Blog do Juca Kfouri

O último Natal de Mané Garrincha

Juca Kfouri

Por ROBERTO VIEIRA

O antigo craque está parado na linha lateral.

Estádio Adonir Guimarães.

Embora o nome do lugar seja irrelevante para o menino de pernas tortas.

Todo estádio para ele é Maracanã.

Duzentos mil cruzeiros pra jogar no Londrina de Planaltina.

Metade da renda do espetáculo.

A noite solitária no Hotel Casarão.

Uma pensão barata e cheia de pulgas.

Ainda assim melhor que a velha Pau Grande.

Garrincha prometeu jogar vinte minutos.

Os vinte minutos chegam.

Os vinte minutos passam.

Quando a bola beija os pés de Garrincha é Natal.

Afinal.

Estamos no dia 24 de dezembro de 1982.

O ano em que perdemos a Copa.

Garrincha passou a noite bebendo cerveja.

Na casa do presidente do Londrina.

Pra esquecer que Papai Noel não existe.

A pelota chega aos sete minutos.

O João se chama Marcelo.

Garrincha passa o pé sobre a bola e Marcelo finge que vai.

O público aplaude.

Garrincha toca para Tabarana.

Recebe livre de Pezão e quando chuta a bola tira tinta da trave.

Falta na entrada da área.

Bulgária?

O chute ainda tem direção.

Paulo Vitor – ídolo do Fluminense – defende.

Paulo Vitor que veio animar a festa e acaba de estragá-la.

A torcida se enfurece:

“Frangueiro! Frangueiro!”

Isso é dia de defender um chute do Mané?

O jogo termina pra Garrincha.

Ele acende o cigarro com as mãos trêmulas.

Lembra do hospital onde esteve internado.

Duas semanas.

Fugiu do médico para jogar sua última pelada.

Garrincha está só no pequeno quarto de hotel.

Delírios intermináveis e sono profundo.

Seus lábios murmuram no silêncio um ‘obrigado’.

Não se sabe a quem.

Porque Papai Noel não existe.

Um mês depois Garrincha também deixa de existir.

  1. bruno

    30/12/2010 10:45:39

    OlaNa cidade de São Pedro/SP existe uma inscrição no muro do seu estádio municipal anunciando que era o último estádio que recebeu Garrincha. Será engano o jogo de Londrina ser o último dele?

  2. LUIZ

    30/12/2010 08:34:08

    pena que vc não entendeu...uma postagem linda dessa, falando do maior jogador do Brasil... e vc vem falar de Fluminense???!!!!!Para né

  3. LUIS

    30/12/2010 08:24:13

    Belissimo e emocionante texto. Parabéns.Os grandes ídolos devem ser sempre lembrados.Garrincha foi um jogador do mundo. Extrapola o território nacional.Ele, Pelé, Newton Santos, Zico,Ademir da Guia, Reinaldo e tantos outros gênios da bola vão muito além da representatividade clubística.Garrincha não era só do Botafogo, ele era de todos os times de todas as torcidas.Feliz 2011 a todos os esportistas .

  4. CARLITO

    29/12/2010 07:21:28

    Garrinhca foi superior a Pelé. O gênio das pernas tortas ganhou a copa de 62 e teve participação muito mais decisiva na copa de 58. Atuava numa faixa muito mais estreita de gramado.

  5. Jaime - MG

    27/12/2010 11:21:27

    Lindo post !Este sim, o maior jogador brasileiro de todos os tempos, merece muitissímas homenagens !Já pensou se tivesse o Markting de alguns da época ou de hoje ?Sua alegria de jogar era imensa, e, pescava, caçava, tomas umas...já pensou se treinasse 30% de um certo jogador que era o mais prepado fisicamente da época (não menciono o nome dele, não é humilde, é falso, espertalhão, vive no meio de politicos e cartolas do futebol).GARRINCHA , É ALEGRIA, É DO POVÃO, HUMILDE, E MAIOR DE TODOS !

  6. Newton Morais e Silva

    26/12/2010 07:12:07

    Caro Sérgio:O excelente blog do Roberto Vieira é http://oblogdoroberto.zip.net/

  7. Paulo Iganio

    25/12/2010 23:07:55

    Mané Garrincha foi grande gênio do futebol. A pior coisa que se pode fazer à sua memória é tentar diminuir a grandeza de Pelé para fazer brilhar a de Mané. Pelé foi, de longe, o maior de todos os tempos, mas Garrincha foi o único a conquistar o coração da massa em níveis próximos ao do Rei. Sem que Pelé tivesse existido Garrincha talvez não teria a imagem que teve. Pelé era a referência maior e o grande feito de Mané é que nunca se importou com isso. Mané era Mané. Único!Muitas vezes ele conseguiu brilhar mais do o que o Rei e o fez exatamente porque nunca se importou em superar Pelé, mas apenas em ser Garrincha. Em minha openião foi o maior ojogador de futebol de todos os tempos depois de Pelé e ao lado de Maradona. Numa noite muito longe nas brumas do tempo a seleção brasileira entrou em campo para um jogo amistoso no Maracanã lotado. O ano era 1964 e Mané vivia um inferno pessoal atacado que era pela mídia que não aceitava, conforme os padrões morais da época, que um ídolo como ele tivesse abandonado a mulher com sete filhas para viver com uma bela cantora popular que fazia enorme sucesso. Tinha até samba tocando o tempo todo no rádio e na televisão que dizia: "Reaja e mostre que é um campeão, volte pra casa, abrace as crianças e peça perdão"Com Pelé no pico de esua forma e um timaço o Brasil goleou e Mané simplesmente roubou a cena com uma atuação sensacional. Cada vez que pegava na bola o Maraca vinha abaixo. E quando não passavam a bola para ele o povão vaiava e gritava seu nome. Incrível! Sabendo o que o povo queria, Mané se divertiu e divertiu a todos com dribles e arrancadas históricas. Pelé, que também teve grande atuação, naquelanoite foi coadjuvante e expectador do grande show de Mané. Um dos últimos shows.Alguns anos depois (1973) ambos voltaram a jogar juntos numa outra noite no Maracanã igualmente lotado. Mané já era apenas uma sombra e uma seleção não oficial foi montada para sua despedida do futebol com arrecadação a favor de Garrincha que vivia graves problemas financeiros. O presente de Pelé para o amigo foi um dos mais sensacionais gols da carreira do Rei. Um dos mais belos gols já feitos no Maracanã por um Pelé que ainda brilhava intensamente. Quando vejo tentarem reduzir Pelé como se isso pudesse ampliar Mané Garrinhca, penso que o próprio Mané, lá do alto, deve morrer de rir com isso.

  8. Sergio

    25/12/2010 22:53:43

    Ele "só" ganhou 2 copas para o brasil ( principalmente a de 62, em q jogou por ele e por Pelé)!

  9. Joao Andrade

    25/12/2010 22:04:05

    Prezado Carlito: Me perdoe. Vi os dois jogarem. Independente de tv à época. Garrincha, sim ganhou a copa de 62. Mas daí a comparar com Pelé. Sou corintiano. Sofri como ninguém na era Pelé. Talvez pela simplicidade que fazia gols, Pelé é questionado. Mas essa simplicidade que o diferenciava. Detalhe:a copa de 62, vi os videos tapes(chegavam no dia seguinte), jogo Brasil e Espanha hum....... ganhamos muito na ajuda do juiz. Mas Pelé era mais completo. O próprio mundo reconhece, ou não? Aliás, questionado Pelé por uma minoria e os argentinos que vêem em Maradona talento melhor.

  10. Ronie

    25/12/2010 10:36:15

    Eu fui a esse jogo. Sou morador de Planaltina desde sempre. Fui com meu pai, não entendia nada, não sabia de nada. Ele sim queria ver o Mané. Um gênio bem pertinho de nós. Um pobre gênio humano...

  11. Diego

    25/12/2010 01:36:27

    E tem gente que não quer que o pobre Garrincha seja homologado campeão brasileiro, quanto egoismo.

  12. José Polvo dos Mares

    24/12/2010 20:25:12

    Difícil é imaginar que o Renato Maurício Prado - outro que vai cuidar dos netinhos - quase saiu na mão com o Arthur dal Pierre, em uma discussão sobre Garrincha X Zico, ao vivo no programa do SporTV.A coisa foi tão estúpida e ridícula que virou hit no YouTube.Tudo porque o Arthur, botafoguense, ousou dizer que o Zico poderia ser ídolo para a torcida do Flamengo, mas para o Brasil, o Garrincha foi muito mais importante, porque ajudou a ganhar duas Copas do Mundo.Mentira ?Para os "imparciais" cronistas esportivos, principalmente os curint11anos, flamenguistas e tricolinos do Jd. Leonor, que compõe 75% da imprensa esportiva nacional, os critérios de análise histórica e futebolísticas, baseiam-se nos arroubos emanados pelos seus sofridos corações.Qualidade para eles pouco importa, o que vale é a "força da massa", a quantidade de partidas, mesmo que seja um CEUB X Ríver-PI, em turno e returno e que seus timécos inglórios, possam ser exaltados na mídia.

  13. Tubarão

    24/12/2010 19:18:05

    Vai esperando.

  14. Mauro

    24/12/2010 18:46:21

    Não, Adriano, não é exagero. O cara era bom pra cacete. Há alguns filmes que mostram a sua genialidade, mas nehum deles te dá a real dimensão do que ele jogava. Era um monstro. Driblava seus marcadores com enorme facilidade. Todos joãos. Segundo alguns era melhor que Pelé, só não tinha o marketing que o rei tinha. Gostava da noite, mulher e de beber e não tinha juízo algum.

  15. CARLITO

    24/12/2010 18:19:20

    Alguns de maneira incorreta, comparam Pelé a Maradona. Garrincha certamente, está acima dos dois porém, sem a cumplicidade da televisão para corroborar a genialidade desse homem que mesmo atuando numa faixa mais estreita do gramado, fazia a alegria também das torcidadas adversárias. Saudações botafoguenses a todos e feliz natal.

  16. CARLITO

    24/12/2010 18:13:55

    Se levarmos em conta sua participação decisiva nas copas de 58 e 62 além do fato de atuar numa faixa mais estreita do gramado do que Pelé, tenho certeza que ele não ficou a dever nada a Pelé.

  17. Fernando Gentil

    24/12/2010 17:51:30

    Caro adriano, você não tem que esperar nada...fique com a sua descrença.Nós ficamos com o "alegria do povo", que deu "SOZINHO" a copa do Mundo de 1962, para o Brasil,e em 1958 teve uma participação exuberante.Veja seus gols, seus dribles, seus passes...certamente,mudaras de opinião.Pudera ter visto tantas vezes o Garrincha, como vi o Pelé.Igual ou parecido ao "Mane Garrincha"...nunca mais.Abraço

  18. Luis Claudio

    24/12/2010 17:43:17

    Juca, parabéns! Não conheci o Roberto Vieira, mas conheci o Mané. Tive a honra de, um dia, apertar-lhe as mãos. É verdade que ele já havia parado de jogar. Na verdade foi poucos meses antes de ele morrer. Talves uns três meses antes, se não me falha a memória. Mas isso não importa. Meu pai foi contenporâneo de Garrincha. Meu falecido pai foi ponta direita do Andorinhas Futebol Clube, enquanto Garrincha foi ponta direito do Paulo Grande. Meu pai conta que eles se enfrentaram apenas uma vez, pelo campeonato mageense de futebol. Que privilégio deve ter sido para o meu velho pai ver o maior fenomeno do futebol mundial ali, dentro de campo!Também tive esse privilégio de ver o Mané, ainda que por poucos minutos. Mas ele estava ali, a um palmo de mim, conversando comigo e meus amigos, contando suas façanhas, com a simplicidade que Deus lhe deu.

  19. Fábio

    24/12/2010 17:40:54

    Poxa Klaus, não li a parte do "Por", bom o texto realmente é lindo e adorei, só espero que o Juca para com essa história de UNIFICAÇÃO e volte a colocar seus ótimos post, Feliz Natal Klaus

  20. euclides de almeida xavier

    24/12/2010 17:36:41

    Caro Juca sou seu admirador por varios motivos, principalmente pela coragem, uma visãoantiga que vem se mostrando. Digo deste canalha, despota, safado, mafioso que todossabem, mas não conseguem (querem) pega-lo, e sua ambição desmedida parece alcan-çar niveis sempre maiores(fifa) com gente igual a ele. Juca Deus existe, uma hora tudo isso acaba para o bem do futebol brasileiro e mundial antes que ele o contamine.Esta figura medonha e seu acecla do cob, a vida esta se esvaziando neles, mas se agar-ram ao poder como se fosse isto o elexir da imortalidade. Parabens pois vc e igual ou melhor q o reporter investigativo inglesq assisti na ESPN, gostaria se autoridade fosse de nomea-lo chefe da policia federal por uns dias, para q pelassuas mãos fossem presos e enviados pra junto dos bandidos de renome, pois e assis queseus nomes deveriam entrar para a historia, por tantos crimes, e o outro e igual ao brunoa esposa aparece morta, da-se suicidio e logo casa de novoe não se fala mais nisto, praisto buscam poder, sentem-se intocaveis, acima de tudo e de todos. Grande abraço, te as-sisto na ESPN, cbn esporte clube e aqui no uol.F E L I Z N A T A L !!!!!!!!

  21. Lino

    24/12/2010 17:33:56

    Mas Garrincha fez no Corinthians um dos mais belos gols de todos os tempos contra o maior freguês do timão o spfc.Veio pela direita como sempre e junto a linha de fundo driblou o lateral que não guardei o nome driblou pro lado de sempre e emendou para o fundo das redes do Suli, goleiro sãopaulino que se estiver vivo até hoje não sabe por onde a bola passou.Eu estive no Pacaembu e vi...com meus dezesseis anos......

  22. Sérgio Ramos

    24/12/2010 17:12:14

    Oi Juca ! Parabéns ao Roberto Vieira pelo texto , e a você pelo bom-gosto de te-lo postado . Não conheço o Roberto Vieira . Ele tem algum blog , escreve aonde ? Obrigado Juca e um Excelente Natal a você e a toda a sua Família , enfim Feliz Natal a todos ! Um HIPER -ABRAÇO do Sérgio Ramos

  23. ointruso

    24/12/2010 17:11:26

    "Fluminense fecha com D. Cavalieri, Souza, Edinho e Araújo, diz jornal"!se for verdade isso ai, com mais o fred, emerson e deco, que gostam do DM, FLORMINENSE vai fazer jus ao seu patrocinador, ainda bem que parece que a unimed entende de DM!boa sorte para o time pô de arroz com os "velhinhos"!

  24. Joel Fontenelle Macedo

    24/12/2010 17:08:07

    Estávamos na festa de fim de ano dos meninos da LBA, no iníco de dezembro deste mesmo ano fatídico de 1982. Garrincha como contratado da entidade (recebia mais que trabalhava por razões óbvias); eu, psicólogo do programa social que assistia à garotada. Cenário: campo do Colégio Futebol Clube, subúrbio do Rio. Fim da pelada dos meninos. Garrincha é chamado ao campo (de grama, boas medidas) e é cercado, festejado. "Bate um pênalty, Mané..", alguém sugere. Ele tenta se esquivar da insistência, mas a bola já está em suas mãos. Alguém é escolhido para ir pro gol: eu, o psicólogo do programa. Garrincha bota a bola na marca do pênalty. Olho aquela figura estranha, trôpega, de calça jeans e camisa de manga enrolada nos punhos. Não é o Garrincha que eu conheci na minha vida toda de guri, o Garrincha que eu via da arquibancada do Maraca destruir sempre o meu Flamengo (Pobre, Jordan!). Fico ali parado diante daquela cena. O fantasma do grande Mané vai bater um pênalty e eu sou o goleiro. Pressinto que não vai dar em grande coisa e decido: "Finjo que vou na bola, ele faz o gol, e é festa." Mas o Mané nem isso quis. Veio displicente (muito mesmo) e não chutou em canto algum como eu queria. Chutou em cima de mim! Nem deu pra sair da bola. Peguei o último pênalty batido pelo Garrincha. Sem querer. Aplausos forçados e o pano desceu rápido. Todos pro lanche. Me aproximei dele para uma conversa. Tudo fechado por lá. Ele não queria chutar, não queria conversar, só queria morrer.

  25. Adriano Rampazi - 6 3 3

    24/12/2010 17:02:51

    Nunca vi o Mané Garrincha jogar... só espero que ele seja um jogador que foi brilhante e não um Denílson na vida que só sabia sambar na lateral e entortar os zagueiros, e nada mais.Brasileiros costumam exagerar!Pelé eu acredito, pelo seus records e pela unanimidade que é no mundo, até hoje.

  26. João Carlos

    24/12/2010 16:48:22

    Garrincha, talvez o maior jogador de futebol brasileiro depois de Pelé. Dizem, não sei se é lenda, que quando a seleção jogou com Garrincha e Pelé nunca perdeu para nehum adversário. Pois bem, seria um absurdo Garrincha nunca ter sido campeão brasileiro. Ainda bem que foi corrigida essa injustiça!

  27. heitor

    24/12/2010 16:41:54

    ah , como jogava bola o 2° melhor jogador de todos os tempos .

  28. Abrão Nassif

    24/12/2010 16:36:47

    Juca, ano de 1966, Garrincha no Corinthians contra o Santos de Pelé , um pouco antes da Copa do Mundo, au ainda menino, não esqueço a cena, Garrincha dribla o lateral, chega Zito, não brincava em campo, jogou o Garrincha quase na pista de atletismo, depois foi pedir desculpa. Garrincha já com problemas no joelho, não foi bem no Corinthians, e nem na copa do mundo.Abrão Nassif

  29. klaus

    24/12/2010 16:36:14

    Amigo, vc tem que ler o texto inteiro, desde do título.Esse texto não é do Juca, mas sim do Roberto Vieira.

  30. roberto campos nini

    24/12/2010 16:32:10

    só isso garrincha foi o segundo melhor jogador do mundo!ganou 2 copas e maradona!ganhou uma copa ele foi o 3 melhor do mundo

  31. Norberto

    24/12/2010 16:24:09

    Bela, simpática e justa homenagem, Juca Kfouri. Mais um dos grandes craques do passado que não teve a felicidade de ter à disposição a tecnologia que hoje existe, para que qualquer fã de futebol em qualquer parte do mundo pudesse apreciar a verdadeira magia do futebol que hoje falta aos "atletas profissionais".

  32. THOMAZ MARTINHO DA SILVA

    24/12/2010 16:23:48

    Oi Juca.Lindo teu comentário. Estou sem saber se os fatos por ti narrados foram verdadeiros ou uma ficção que tu brilhantemente criastes.Quem lembra de Garrinha, obrigatoriamente, lembra do BOTAFOGO/RJ. Quem lembra do Glorioso, obrigatoriamente, lembra de Garrinha. Devido a minha educação rígida de quando criança, confesso ter uma certa má vontade com pessoas de propcedimentos questionáveis ou inadequados para o exer´cicio de certas profissões. Mas, quem assim procede, não teria uym gênio do futebol como Garrinha no seu Clube.Como percebes, Sou BOTAFOGUENSE esmerado. No momento, ouço que o jogador JOBSON está se transferindo para o GALO MINEIRO. Trata-se de um GRANDIOSÍSSIMO jogador de futebol que faz muito tempo que não aparece no futebol brasileiro. CRAQUE COM MAIUSCLAS mesmo. Não estou fazendo comparações, mas há semelhanças.

  33. Fábio

    24/12/2010 16:18:58

    Poxa agora sim é você Juca. Parabens pelo post.Acompanho todos os dias o seu blog e você tem forçado muito esse negócio da unificação. Estava cansativo.Já o de hoje não, foi um post a sua altura.Parabens a ti, um bom natal!

  34. Jamil

    24/12/2010 15:57:42

    Eu nao peguei a era Garrincha, mas mesmo assim me pergunto: "Ah, se o Garrincha nao gostasse tanto do alcool, ate onde poderia ter chegado!"

  35. Castro

    24/12/2010 15:40:05

    Parabéns ao autor Roberto.O Garrincha foi inigualável, por tudo.Sem comparações.

  36. Bianca

    24/12/2010 15:34:03

    Juca, aproveito o espaço do belo post para te mandar um recado, como sua assídua ouvinte no CBN Esporte Clube! Ouvindo você despedir a cada noite da semana, quero manifestar que é uma pena sua saída e o término do programa (apesar das suas razões claramente compreensíveis e de seu total direito e merecimento de decidir o melhor caminho que irá tomar....).... Mas como sou sua fã e adoro ouvir seus comentários, faço parte daqueles ouvintes a quem você deixa saudades desde já. Obrigada pelo seu profissionalismo e grande competência em nos trazer o melhor do esporte. E olha que sou palmeirense......rs rs rs... mas mineira!! Felicidades!

  37. marco aurelio

    24/12/2010 15:27:39

    E todos os joãos do mundo reverenciam seu rei !!!!

  38. Caco

    24/12/2010 15:26:20

    Parabéns por sua inteligência e sensibilidade Juca.Feliz Natal e que, de presente, possamos receber um novo Garrincha, quem sabe?Deus escreve certo por "pernas" tortas.

  39. Sérgio Ramos

    24/12/2010 15:18:28

    Oi Juca ! Parabéns ! Que texto lindo ! A altura de um gênio como o Mané Garrincha ! Feliz Natal , Galera ! Feliz Natal a todos que tem prazer ao ver a bola rolando . Um texto meu de presente de Natal para vcs : ( muy amigo ) . Na natureza o macho para atrair e seduzir a Fêmea se utiliza de recursos tais como : Sons , cores , demonstrações de bravura . No Brasil ele joga bola . Na dureza da peleja se sabe que o importante é se ter intimidade . Eu sou Pelé ! Eu sou Garrincha ! Eu sou Rivellino ! Eu sou o eterno menino correndo atrás da bola como corro atrás de você !!HÌPER-ABRAÇOS A TODOS ! SÉRGIO RAMOS

  40. Newton

    24/12/2010 15:05:25

    Luna, amiga...o texto eh do MESTRE, medico pernambucano e torcedor do Nautico, o Roberto Vieira. Mas, claro, o Juca esta tb de parabens por te-lo postado aqui.

  41. Ricardo

    24/12/2010 14:49:49

    Quando em 1984 fiz minha entrevista para trabalhar numa escola em Nova York a diretora da escola que me entrevistou comecou a falar do Brasil e de futebol, e o nome de Garrincha foi mencionado por ela, uma inglesa que havia morado no Chile na epoca da Copa de 62. A genialidade e encanto com que Mane brindou aquele pais (e o mundo) durante aquela copa ainda estavam vivos na memoria dessa senhora, vinte e dois anos depois.God bless mane Garrincha.

  42. Luna

    24/12/2010 14:44:14

    Belíssimo texto, Juca! Meus parabéns! Um bom natal !

  43. Divanio

    24/12/2010 14:19:11

    Obrigado pelo belo post! Feliz Natal.

  44. MaRcos FLA

    24/12/2010 14:11:27

    Garrincha foi o unico jogador de futebol que me fez vibra assistindo videos sujos em preto-e-branco, tenho 25 anos.

  45. Valdnei Dias

    24/12/2010 14:04:51

    Parabens Roberto pelo texto(e ao Juca por ceder o espaço).Tive a emoção de no final dos anos 70 ver Garrincha aqui em minha cidade, num jogo exibição.Em tempo quanto ao post anterior sobre a revista placar. Me fez lembrar minha infanciaficava ansioso semanalmente para ir na banca comprá-la.Boas festas e um 2011 com muita saude e prosperidade.

  46. clemilton

    24/12/2010 14:00:43

    Isso só foi para aumentar a estética deste belo texto, pq iria ficar muito feio se escrevesse assim: "Um mês depois ele morreu..."

  47. Sergio

    24/12/2010 13:55:30

    Belo texto, Juca, que pressinto é seu texto de Natal. Bem lembrado o nome o e futebol de Garrincha para esta ocasião. Quando li o livro de Ruy Castro sobre Garrincha(muito bem escrito pelo exímio biógrafo), um detalhe me chamou a atençao. O próprio Ruy e outros flamenguistas e torcedores de outros clubes iam ao Maracanã ver Garrincha jogar. Nada é mais natalino do que isso, nestes tempos de rivalidades exacerbadas. Feliz Natal para você(à sua maneira) e para toda a sua família.

  48. joao

    24/12/2010 13:40:42

    JucaNelson Rodrigues disse que toda unaniminidade e burra ,porem vc esta provando que isto tambem nao e verdade.Parabens meu caro,voce alegrou meu natal dando um drible de competencia.

  49. anderson

    24/12/2010 13:31:45

    Outro Pelé...irá aparecer.Outro Garrincha nunca mais.

  50. Paulo Roberto

    24/12/2010 13:23:41

    Grande Juka, apesar de algumas vezes me irritar com vc, não tem como negar.. algumas de suas postagens só merecem elogios..Emocionante mesmo...Feliz Natal e um ano cheio, repoleto mesmo de ainda maiores realizações, de um saõpaulino.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso