideia e correu para uma loja de produtos esportivos

Observou atentamente as vitrines e apontou para o vendedor. “Quero esse uniforme para bebê. Completo: meiõeszinhos, calção e camiseta.”

Pouco antes do meio-dia estava no hospital. Entrou no quarto, cumprimentou a mãe, saudou o velho amigo e entregou o pacote.

Cláudio logo viu a etiqueta da loja e imaginou do que se tratava. Abriu o presente e, como pensava, era um uniforme completo de futebol. Olhou para Léo e exclamou: “Mas é do Inter!”

- Quero que meu filho tire muito sarro do teu, mas faço questão que teu filho seja colorado. Eu torço por isso. Acho tão bonito quando um filho torce pelo mesmo time do pai! – falou Léo.

Os dois se olharam em silêncio. Léo observou os olhos lacrimejantes e vermelhos do amigo. Sentiu o rosto molhado e percebeu que também estava com os olhos vermelhos. “Ambos com a cor do Inter!”, pensou. Pela primeira vez o rival levava vantagem absoluta no confronto diário dessa amizade de mais de 40 anos.

Não resistiu e encontrou, antes de partir, a palavra final, para ao menos empatar a peleja:

- Um dia conte ao teu filho que ele recebeu, na data em que nasceu, um lindo presente de um Papai Noel Azul…

Airton Gontow é jornalista e cronista.

  1. Plinio

    06/01/2011 20:37:52

    Aqui no sul costuma-se dizer por conta da rivalidade GRE-NAL que se um está jogando contra um time de cachorros, o rival estará nas arquibancadas latindo.

  2. aloisio maciel

    04/01/2011 15:14:12

    Belo texto, sou Inter, deixei o Sul há umas três décadas e posso comprovar, de quando lá morei, a veracidade de algumas citações aí sobre o fato de um evitar as cores do outro. Presente pra filho recém-nascido de amigo, se não for da cor do clube do pai presenteado, ou pior, for do rival, nem pensar, é inimizade eterna. Carro também, se só tiver na concessionária, até mais em conta, na cor do rival, o cara não leva. Camisa no dia a dia, idem, gremista não veste vermelho e colorado neca de azul, o máx. admitido é calça, jeans. E o, diria + absurdo, que é a questão do petismo, sabidamente vermelho. Gremista fez a estrela da bandeira virar amarela e já ouvir falar desses casos em que a bandeira do PT, na mão de gremista, é azul, rsrsrsrs.

  3. Marco

    03/01/2011 10:14:49

    Muito bonito o texto. A rivalidade Grenal muitas vezes extrapola os limites, mas na maioria das vezes é saudável. Meus melhores amigos são colorados e eu gremista. Nos dias de jogos, esperamos ansiosamente pelas mensagens de corneta uns dos outros. Nos churrascos semanais, o que mais rola é corneta. Seria bom se todos aprendessem a torcer e darem muitas risadas com essas situações. Não existe nada mais gostoso do que essa rivalidade, quando ela é saudável.

  4. Cesar Augusto

    02/01/2011 22:19:36

    Veja Fernando. A crônica não é do Juca. É do Ayrton Gontow. No blog há algumas vezes textos de outros jornalistas.

  5. Fernando Colorado

    02/01/2011 00:09:29

    Fernando, achei show o teu texto, meus parabéns! É isso aí, a crônica do Juca, relata o que é a disputa gre-NAL, onde um sempre quer ser maior que o outro, sempre quer ganhar mais titulos que outro, sempre quer ser o maior representante do "Estado Piratini". É por isso que me desculpem os cariocas, paulistas, mineiros, baianos, paranaenses ou pernambucanos, mas a rivalidade gremio x INTERNACIONAL é sim a maior desse imenso Brasil, a própria cultura gaucha de disputas entre dois lados como: republicanos e imperialistas, chimangos e maragatos, hoje petistas e anti-petistas, sempre colaborou para isso. Um grande abraço para todos, e um feliz 2011.E que o meu Inter seja Tri da LA e Tetra do Brasil. Da-lhe Colorado!!!! Não fiquem bravos comigo, pois vivo em um pais, em que pelo menos para sonhar, não pago imposto!!! hrehehehehehehe

  6. Diego

    30/12/2010 19:11:55

    Não sou gaúcho mas posso falar que a rivalidade GRENAL é a maior do país. Em São Paulo temos grandes times, mas como são 4 não há um "embate" menor entre rivais. No Rio de Janeiro, o Flamengo é mais vitorioso em campeonatos brasileiros, copa do Brasil e campeonatos estaduais, assim como também é o único do estado que foi campeão do mundo e tem uma torcida bem maior que os demais. Em Minas, até que há um equilíbrio no número de torcedores, mas o Cruzeiro tem uma história (e um presente) bem mais vitoriosa que o Atlético MG. Já no RS, o número de torcedores é parecido, ambos são campeões do mundo, com 2 Libertadores cada (Todo o estado do Rio tem 2), além de equilíbrio nos títulos nacionais (O Gremio tem mais copas do brasil e menos campeonatos Brasileiros) e ambos tem estádios (e bons) próprios.

  7. Fernando

    29/12/2010 17:55:55

    Cara, você está falando de campeonatos que não são disputados desde 1997 pelo menos (13 anos). Mas na supercopa o Cruzeiro tem dois títulos contra apenas um do SP. Além disso, Cruzeiro tem dois vices contra apenas um do SP tb. Glorioso por glorioso, então o Cruzeiro é mais que o SP. Já a Copa Conmebol tem o Atlético Mineiro como Bi-campeão e um vice-campeonato contra apenas um título do SP. Além disso, a Sul Americana é como se fosse uma copa conmebol melhorada não, pelo menos os critérios de seleção dos times que participam são similares. Mas Ok, Inter e Grêmio não têm títulos nesses campeonatos, mas na atualidade, o Inter conquistou sim todos os títulos possíveis, coisa que o SP não fez, pois não tem Copa do Brasil no currículo por sempre disputar LA. Assim, acredito que os demais torcedores não devem se sentir ofendidos, pois o termo CAMPEÃO DE TUDO é apenas markting, porque na realidade nenhum time vai ser campeão de tudo, apesar de o grêmio estar mais perto devido ao título do segundona....jejejeje.

  8. eu e o internacional de porto alegre 2

    29/12/2010 12:53:43

    ah, é uma moça. perdão. fêliz ano novo.

  9. eu e o internacional de porto alegre

    29/12/2010 12:49:43

    por muito tempo, muito tempo mesmo, até o inter conquistar o mundial de clubes fui colorado sempre que este jogava contra o grêmio futebol porto alegrense, localizado, ali, no bairro da azenha com a av. cascatinha ao fundo. eu dizia que não era torcedor de nenhum dos 2 times, mas que quando ambos se enfrentavam eu torcia pelo colorado pois achava o time/ torcida prepotente, arrogante, chata, antipática. lembro que, certa vêz, um jogo do grêmio quem apitou foi aquele, ex-arbitro, cearense, que usava bigode - os amigos devem lembrar do nome dele; esqueço, xingarem o coitado de nordestino! nordestino! eu sou nordestino e não gostei disso como também não acho engraçado quando torcedores do grêmio chamam de macaco os torcedores do internacional, sempre tive o conceito que a torcida do inter era outro papo, que era legal que nem é a do corintians( sou sao paulino), mas , ai , veio a conquista do mundial e haja chatice. hoje, eu, entendo que a torcida do inter é o outro lado de uma mesma moeda, que morria de inveja das conquistas do grêmio, que desfazia, desfazia, mas queria estar no lugar do grêmio.e o inter não é campeão de tudo. nunca ganhou uma super copa; nunca ganhou uma commbol títulos que o sao paulo que é mais glorioso que qualquer time nesse pais tem.vc não sabia, caro gaucho?

  10. Fernando

    28/12/2010 21:17:08

    Além disso Adriano, vá ver a lista do PIB per capita por Estado e verás que RJ não está com toda essa bola assim. Diferença muito pequena para o RS.

  11. Fernando

    28/12/2010 21:13:59

    Adriano, não seja tão limitado em teus comentários. Como morador de um dos Estados mais rico do Brasil, você deveria ser muito melhor...jejeje. Pobres são Roraima, Acre, Amapá, entre tantos outros que tem um PIB reduzidíssimos.

  12. Fernando

    28/12/2010 21:00:51

    Pois os caras ainda acham que o Inter foi culpado por esse fracasso, pois tenha a certeza que foi muito mais doido ter um título descaradamente roubado. Aliás, o Clemer defendeu duas vezes o penalti pra ajudar vocês, mas o árbitro mandou bater a terceira. Três vezes ninguém consegue né?

  13. Katia - Campeã do Mundo FIFA / Campeã de Tuuuuuudo

    28/12/2010 20:43:44

    Belo texto! Parabéns ao autor, Airton Gontow.Sou colorada e confesso que o texto me emocionou!Acredito ser meio difícil ocorrer essa situação, mas em se tratando de espírito natalino e de amizade, tudo é possível!No mais, iria deixar respostas a alguns fanáticos torcedores e outros que não conhecem a rivalidade GRENAL, mas não vou me cansar... Até porque, pelo que alguns postaram, estes não aceitariam minhas palavras, afinal, sou mulher, gaúcha e deste modo, alguns "inteligentes" acreditam que eu não saiba do que estou falando e muito menos que entenda de futebol.. rsrsrsDe qualquer forma, desejo uma maravilhoso 2011 a todos, gaúchos e gaúchas de todas as querências.... Ou melhor, aos brasileiros, independentemente de clube!Saudações Coloradas direto do Inter Grande do Sul!

  14. fabio vinicius

    28/12/2010 15:35:26

    Belo texto, a rivalidade como ela deveria ser... devemos ser apenas rivais no futebol, nunca inimigos...

  15. marcos B

    28/12/2010 13:42:05

    fantástico, sem palavrasseres humanos em sua melhor expressão

  16. olha, aqui. preste atenção...

    28/12/2010 11:47:17

    não é verdade que no rio grande do sul há um xenefobismo total, geral e irrestrito contra paulistas, nem contra nordestinos.

  17. Ronald Nowatzki

    28/12/2010 11:32:35

    A trajetória vitoriosa do Grêmio, começou em 1981, com o Campeonato Brasileiro, e só não foi bi- em 1982, por causa do Juiz, e pq tinha o Grande Flamengo de Zico e foi até 2002 ,quando mais uma vêz foi assaltado nas semi-finais da LIbertadores,contra o Olímpia.Mas não estou falando do Grêmio, estava falando exatamente do periodo em que o Inter de 1980 até o final de 2005, passou uma fase de time mediano, sem destaque, apenas 1 copa do Brasil, e os Gaúchos que venceu, muitos deles foram pq na época o Grêmio priorizou outros campeonatos. E depois que o Grêmio voltou da série B em 2005, ainda não conquistou um grande campeonato, mas não está precisando cair não, pois está estrurando-se aos poucos, e sempre chegando bem colocado nos campeonatos.E a que eu me referi do Inter , se neste periodo de 1980 a 2005 ( Fase negra do Inter ), se ele tivesse caído, talves a recuperação teria vindo antes.

  18. colorado bi-campeão da libertadores

    28/12/2010 09:14:23

    Pois é nestes 25 anos (na verdade 18 anos:1983 a 2001) que voces ganharam seus únicos títulos (já que gauchão pra ti não vale). Poderias até acrescentar o título da segundona de 2005, mas acho que não vais querer. Antes de 1983 e após 2001, nada aconteceu. Não tá na hora de dar mais uma caidinha????

  19. verdadeiro campeão de tudo

    28/12/2010 09:01:12

    Ha,Ha!! Também sou colorado de muito tempo, desde 1970 comecei a frequentar, bem guri é verdade, o Beira-rio com meu pai.Agradeço, mas vou recusar a bolsa de estudos.E como abriste o flanco das sugestões, aí vai a minha:"Deixe os longos textos e finas ironias para quem entende do riscado: Gontow, Veríssimo, Martha Medeiros, Kfouri, David Coimbra, e tantos mais."A boa compreensão nem sempre depende do leitor, mas da capacidade de quem escreve.Um abraço e Feliz 2011.

  20. Adriano Rampazi - 6 3 3

    28/12/2010 02:43:09

    Aí no RS só existem dois clubes grandes porque o estado é pobre. Veja os estados mais ricos do Brasil... RJ e SP, cada um tem 4 clubes grandes.Gremio vs Internacional é o clássico dos orgulhosos baratos... já vi muitos gauchos dizendo que é o maior clássico do mundo. ahahahaAté Remo vs Paysandu ou Bahia vs Vitoria são clássicos com mais rivalidades que o clássico dos roceiros.Agora, se for por qualidade e quantidade de títulos, o maior clássico do Brasil é dos dois clubes mais vencedores da história do futebol brasileiro....SÃO PAULO VS SANTOS

  21. Ronald nowatzki

    28/12/2010 00:24:42

    Hora Colorado, não se faça de desentendido, estou referindo-me exatamente até o final de 2005, se não entendeu, e de fato neste periodo de 25 anos , ganharam sim 1 copa do Brasil, periodo em que o Grêmio venceu 4, mais 2 Brasileiros e mais 2 Libertadores e 1 mundial. nem considero Recopa, copa Kirin e outros menores. Este periodo de 1979 quando vcs ganharam o Tri até o momento em 2006 que venceram a Libertadores, se não entendeu, o que eu queria dizer, é que talves se o Inter tivesse caído, a reação teria chegado antes.Mas o se não existe.

  22. Cesar Fiel

    28/12/2010 00:18:57

    Já li alguns textos do Gontow elogiando o Inter. Mas lembro de um aqui mesmo do site em que dizia, com um ótimo humor, que iria torcer pelo Inter...nazionale no Mundial. Claro que é gremista. Mas pelo raciocínio de alguns - felizmente poucos - não deveríamos ler o colorado Veríssimo, o palmeirense Mauro Betting, o cruzeirense Tostão e nem poderíamos ter lido o tricolor carioca Nelson Rodrigues...E digo mais: ninguém deveria ler o blog do corintiano Juca. Quanta bobagem, hein gente....???? O que importa é a qualidade e a coerência dos artigos!!! O verdade está clara para quem ler: a crônica é linda e tem o espírito da confraternização e do esporte.

  23. Claudiopoa

    27/12/2010 23:18:39

    Amigo, em qual outro lugar do Brasil 100% (ou 98%, pelo menos) das pessoas torcem para os limes locais? Aqui no RS é assim, ou se é Grêmio ou se Inter e os 1%, que torcem para outros times, provavelmente vieram de fora, mas se ficarem muito tempo terão de obrigatoriamente de optar por ou outro.Ah, mas e os torcedores do Brasil, do Pelotas, do Juventude, do Caxias...?No fundo são todos gremistas ou colorados também; mas, mesmo que não sejam, somados não passam de muito mais de 1% dos torcedores.

  24. Campeão de tudo

    27/12/2010 22:52:20

    Verdadeiro (rsrsrs), sou sócio do Inter desde 1976. Antes disso era da Jovem Guarda Colorada. Tu provavelmente não deves ter ouvido falar nisso. E se ouviste não entendeste, pois já vi que tua capacidade de compreensão é bem limitada. Relê o texto mais umas 3 ou 4 vezes para tentar entendê-lo. Procura no dicionário o significado da palavra ironia pois pode te ser útil. Feliz 2011 para ti. Espero que ganhes muitos títulos com nosso Inter e ganhes também uma bolsa de estudos.

  25. colorado bi--campeão da libertadores

    27/12/2010 20:23:10

    Pois é Ronald, mas neste período que salientaste fomos campeões da libertadores e mundial, além da copa do brasil.Porisso não deu para entender...De qualquer forma, um abraço!

  26. verdadeiro campeão de tudo

    27/12/2010 20:02:56

    Com certeza uma resposta de gremista passando-se por Colorado. Qual Colorado escreveria ao Brasil dizendo ter perdido 120 Gre-nais, porém omitindo as nossas 136 vitórias, que nos faz o grande vencedor do clássico. Que Colorado definiria um fracasso do nosso Inter de "vergonha" e a dos gremistas de "tristeza".A verdadeira vergonha é não assumir seu clube, e ficar apenas na secação do seu rival, fruto de sua própria falta de competência.

  27. Campeão de tudo

    27/12/2010 15:51:27

    Vergonha e tristezaColorados, este mês foi especialmente duro para todos nós. Sofremos, talvez, o maior revés de nossa gloriosa história. E sofremos a flauta implacável dos Gremistas. Sofremos a flauta elegante e bem humorada, mas houve também a grosseira e sem graça. O futebol mexe com paixão. Paixão esse sentimento irracional e praticamente impossível de ser controlado. Qual aficcionado por futebol, independente das cores de seu coração, não pensou um dia, tomado pela razão, que não fazia sentido torcer tanto por jogadores que ganham tanto dinheiro, por técnicos mercenários, cartolas que se locupletam e por aí vai. Diga a razão o que quiser, a paixão acaba vencendo. O futebol mexe tanto com os sentimentos e perturba tanto a razão que acabamos tendo sensações contraditórias as quais não conseguimos discernir com clareza. No futebol confundimos tristeza com vergonha enquanto a verdadeira vergonha vem, muitas vezes, acompanhada da alegria. Perder para o Mazembe ou para qualquer equipe inexpressiva não é vergonha, mas gera uma tristeza tão profunda que se confunde uma coisa com a outra. Cair para divisões inferiores não é vergonha é tristeza. Vergonha é subir de divisão no canetaço como já o fizeram Fluminense e Bahia entre outros clubes no Brasil. Vergonha que anda acompanhada de imensa alegria. Vergonha não é perder campeonato. Perder campeonato é tristeza. Ganhar campeonato de forma espúria no tapetão comandado por um juiz suspeito é que é vergonha. Verdade que vergonha acompanhada de alegria (vide Corinthians 2005). Ou como o título nacional do Sport (1987) que ninguém reconhece. Ganhar jogo com jogada propositalmente desleal enganando o árbitro é vergonha. Assim a França se classificou para o mundial 2010 envergonhada perante o mundo. Assim Maradona, um homúnculo vergonhoso em muitos aspectos, ganhou da Inglaterra. Assim Gaciba foi vergonhosamente enganado pela intencionalidade da mão de Ronaldinho que nos tirou um campeonato Gaúcho. Ainda assim os ludibriadores muitas vezes alegram-se de sua vergonha. Assim como perder Gre-Nal não é vergonha. Perder Gre-Nal é tristeza. Tristeza que sentimos 120 vezes. Amigos, não se deixem abater. Este texto é apenas para consolar a alma do nosso fracasso tentando aplacar nossa aparentemente infindável tristeza. Não quero aqui provocar ninguém. Quero consolá-los como quem consola um filho que se envergonha por não ter passado no vestibular, ou como quem acalanta uma filha adolescente que chora a perda do 1º namorado como se essas coisas fossem o fim do mundo. Não são o fim do mundo. O fim do mundo não fica na 2ª divisão e, muito menos em Abu Dabi. O fim do mundo não fica na tristeza. O fim do mundo fica na vergonhaDesejo a todos boas festas e que encarem 2011 mirando o horizonte, pois certamente no próximo ano daremos seguimento a nossa senda de vitórias.

  28. Leandro de Paula

    27/12/2010 15:48:09

    E o pior é que acusam o pessoal de SP de só conhecer seus arredores e de não enxergar um palmo além do nariz.Tive o prazer de conhecer bem o CE, o RS e MG, entre outros lugares do país. Conferi as muitas virtudes e os muitos defeitos de cada um deles, e posso dizer que foi o suficiente para não cair na fábula que muitos desavisados (inclusive da crônica esportiva) caem a respeito do Grenal.Que queiram exaltar e celebrar a rivalidade local e suas tradições, tudo bem, é legítimo, mas se enganam ao pensarem que todos vão embarcar nessa de batalha titânica das batalhas titânicas, de maior choque do universo, de clássico dos clássicos...A fantasia dos infelizes a que se refere Chico Buarque pode estar relacionada com o fato de selecionar de modo consciente ou inconsciente apenas as coisas que se quer ver.

  29. Ronald Nowatzki

    27/12/2010 15:33:18

    Vc não entendeu, Colorado, referi-me ao periodo de 1980 a 2006, quando o Inter venceu apenas alguns Gaúchos, quando o Grêmio nem ligou, talves se neste periodo o Inter tivesse caído, a reação poderia ser maior. Mas o se não existe...

  30. Bruno Blumetti

    27/12/2010 14:56:54

    Não fale sobre o que não conhece... Sou baiano como falei antes aqui, estou passando as férias aqui em POA, e é sim a maior rivalidade do Brasil... Fortaleza e Ceará nem é maior que o BAVI...

  31. colorado bi-campeão da libertadors

    27/12/2010 14:11:10

    Ronald, como não chegamos a lugar algum? Para felicidade de nós colorados somos tri-campeões nacionais, bi-libertadores, maior campeão gaucho, copa do brasil, recopa, sul-americana e campeão do mundo, sem nunca ter caído para 2a divisão. Estes feitos só nos enchem de alegria e orgulho. Zona de conforto? Se é isso, permaneceremos nela!!!

  32. Cláudio Feldens

    27/12/2010 14:01:29

    Belo texto, de fato. Mas vamos dar o nome certo aos bois: apesar de se encontrar no site do Juca, é uma crônica do meu amigo Ayrton Gontof, cujo único defeito é ser gremista demais... Cláudio FeldensCuritiba

  33. Ronald Nowatzki

    27/12/2010 13:20:11

    Leandro de Paula, Palmeiras x Corinthians, hoje acrescenta muito pouco, 3ª e 4ª força do estado,torcida do Palmeiras desanimada e sem perspectivas, e corinthianos vivendo de ilusões, não justificam o título de maior clássico.

  34. Ronald Nowatzki

    27/12/2010 13:13:42

    Meu amigo, ser rebaixado, é ruim, mancha, mas não é o fim do mundo, Em 1993 o Grêmio foi " beneficiado ", sim pela CBF, para voltar a Série A, assim como em 1999 o Inter também foi favorecido para manter-se na série A,.Mas as vêzes um tombo, faz com que se enxerga a realidade, e faz com que se mude de atitudes. assim fêz o Grêmio: Favorecido em 1993, criou a devida vergonha, e montou a seguir, o melhor time do país nos próximos 5 anos, aonde venceu tudo, no Brasil e na América, só não venceu o mundo pela fatalidade dos penaltis.Em 2003, quase caiu, não mudou e caiu em 2004, precisou voltar a ter vergonha na cara, voltou em 2006, não como o melhor, mas com humildade, com ospés no chão, e agoram está crescendo, sempre foi bem nos brasileiros disputados, sempre chegando na Taça Libertadores, O Inter não foi rebaixado no periodo de 1983 a 2006, mas também não chegou a lugar nenhum neste periodo, talves seria melhor, se tivesse caido, para sair da zona do conforto, e mudar de atitude. Mas por estas e outras é que o Grêmio é conhecido como o Imortal.

  35. celso

    27/12/2010 10:40:53

    Sempre achei que bairrismo é coisa de mentes primitivas, não interessa se é gaúcho, paulista, paranaense, mineiro ou nordestino, é coisa de gente ignorante.Uma coisa é ter orgulho do lugar onde nasceu outra é ser bairrista, o bairrismo é aquele sentimento que cega as pessoas para o que tem de ruim no seu quintal e o faz acreditar ser melhor que que os outros, e pior ainda, odiar o que vem de fora.

  36. Silvana Lícia

    27/12/2010 10:37:04

    Airton, belo texto ainda mais pela capacidade de relacionar o time do coração, com o arquirival, deixando levar pelo clima de Natal. Bem articulado, parabéns!E Juca: obrigada por reservar este espaço para textos tão bons também.Um abraço. Até mais.

  37. Campeão de tudo

    27/12/2010 10:34:24

    Ceará está no mapa do futebol?

  38. Francisco

    27/12/2010 09:48:00

    Hahaha..é engraçado como nunca é culpa do Corinthians quando o fracasso bate na porta, me lembra um certo pertido dos trabalhadores que sempre poem a culpa nos outros quando as coisas dão errado. Acorda mané, o Corinthians foi rebaixado por méritos próprio, o Internacional nesta competição era sétimo colocado e vocês queriam que eles derrotasem um time para vocês fora de casa para vocês escaparem do rebaixamento depois de tudo o que aconteceu em 2005? Você é um sonhador e muito ingênuo....

  39. Clovis

    27/12/2010 09:05:05

    Fortaleza? Ceará? Cru e CAM até pode chegar perto, mas não é tão forte quanto o GRENAL!Você deve ser marinheiro de primeira viajem, ou alienado em termos de futebol.Cita questões sociologicas e históricas, mas não deve ter cursado a quarta série do ensino fundamental, pois aí saberia porque o GRENAL É GRENAL.Dizer que uns torcem pelos outros?? Nunca, Jamais...Somos gaúchos, não temos meio termo. Ou é ou não é!!!Portanto, analise melhor as questões históricas antes de dizer que torcemos um pelo outro, e aí verá porque isso não é possível.

  40. Daniel Rubin

    27/12/2010 01:14:05

    Tinha que der dado a camisa do Mazembe pro bebê !!! E vergonha foi perder para rebaixar o Corinthians, coisa que o interzinho fez sim ... mais vergonha ? O jogo de Belém de Pará ... Paysandu ... lembram ??? Escapar($)am da segundona ...

  41. Leandro de Paula

    27/12/2010 00:40:13

    O que estou preocupado em discutir são os critérios de recente pesquisa que colocou Corinthians e Palmeiras entre os dez maiores clássicos do mundo, mas que, injustamente, não o colocou em primeiro lugar.Discutir o maior clássico do país nem é necessário neste caso. Todos já sabem que é Corinthians e Palmeiras. E olha que estamos falando de um Estado (SP) que sempre teve mais que dois times. Bem diferente de Remo e Paysandu, Grenal, Atletiba, Bavi...

  42. Leandro de Paula

    27/12/2010 00:11:08

    Posso assegurar que a rivalidade entre Fortaleza e Ceará ou entre Cruzeiro e Atlético Mineiro é muito maior que a de Grêmio e Internacional.Embora muitos gaúchos dos dois times venham com este papo-furado de maior rivalidade do país, no intuito de se promoverem, o fato é que invariavelmente torcem uns pelos outros e vivem se elogiando.E um certo time de SP que vive fazendo coisas improváveis já fez estas torcidas até se abraçarem. Diria que seria feito maior que o de Pelé ter parado uma guerra se a rivalidade deles não fosse tão de araque. Uma pena não poder usar este argumento por honestidade sociológica e histórica...

  43. André

    26/12/2010 23:55:24

    Augusto, o estado de SP é somente a cidade São Paulo?Campinas por exemplo, a cidade onde eu vivo, é mais rica, limpa, menos violenta, mais bonita, desenvolvida e com melhor qualidade de vida que Porto Alegre.Se voce for somente se focar no Rio Tiête de SP e os bairros pobres que sofrem alagamento, aí fica fácil né?Agora faz uma comparação pobre com pobre, classe média com classe média e rico com rico entre os gaúchos e paulistas... vai ver que a qualidade de vida dos gaúchos é bem abaixo.

  44. Jean

    26/12/2010 23:48:11

    Do que você está falando rapaz?Meu amor é pela minha família! Eu sendo UM CIDADÃO DIREITO, esse é o maior exemplo de amor que tenho com minha terra.Não sou de ficar com orgulho barato, para tapar o COMPLEXO DE INFERIORIDADE.Aí no RS o povo gaúcho nem tem condições de crescer na vida, todo ano milhares de ônibus vindo do RS estacionam em SP e descem centenas de gaúchos procurando uma vida melhor em SP.No seu estado nem tem esgoto para a maioria da população, e com escolas precárias para os jovens.E preste atenção, não estou dizendo que aqui em SP é uma maravilha, mas com certeza é o melhor estado do Brasil para se viver. Veja que temos as melhores cidades com qualidade de vida do Brasil.PESQUISE E VERÁ.A maioria dos paulistas vivem mais decentemente que a maioria dos gaúchos, isso ninguém pode negar.Feliz 2011!

  45. Bruno Blumetti

    26/12/2010 20:32:22

    Pelo contrário, o texto está bem escrito e parece ser de um colorado... Como eh que critica, sem ler, em?

  46. afredo

    26/12/2010 19:22:54

    é triste quando se tem dor de cotovelo..... uma pessoa pode naum ter nada, nada, nada, e mesmo assim ser orgulhoso, naum??? pq temos o mais importante, ammor à terra e nossas origens, invejoso que naum tem patria, como esse tal de jean, sao invejosos............ uma pena....... pq sao paulo naum merece esse cidadao.............

  47. Gilson Rodrigues

    26/12/2010 19:21:02

    Paulo, volta pro texto e vê se aprende que isso é só futebol.

  48. Tiago

    26/12/2010 18:45:03

    Bonito juca!Belo texto, ainda mais que um dos personagens é colorado!Abraço a vc e aos colorados desse mundão de Deus e do inter... e dos azuis...Grande 2011 ao inter, e aquele 2011 ao irmãozinho azul...

  49. AUGUSTO CARNEIRO

    26/12/2010 18:25:12

    Jean, se tem tanta infraestrutura aí, por que será que quando chove São Paulo vira uma autêntica Veneza? Concordo contigo, RS esta muito atrasado em relação a saneamento básico, PIB, e todos os indicadores que avaliam as condições descente de vida dos cidadãos. Mas basta andares por todo estado e verás a grande maioria das pessoas vivendo em casa simples e humildes, porem ajeitadas, limpas e bem conservadas. Vais ver pessoas asseadas, saudáveis, inteligentes e trabalhadoras. E mesmo com tanta diferença de indicadores com SP ou qualquer outro estado da Nação, vais ver pessoas orgulhosas de serem gaúchas, o que talvez não vejas muito aí em SP. Então Jean, não baixamos a bola não, porque mesmo com todo o teu PIB, IDH etc....é bem melhor viver aqui e ser daqui.

  50. Márcio Becker

    26/12/2010 17:45:04

    Juca, de 83 a 2006 o Grêmio manchou sua história na Segundona duas vezes. O Inter sempre se manteve na elite. Pode parecer pouco, mas para um birebaixado é muito.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso